Como limpar a piscina: kit de limpeza e dicas práticas

Compartilhar:


Cuidados de limpeza e armazenagem da piscina MOR 1500 litros


Manter a piscina limpa até pode parecer um trabalho simples, mas quem tem essa tarefa em seu dia a dia sabe que não é. Deixá-la sempre pronta para o mergulho e as brincadeiras exige atenção a diversos detalhes, e esse serviço pode ser facilitado quando se usa um kit de limpeza de piscinas, com instrumentos e produtos corretos para cada uma das etapas.

Pensando nisso, preparamos seis dicas simples que vão ajudar você a deixar sua piscina o tempo todo parecendo nova.

Começando pelas beiradas

A melhor maneira de se começar a limpar a piscina é pela parte externa. É lá é onde se acumulam folhas, resíduos e sujeiras levados pelo vento e pela circulação de pessoas e animais.

Com uma vassoura, limpe todo o espaço ao redor da piscina, sempre da borda para fora, evitando que a sujeira caia na água. Você pode aproveitar para usar produtos específicos para o material do seu deck.

Piscina limpa com skimmer

O segundo passo é a limpeza do skimmer, também chamado de coadeira, e do pré-filtro da motobomba.

O skimmer é aquele dispositivo que fica na parte lateral da piscina, na altura da superfície. Ele tem a função de captar a sujeira que fica boiando sobre a água: insetos, pequenas folhas etc. Esse dispositivo deve ser esvaziado manualmente, assim como o pré-filtro da motobomba.

Mas, antes de mexer no pré-filtro, lembre-se de desligar o sistema de filtração e fechar os registros necessários.

Peneira de cabo longo

Mesmo realizando esses processos, sempre acaba sobrando sujeira na superfície, por isso a importância da terceira etapa de limpeza. Para isso, contamos com a famosa peneira de cabo longo, que serve para a remoção daqueles resíduos como folhagem, flores e insetos. Quanto mais fechada a trama da rede, melhor, porque assim ela irá capturar inclusive as menores sujeiras.

Limpeza do revestimento

Como tratar a água da piscina durante a limpeza

A etapa seguinte é a limpeza do revestimento, incluindo a parte que fica submersa.

Para retirar as algas acumuladas nas paredes da piscina é preciso realizar a escovação, o que deixa pastilhas e azulejos bonitos e ajuda a evitar a formação de manchas.

Essa escovação é indicada também para outros materiais, como fibra, vinil, madeira e pedras, mas, antes, certifique-se de estar usando uma escova macia, para não danificar o revestimento.

Aspirando a piscina

O quinto passo da limpeza é a aspiração, que pede muita paciência e experiência do piscineiro, por isso, calma! Depois da escovação, pode ser necessário usar um decantador de piscina, que age normalmente por 12 horas.

Após esse período, todo o resíduo estará concentrado no fundo, então você pode entrar com o aspirador e iniciar a limpeza.

Para que a aspiração funcione, realize-a devagar e gradualmente, do contrário a sujeira do fundo pode voltar a se espalhar pela superfície. E não se esqueça dos cantinhos da piscina!

Tratamento da água


Por fim, a sexta etapa é o tratamento da água, que envolve cloração, controle do pH e controle da alcalinidade, o que vai deixar sua piscina própria para banho.

Para isso, é necessário medir a alcalinidade e o pH e, se necessário, corrigi-lo. Existem kits e produtos específicos para isso.

O cloro é outro item importante, pois mata microrganismos presentes na água, que podem ser nocivos ao ser humano. Esse produto deve ser usado conforme indicação do fabricante, para não danificar alguns tipos de revestimento, como a fibra de vidro e o vinil.

Veja mais assuntos que selecionamos sobre piscinas:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário