Vaso de planta: descubra as características de cada um

Compartilhar:


diferentes vasos para plantas variadas

O vaso de planta é parte importante na arte da jardinagem por diversos motivos, sendo o principal a responsabilidade que o objeto tem de aconchegar a plantinha e facilitar seu desenvolvimento.

É por isso que o processo de escolher um vaso precisa ser feito com carinho, ainda mais se você deseja que a sua plantinha cresça e floresça.

A salvação da sua urban jungle pode estar aqui! Veja algumas dicas para não errar na hora de comprar um vaso e diferenças entre eles.

Como escolher seu vaso de planta?

É fundamental começar a conversa falando sobre os furinhos que um vaso de planta precisa ter, isso porque, sem eles, a água não vai escoar e provavelmente as raízes vão apodrecer.

Desta forma, independente do acessório que você escolher, tenha em mente que ele precisa ter furos na base.

Continuando, é hora de fazer uma continha básica sobre tamanho. Se a planta que você deseja é grande, de raízes extensas e precisa de espaço, o crescimento dela só vai acontecer se o vaso for grande. O mesmo vale para espécies menores, que facilmente se adaptam a um lugar menor.

Uma planta precisa de espaço para crescer, dependendo das características da sua espécie, você vai escolher entre um vaso de planta pequeno, médio ou grande. 

Vaso de planta: quais as diferenças?

Existe sempre aquela dúvida de qual tipo de vaso escolher, afinal, são tantos! Sendo assim, aprenda sobre as principais características deles para não se perder no meio das variedades.

Barro ou cerâmica

Estão entre os preferidos por sua resistência e aparência rústica. Além de reter a umidade, garantindo que a terra não vai secar rapidamente, eles não esquentam tanto no sol como outros modelos. Já em relação às desvantagens, são peças pesadas e frágeis.

Concreto ou cimento

Já faz algum tempo que os vasos feitos com esses materiais ganharam holofotes no mundo da decoração, isso porque são peças que vão bem com plantas maiores, como as palmeiras, filodendro, ciclanto e zamioculca. Entretanto, pense bem no local, pois são objetos pesados de difícil locomoção.

Plástico

O material é um dos mais comuns, porém requer cuidados, já que esquenta com facilidade se ficar no sol. Uma dica para quem preferir este tipo de vaso é aderir à moda dos cachepôs, perfeito para acomodar a plantinha e deixar o visual bem bonito. A principal vantagem do plástico é que o material é barato e a maioria já vem com furos na base.

O que é cachepô?

A ausência de furos nos cachepôs é uma das diferenças, mas o estilo decorativo dos objetos também se destaca, isso porque eles são pensados de uma forma mais visual e menos funcional, ou seja, um espaço para plantar a verdinha.

Os cachepôs, também chamados de cachepots, são responsáveis por trazer personalidade para os ambientes e estão disponíveis em diversos modelos, texturas, cores e formatos. A lista vai de versões em cimento a metal, tecido, crochet e bambu.

Gostou das nossas dicas de vaso de planta? Temos mais dicas de jardinagem para você no blog da Cobasi! As casas e apartamentos repletos de plantas estão em alta e vieram para ficar, afinal, é sempre bom estreitar o contato com a natureza. Qual post você gostaria de ler agora?

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

11 Comentários

  1. Josias disse:

    Quantas vezes tem que molhar as plantas.

    • Cobasi disse:

      Josias, como vai? Isso depende da planta. Algumas precisam de água diaramente, outras apenas uma vez por semana. Um dica é verificiar se a terra está úmida. Se estiver seca, pode regar!

  2. Luzia Felipe disse:

    Gostei das dicas.

  3. Célia Rossi disse:

    Vaso para suculentas?

    • Cobasi disse:

      Olá, Célia! O Vaso para suculentas depende da espécie. Para a planta conhecida como Rabo de Burro, os vasos suspensos são mais adequados, por exemplo.

  4. Uéber Chaves de Oliveira disse:

    Show

  5. A Francisco FH disse:

    Amo todas as plantas em geral!!!!

  6. Marta disse:

    Amei tudo que vi em tudo que vcs me indicarão sobre vasos e muito mais!!!

  7. Wdileusa disse:

    Sou louca por plantas tenho algumas faço o possível pra cuida dela com muito carinho, a recompensa e quando elas estão floridas

  8. Elizete disse:

    Olá… Tudo bem? Tenho um mini tinhorão, não sei como cuidar, se pode ficar dentro de casa, quantas vezes aguar?

    • Cobasi disse:

      Olá, Elizabete! Como vai? A Talita Michelucci Ribeiro, médica veterinária da Educação Corporativa da Cobasi, respondeu a sua pergunta! confira: “O Tinhorão é uma planta linda! Ficou sumida por um bom tempo e agora está voltando com tudo. Atualmente ela é conhecida também pelo seu nome científico, o Caladio. Para começar, o Caladio gosta e precisa de sol de maneira “filtrada”. Caso queira cultivá-lo dentro de casa, tudo bem, mas lembre-se de colocá-lo bem pertinho da janela, onde ele irá receber bastante luz de forma difusa, ok? Ele gostará de ficar em um substrato mais arenoso (1 parte de terra para 1 parte de areia) e é importantíssimo que esteja em um vaso com furo no fundo para que a água escoe naturalmente e não acumule no substrato.
      A rega pode ser de acordo com a necessidade. Uma dica bem bacana é coloca o dedo no substrato. Caso seu dedo fique sujo (terra úmida), espero mais um pouco para regar. Caso fique seco (sem terra) pode aguar. Ela é uma plantinha sensível ao excesso, mas também a falta de água, então essa dica do dedo é um excelente termômetro. Uma informação extra e importante é que todas as partes do caládio são tóxicas quando ingeridas. Então caso tenha criança em casa (que tenha hábito de mexer nas plantas) ou um pet (que cave os vasos ou coma suas plantinhas), opte por deixa-la em um ambiente alto, longe do acesso delas ok? Caso contrário, não se preocupe.
      Boa sorte com sua plantinha””

Deixe o seu comentário