Aves aquáticas

Compartilhar:


As aves aquáticas são aquelas que dependem total ou parcialmente de ambientes com grandes volumes de água para sobreviver. Essas aves são caracterizadas por comer, descansar e fazer ninhos em locais de área úmida, e seus corpos são perfeitamente adaptados para isso.

As características físicas das aves aquáticas incluem pernas longas e fininhas, como as garças e os flamingos, ou fortes e musculosas, como os patos e os gansos. Os pés das aves aquáticas costumam apresentar a chamada membrana interdigital, que facilita sua movimentação na água.

As asas e os bicos das aves aquáticas também são diferenciados. Enquanto algumas possuem bicos longos e fininhos perfeitos para pinçar os peixes da água, como a garça e o grou, outras têm bicos achatados e mais curtinhos, como os patos e os marrecos, que se alimentam de plantas aquáticas ou gramíneas encontradas nas margens de lagos e rios, além de pequenos peixes e invertebrados disponíveis na água.

Curiosidades sobre as aves aquáticas

As aves aquáticas que dependem totalmente de áreas úmidas para se alimentar possuem algumas características muito impressionantes. Os flamingos, por exemplo, podem chegar a passar 18 horas por dia com o bico submerso fazendo uma espécie de filtragem da água. Com esse processo, eles ingerem algas, caracóis e camarões minúsculos em quantidade suficiente para manterem-se bem alimentados.

O mergulhão é um bom exemplo quando queremos falar de aves aquáticas inteligentes e muito hábeis. Além de se deslocar rapidamente pela água, graças ao posicionamento estratégico das patas na parte de trás do corpo, que funcionam quase como um motor, esse pássaro bate com os peixes capturados na superfície da água para partir as espinhas e facilitar a alimentação dos filhotes. Impressionante, não é?

Aves aquáticas no Brasil

O jaburu é uma das aves aquáticas mais conhecidas no Brasil. Essa ave, que é o símbolo do Pantanal Matogrossense, vive em rios, lagoas e pântanos e se alimenta de peixes, moluscos, insetos, répteis e até pequenos mamíferos. O jaburu chega a mais de um metro de altura e seu bico, muito afiado, pode chegar a 30 centímetros de comprimento.

O guará-vermelho, também conhecido como íbis-escarlate, é outra das aves aquáticas que embelezam os rios, mangues e pântanos do nosso país. Sua alimentação tem base em moluscos, peixes, vermes e caranguejos, que inclusive são o motivo da coloração avermelhada única de suas penas. Infelizmente, o guará está extinto em algumas partes do nosso país devido a caça predatória para utilização de suas penas como adorno. 

Aves aquáticas e aves marinhas

Ainda que o termo aves aquáticas possa se referir a qualquer tipo de pássaro que dependa da água para se alimentar e se reproduzir, existe uma diferenciação quando nos referimos às aves que o fazem em águas salgadas.

As chamadas aves marinhas são aquelas que buscam seu alimento nos mares e nos oceanos. Elas podem ser aves marinhas costeiras, quando ficam mais próximas dos continentes, ou aves marinhas oceânicas, quando são encontradas em alto-mar.

Alguns exemplos de aves marinhas costeiras são os pelicanos, as garças e as fragatas. Dentre as aves marinhas oceânicas, podemos citar o albatroz e os pinguins.

Continue aprendendo com esses artigos selecionados para você:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário