Gato Birmanês: conheça um pouco mais sobre essa raça

Compartilhar:


Conheça mais sobre o gato Birmanês

Os gatinhos são animais independentes. Muitos acreditam que eles não gostam de carinho e afeto dos seus tutores, mas isso não é verdade.

Esse pet é carinhoso e adora passar horas brincando e recebendo carinhos. É possível encontrar diversas raças, dentre elas o gato Birmanês.

Também conhecido como o gato Sagrado da Birmânia, este animal costuma ser muito dócil e carinhoso. Ele é considerado descendente de animais que eram exaltados como deuses entre o século XV e XVI, principalmente em templos budistas da ásia.

Sua marca mais notória é o companheirismo, pois eles se apegam muito facilmente aos humanos. O grande diferencial deste gato, em comparação com os outros, é que ele adora ficar no chão.

Saiba que a altura definitivamente não é a praia dele. Apesar disso, ele é bem explorador e curioso.

Ficou curioso para saber mais sobre o gato Birmanês? Que tal continuar lendo este artigo com algumas informações bem legais sobre este pet?

Características deste tipo de gato

O gato Birmanês pode ter até 5,5 kg em sua fase adulta e seus olhos normalmente são azuis.

Apesar de perderem pelos com frequência, eles contam com uma pelagem longa e sedosa. As cores podem variar entre Frost, Azul, Chocolate, Foca (Seal), Vermelho, Creme, Canela (Cinnamon), Lilás e Fulvo (Fawn).

No entanto, a faixa etária do gato Birmanês pode chegar a 13 anos.

Conheça a personalidade do gato Birmanês

O Birmanês não costuma se apegar a uma quantidade variada de pessoas. Ele se limita a um ser humano, mas é fiel e carinhoso com ele.

Existem alguns gatos que demonstram ciúmes de seus tutores quando não recebem atenção, mas eles não são considerados agressivos.

Por ser um gato bem robusto e grande, o gato Birmanês pode ficar acima do peso com certa facilidade. Por isso, é fundamental que o tutor realize exercícios diários com o animal para mantê-lo em boa condição física.

Este gatinho é muito carinhoso e bondoso e não costuma dar trabalho. Por não gostar de mudanças drásticas, ele é considerado bem quieto e silencioso. Para que o gato não sofra com o agrupamento do pelo fino, é recomendado que o tutor escove-o com frequência.

Curiosidade

É importante ficar atento em relação à saúde deste animal. O gato Birmanês pode sofrer com algumas doenças genéticas. A degeneração espongiforme, por exemplo, é uma delas. Ela é uma doença que ataca o sistema nervoso e causa fraqueza nos membros. Além dela, existe a aplasia tímica, uma imunodeficiência que aumenta o risco de infecções.

Pode acontecer também de o gato sofrer com a alteração no gene que afeta o nervo óptico. Com isso ele pode ter problemas de visão.

É importante saber que essa raça pode ter hipotricose congênita, uma doença que faz com que os gatos nasçam sem pelos no corpo.

Gostou do nosso conteúdo? Que tal acompanhar outros que temos disponíveis em nosso blog:

 

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário