Como acabar com a queda de pelo em pets?

2 de julho de 2020

Cachorros, Gatos, Saúde e Cuidados
monte de pelo de cachorro

Para você é normal ter a casa e as roupas repletas de pelo de cachorro e de gato? Saiba que esse é um problema compartilhado por muitos tutores, mas que pode ter solução.

A queda de pelos é natural. Assim como nossos cabelos, eles nascem, crescem até seu tamanho máximo e morrem, se desprendendo da pele. Apesar de não ser possível e nem desejável acabar com esse processo saudável, existem formas de reduzir a queda de pelos.

Continue a leitura e saiba como.

Por que o pelo cai?

Antes dar dicas de como reduzir a queda de pelo, é importante entender que ela é um processo natural e saudável do animal. Os pelos nascem, crescem até se tamanho máximo e morrem. Esse processo varia de acordo com o tamanho do pelo do animal.

No entanto, alguns desequilíbrios na saúde do pet podem influenciar e aumentar a queda de pelos. Entenda cada um deles.

Queda de pelo e alimentação

A queda excessiva de pelos pode estar ligada a uma alimentação com baixo valor nutricional. Isso é facilmente corrigido ao oferecer ração seca e ração úmida de qualidade para seu pet. Os alimentos Super Premium, por exemplo, possuem ingredientes selecionados e de alto valor biológico, deixando até a pelagem mais vistosa.

E não é só uma alimentação de qualidade que colabora para a manutenção da pelagem do seu pet.  Caso seja necessário, seu veterinário pode indicar o uso de vitaminas e suplementos específicos para a queda excessiva de pelos.

Para completar, mantenha o bebedouro do seu pet sempre abastecido com água fresca. A desidratação pode enfraquecer os pelos e colaborar com a queda.

Higiene e escovação

A higiene do animal também tem grande influência na queda de pelos. A escovação deve ser realizada pelo menos uma vez por semana. Em alguns casos ela é indicada a cada dois dias. Consulte seu médico veterinário e verifique qual a indicação para seu pet.

A escovação é responsável por remover os pelos mortos, evitando que eles caiam no chão da casa, no sofá e nas suas roupas. Os benefícios não param por aí, o uso de escovas e rasqueadeiras também colabora para a hidratação dos pelos e sua maciez.

Além disso, a periodicidade correta de banhos ajuda a conter a queda de pelos. Os banhos podem ser dados uma vez por semana ou quinzenalmente. A frequência excessiva de banhos, também pode colaborar para aumentar a queda de pelo.

Quando o animal tomar banho, certifique-se de que o pelo esteja completamente seco. Deixar a pelagem úmida colabora para o aparecimento de fungos e bactérias que colaboram para a queda de pelos e desencadeiam diversas doenças.

Aprenda como dar banho em casa no seu pet.

Queda de pelo pode ser sinal de estresse

O bem-estar do seu pet também reflete na saúde dele. Por isso, o estresse pode resultar em queda excessiva de pelo e pelagem opaca e sem vida. O enriquecimento ambiental é uma ótima opção para melhorar a rotina do seu pet, bem como passeios, brincadeiras e momento de qualidade com ele.

Saiba mais sobre enriquecimento ambiental.

Alguns animais perdem mais pelo que os outros?

Sim e não!

Isso mesmo! Animais saudáveis perdem a mesma quantidade de pelos, mas em alguns isso é mais perceptível. Cães e gatos com pelagens curtas deixam mais pelos espalhados pela casa por dois motivos. O primeiro é que o tempo de crescimento e vida do pelo é menor para pelos mais curtos. Sendo assim, eles caem antes.

O segundo motivo é ligado ao tipo de pelo do animal. Ao se soltarem, os pelos longos costumam ficar presos na pelagem, já os curtos e lisos caem diretamente no chão. Por isso, a impressão de que animais de pelagem curta têm mais queda de pelos.

Quer saber mais sobre a saúde do seu cão ou gatinho? Confira os textos que separamos para você: