Você sabe como identificar um gato albino? Descubra agora!

Compartilhar:


gato albino

A condição genética do gato albino ainda gera algumas confusões. Assim, as pessoas acreditam que o gato branco e o gato albino são os mesmo, o que é um mito

Os albinos possuem características específicas e exigem um cuidado diferenciado em relação aos outros felinos. 

Assim, é necessário detalhar essas questões que ainda confundem muito os tutores, pois, os gatos albinos são animais extremamente raros. Por conta disso, podemos encontrar muitas informações falsas sobre ele. 

Para não cair em inverdades, nesse artigo traremos todas as informações. Confira agora e boa leitura!

Qual a origem do gato Albino?

Primeiramente é importante saber que o albinismo é uma disfunção que consiste na ausência parcial ou completa de melanina. Essa desordem genética pode ocorrer na pigmentação da pele, olhos e cabelo de humanos. 

Os gatos também podem ser vítimas do albinismo. Isso ocorre quando o organismo é incapaz de produzir melanina, que, por sua vez, é a proteína responsável por dar cor e proteção aos olhos e pelos. 

Segundo os veterinários, não é uma condição genética muito comum entre os gatos. Porém, alguns tutores têm preferência por esses animais e procuram por essa variação, fazendo o cruzamento de animais com genes recessivos do Albinismo

Quais são as diferenças entre o gato branco e gato albino?

O gato albino, além de ter os seus pelos completamente brancos (sem nenhuma mancha), também possuem olhos que são de tonalidades azuis, e em alguns casos sofrem de heterocromia (cada olho de uma cor).

Outro fator interessante do gato albino é o tom rosado nas extremidades do focinho, lábios, pálpebras, almofadas e orelhas. 

Se você tem um gato branco, porém sem essas características específicas, significa que seu gato não é albino.

Os gatos brancos, geralmente são animais com a pelagem branca com algumas manchas, as cores dos olhos variam e não apresentam complicações de saúde referente a pele, embora também precise de cuidados. 

Quais são as possíveis enfermidades de um gato albino?

Infelizmente, o gato albino é vulnerável a algumas doenças. Portanto, é preciso ter uma atenção maior com esse bichinho

Sendo assim, devemos saber que a castração desse animal é muito importante, para que não ocorra a proliferação dessa condição, pois envolve muito sofrimento para esse animal e a durabilidade de vida é inferior a de um gato normal. 

Veja, a seguir, algumas doenças que um gato albino pode apresentar e como tratá-las:

Surdez

O albinismo pode causar uma alteração do gene autossômico W, que significa uma má formação no ouvido interno. 

A surdez é descoberta ainda na infância do gato, pois ele apresenta dificuldade em atender o seu tutor.

Se ocorrer essa suspeita é recomendado o levar ao veterinário o quanto antes, assim o tutor receberá orientação de cuidados que precisa tomar nessas condições. 

A falta desse sentido não é reversível, por isso é essencial saber lidar com a limitação do animal.

Cegueira

Em geral, o gato albino possui baixa visão. É de extrema importância que ele seja vigiado para que não saia com frequência para a rua, possibilitando a ocorrência de acidentes ou até mesmo fique perdido por não encontrar o caminho de volta para casa. 

A claridade também é outro detalhe que deve ser pensado pelos tutores, por exemplo, personalizar a iluminação do local em que o gato fica, para uma luminosidade baixa. Pois, esse felino apresenta muita sensibilidade à luz muito forte. 

Retardado mental em gato albino é verídico?

Essa é uma característica inexistente no gato albino. Por conta de suas limitações citadas anteriormente, algumas pessoas assimilam com o estado mental do felino. 

Entretanto, isso não se aplica e é uma afirmação falsa, sem nenhum fundamento comprovado. 

Personalidade do gato albino

gato albino

Os gatos albinos são tímidos e calmos. Por sua sensibilidade à luz, eles possuem menos interesse em sair para rua. É um animal mais caseiro e tem preferência por lugares mais reservados. 

Por conta disso, alguns tutores observam um perfil mais indiferente e individualista. Por outro lado, em alguns momentos eles podem ser carinhosos e brincalhões (ainda assim é preferível não deixá-lo exausto). 

Cuidados e curiosidades sobre o felino

O gato albino tem muita sensibilidade aos raios solares, sendo assim, o seu tutor deve protegê-lo da exposição direta ao Sol entre 12 e 17 horas. 

A epiderme desse felino pode sofrer queimaduras severas e, consequentemente, desenvolver câncer de pele.

Contudo, é indicado que seja utilizado protetores solares para gatos, não tóxicos, para aumentar a segurança na saúde do bichinho.

Outra curiosidade relacionada ao gato albino é que ele pode evitar brincadeiras ou passeios por serem muito sensíveis. 

Assim, é importante oferecer gatificação, ou seja, um ambiente rico de jogos estimuladores e brinquedos com cores fortes e sonoros, garantindo mais atenção ao gatinho que apresenta limitações de audição e visão. 

Por fim, é essencial que o pet seja muito amado para aproveitar sua passagem na terra com mais alegria e amor. 


Gostou desse post? Para saber mais sobre cuidados, curiosidades e características dos gatos veja os nossos seguintes artigos: 

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário