Pode usar fantasia no pet?

15 de fevereiro de 2021

Cachorros, Gatos, Meu pet e eu
Pet pode usar fantasia

Você é fã de Carnaval e quer curtir esse momento com o seu melhor amigo peludo ao seu lado? Então, esse artigo sobre fantasia no pet foi feito especialmente para você!

Fantasiar o pet é possível, sim, mas você precisa levar alguns aspectos em consideração para garantir a segurança do seu companheiro e a diversão de todos. Vem com a gente saber mais sobre esse assunto!

Fantasia no pet precisa ter conforto e segurança

Conforto e segurança em primeiro lugar

A escolha da fantasia para o pet é um momento muito importante e pode ser bastante divertido também, mas isso vai além do tema que você quer usar para representar a personalidade do seu amigo peludo. Aspectos como o material de que é feita a fantasia, o tamanho, o peso, a forma como se prende ao corpo do pet, tudo isso é muito importante para escolher – ou descartar – uma fantasia.

Para escolher uma fantasia para usar no pet com segurança para o seu, avalie primeiramente o material de que ela é feita. Ele provoca coceira, ou fica pinicando na sua própria pele? Se a resposta for sim, então você já sabe que ele também não serve para o bichinho.

Fantasias para pet que tenham detalhes como paetês, plumas e pedrinhas coloridas, ou outras partes pequenas, devem ser avaliadas com cautela, já que esses detalhes podem se soltar facilmente e serem engolidos pelo pet. Além disso, muitos dos adornos de carnaval são sintéticos e recebem pintura com tintas que podem ser tóxicas para os animais. Por isso, todo cuidado é pouco! Não vale a pena arriscar a saúde e a segurança do seu amigo por uns poucos momentos de folia. Escolha com cuidado e atenção!

Respeite o espaço e os limites do seu pet

Respeite o espaço e os limites do seu pet

É sempre uma boa ideia fazer um “test drive” da fantasia com o seu pet antes de colocar por um período de tempo maior. Alguns dias antes do Carnaval, por exemplo, tente colocar a roupinha no seu pet e veja como seu amigo reage. Avalie seu comportamento e, se estiver tudo bem, aumente aos pouquinhos o tempo que ele passa com a roupa antes do grande dia.

Não force a barra caso seu pet se mostre desconfortável, assustado ou irritado. Verifique, especialmente, os fechos da fantasia e as partes que promovem a fixação no corpo. Elásticos apertados, arame, zíper e outros fechos desse tipo podem ficar presos nos pelos ou na pele do pet e provocar muita dor.

Depois de tirar a fantasia, verifique o corpinho do seu pet em busca de indícios de alergia, coceira ou qualquer coisa do tipo. Em caso de dúvida, não deixe de acionar o médico veterinário.

Cuidados durante a brincadeira

Se você escolheu uma fantasia para pets de qualidade, e seu companheirinho peludo aceitou numa boa a brincadeira, chegou a hora de vocês curtirem a folia juntos! Lembre-se de oferecer água fresca e limpa para o pet com muita frequência, já que o calor no período do carnaval costuma ser bem intenso.

Se for levar o pet para passear fantasiado, mantenha-o na guia o tempo todo, mesmo que ele esteja acostumado a andar apenas do seu lado. Durante o carnaval é muito comum que haja queima de fogos, e seu pet pode se assustar com o barulho e correr. Por isso, também é muito importante verificar a placa de identificação na coleira do seu animalzinho. Ela deve conter o nome do bichinho, e o nome e telefone de contato do tutor. Bom carnaval para vocês!

Continue a leitura com esses artigos que separamos para você: