Você sabe o que significa o gato vomitando espuma branca? Entenda agora!

Compartilhar:


gato vomitando espuma branca

Presenciar um gato vomitando espuma branca não é uma situação confortável para o tutor, simplesmente porque indica que algo não está bem com o felino e que ele precisa de cuidados.

Além disso, pode ter vários significados, desde algo incomum que ele comeu, até alguma doença grave que deve ser observada.

Dessa forma, se você possui dúvidas do que pode ser e gostaria de saber o que fazer quando o gato vomita espuma branca, este artigo pode te ajudar com essas questões. Continue a leitura e entenda tudo!

Gato vomitando espuma branca: o que pode ser?

Pelo comportamento comum dos felinos de se autobanhar e enterrar as necessidades, vez ou outra eles podem ter alguns enjoos e vomitar. Por isso, não precisa se preocupar.

No entanto, isso se complica quando o gato vomita espuma branca. Os especialistas categorizam esse vômito específico em duas situações. São eles:

  • vômito agudo – geralmente é quando um gato sem muitos problemas de saúde passa a vomitar com frequência, até diariamente; 
  • vômito crônico – casos em que o animal está vomitando há algum tempo. Por exemplo, um gato que vomita durante três meses seguidos, é um caso crônico. 

Até esse momento, não é motivo de muita preocupação, pois é algo normal entre os felinos. 

Entretanto, se os sintomas começarem a se agravar, é necessária uma atenção maior com o seu felino. São sinais de agravamento: gato vomitando espuma branca e não come, vômito acompanhado de sangue e diarreia, vômito de cor amarelada ou esverdeada.

Isso significa que é o momento de o tutor ficar atento ao quadro de saúde do animal. Veja, nos seguintes tópicos, alguns exemplos. 

Casos de gastrite

A gastrite se manifesta a partir do sintoma do gato vomitando gosma branca. Isso acontece por motivo de inflamação no estômago. Ela é normalmente dividida em duas categorias: 

  • aguda – quando o animal ingere substância tóxica, por exemplo: plantas, produtos químicos ou objetos. Se tratado, o organismo se recupera normalmente, suspendendo o sintoma;
  • crônica – se manifesta em um quadro mais grave e precisa de um tratamento mais longo. O organismo apresenta muita sensibilidade, portanto, é importante cuidar delicadamente. 

Em ambos os casos, o veterinário deve ser consultado para indicar o melhor tratamento. 

Pancreatite

A pancreatite ocorre quando há inflamação no pâncreas. Assim, por possuir grande importância para uma boa digestão, esse órgão inflamado pode deixar o gato vomitando espuma branca. 

Além disso, o problema acarreta outros sintomas, como queda do pelo, falta de apetite, emagrecimento e apatia. 

Bolas de pelo

Sim! As bolas de pelo podem ser inimigas do seu gato, já que o sintoma de gato vomitando espuma branca ocorre também em casos de pelagem em excesso no organismo.

Isso porque esse volume de pelos pode obstruir o canal gástrico, resultando, além dos vômitos, em falta de apetite e, consequentemente, no emagrecimento

Doenças sistêmicas

Essas doenças são mais perigosas e causam sintomas que vão além dos vômitos, Assim, o gato apresenta:

  • sede excessiva;
  • isolamento;
  • apatia.

Entre as principais doenças sistêmicas, estão diabetes e hipertireoidismo. 

Vermes

Por incrível que pareça, até os vermes, que são comuns e se encontram no organismo dos animais, podem causar vômito, especificamente quando há infecção do trato gastrointestinal.

Um fator interessante é que esse problema é comum nos gatos quando ainda estão na infância. Portanto, se você vir seu gato filhote vomitando espuma branca, há grandes chances de ele estar com uma infecção e precisar tomar um vermífugo.

Gato vomitando espuma branca: como tratar?

Se você já se perguntou “meu gato está vomitando espuma branca, o que fazer?” , dá uma olhadinha nesse tópico aqui. Apesar de ser um problema complicado, difícil de identificar, você pode descobrir de onde ele vem, consultando o veterinário. 

No entanto, para auxiliar o veterinário, é recomendado acompanhar a frequência dos vômitos, anotá-los e analisar quando ocorrem.

Assim, a nossa principal dica é: mantenha sempre a atenção quando o seu gato apresentar os sintomas. Dessa forma, você poderá fornecer informações completas ao veterinário.

Isso é importante porque o gato passa por uma série de exames até o profissional chegar a uma conclusão. Dessa forma, com o histórico do problema em mãos, facilita o diagnóstico e o seu animal tem mais chances de se recuperar rapidamente. 

Gato vomitando espuma branca: como evitar?

Chegamos à parte final do nosso post informativo, portanto mantenha bastante atenção nas seguintes dicas para que o seu amiguinho não passe mais por esse problema:

  • Forneça uma dieta adequada e rica em vitaminas necessárias para seu gato.
  • Evite os alimentos que podem causar uma reação alérgica.
  • Mantenha seu animal em ambiente seguro. Assim, deixo-o protegido de algum objeto perigoso que possa ingerir.
  • Escove o seu gato diariamente para evitar aquelas bolas de pelos citadas anteriormente.
  • Livre o seu animal de parasitas internos que podem causar os vômitos, utilizando vermífugos para gatos.
  • Quando o gato atingir a faixa etária de seis anos, leve-o anualmente para fazer um check-up interno, assim você consegue acompanhar a saúde do seu bichinho.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário