Porque é importante usar cloro na piscina?

Compartilhar:


cloro para piscina

O cloro é fundamental para garantir uma piscina limpinha e bem azul, livre de sujeiras e bactérias que podem fazer mal à nossa saúde. Mas para isso, é importante que ele seja utilizado da maneira correta.

Além disso, é necessário tomar cuidado na hora de usá-lo, afinal, ao mesmo tempo em que ele nos livra das bactérias, ele possui substâncias que podem ser nocivas à nossa saúde

Sem contar que se não for usado da forma certa, ele também pode danificar o revestimento e a estrutura da piscina. Hora de aprender mais sobre esse produto.

Como ele age na piscina?

O cloro é um desinfetante muito utilizado para o tratamento da água da piscina. Isso porque ele possui baixo custo e seu manuseio é muito fácil, o que acaba se tornando um ótimo custo benefício. 

A função do dele é promover a oxidação da matéria orgânica que está presente na água. Ele age sobre fungos, bactérias, microrganismos e até mesmo sobre a urina. Quando a água fica muito tempo parada, é comum o surgimento de odores, e o cloro também age removendo esses odores. 

O ideal é que a piscina seja utilizada somente 24h após a higienização. Isso porque além de o cloro não ter acabado com os microorganismos existentes, após sua aplicação é comum que o cheiro fique forte e os agentes químicos podem causar lesões e alergias.

Alguns dias após a aplicação do cloro, sua concentração vai diminuindo, quando isso acontece, é comum notar que a cor da água fica mais esverdeada e o pH da piscina fica próximo de 8. Quando isso acontece, é um sinal de que a água já precisa ser tratada novamente. 

O ideal é que o pH da piscina não chegue a esse valor, dessa forma, o tratamento a base de cloro será efetivo, caso contrário, será necessário a utilização de outros aditivos químicos para o tratamento da água antes de inseri-lo. 

Tipos de cloro para piscina

cloro na piscina

Quando falamos de tipos de cloro, é interessante ressaltar que existem dois tipos. No entanto, ele pode ser encontrado em formas diferentes. 

Na hora de procurar o melhor cloro para piscina, podemos nos deparar com:

  • Cloro Orgânico: Mais recomendado para o tratamento de piscinas ao ar livre, esta modalidade reage de forma lenta e mantém a proteção contra os microrganismos ativa por até 24h.
  • Cloro Inorgânico: São mais recomendados para o tratamento de piscinas cobertas, por exemplo piscinas de escolas ou academias. Ele reage rapidamente e o cloro é liberado mais facilmente. 

Melhor formato

Depois de analisar qual o tipo da piscina a ser tratada e escolher entre o cloro orgânico ou inorgânico, é preciso escolher qual o melhor formato de para a higienização da água. É possível encontrar quatro tipos diferentes:

Granulado: Possui um teor de 90% de cloro ativo. É fácil de preparar e possui oxidação para cianeto, além de possuir um agente capaz de agir como protetor solar. 

Estabilizado: Esse tipo possui a adição de ácido isocianúrico, o que permite que ele dure mais tempo sobre a ação do sol. Normalmente esse é indicado para quem faz a cloração diária na piscina. 

Líquido: Ele possui o menor teor de cloro ativo, no entanto, ele tem alto poder de oxidação e ação bacteriana. Ele evapora mais rapidamente e se dissolve de maneira mais fácil.

Tablete: Desta forma, o cloro é dissolvido lentamente, possuindo uma ação mais efetiva na higienização. Esse tipo de cloro permite o uso de cloradores mecânicos ou automáticos, dosadores e até flutuadores. 

Gostou deste tema? Acesse nosso blog e veja mais dicas para curtir o verão:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário