Ozônio para piscina funciona? Veja tratamentos para água

Compartilhar:


O ozônio para piscina é um dos tratamentos possíveis quando o assunto é manter a água limpa e em condições para banho. Entretanto, você sabe como o sistema funciona, além dos seus benefícios e o diferencial frente a outros? É o que vamos te contar ao longo deste post.

Descubra como funciona este tipo de limpeza para piscinas, se é interessante considerá-lo e soluções alternativas.

Para que serve ozônio para piscina?

O ozônio na piscina é um dos tratamentos que existem para eliminar possíveis micro-organismos e garantir a qualidade da água para aqueles que nadam ali. Provavelmente você conhece este gás por sua presença na estratosfera, mas saiba que é possível gerá-lo em sua casa através do ozonizador de piscina.

Por fim, o gás em si não é seguro para as pessoas. Sendo assim, o aparelho é responsável por fazer a limpeza da água.

Ozônio na piscina: como é o tratamento e duração?

Há alguns pontos a considerar antes de investir no gerador de ozônio para piscina, como, por exemplo, o espaço em que ele ficará, pois este deve ser aberto. Além disso, a recomendação é instalar um sistema de detecção do gás, por precaução.

A partir do momento que você tem uma piscina com ozônio, o processo é simples. Isso porque há um ciclo de higienização da água dentro da instalação para que, após a limpeza, o líquido retorne para a piscina. E com a água limpa, você precisa apenas de uma peneira para retirar folhas e outras sujeiras da superfície.

No geral, um tratamento em piscina com ozônio é excelente, mas nem sempre a pessoa está disposta a investir o necessário. Afinal, quanto maior a piscina, maior o custo.

Outros tipos de tratamento para piscina

ozônio para piscina ficar limpa

Entre as opções de desinfetantes da água está o cloro. Mas, além deste produto para piscina, vamos falar também de outras ótimas alternativas que você pode considerar além do ozônio para piscina que falamos acima.

Cloro

O cloro para piscinas é um tratamento de baixo custo e popular. Isto é, você consegue realizar a higienização com facilidade. Por outro lado, uma das desvantagens do componente químico é que ele pode causar alergias e ardência nos olhos. 

Íon de cobre e prata

Esta é uma forma ecologicamente correta de manter a piscina longe de bactérias e fungos. É importante considerar que ele não tem ação oxidante, por isso o cloro deve complementar o tratamento para eliminar possíveis algas. Por fim, o processo costuma ser mais lento, mas como a quantidade de cloro é menor, o risco de alergias diminui.

Ultravioleta

Um tipo de tratamento que não precisa de um produto em si, apenas de seu sistema e instalação. A limpeza acontece a partir da emissão de luz ultravioleta, que elimina os micro-organismos ao acessar sua membrana celular. É uma alternativa a se considerar por conta do baixo investimento.

Agora que você já sabe sobre tratamento de piscina com ozônio e outras maneiras de manter a água limpa, que tal continuar sua leitura? Temos outros posts que você pode gostar no Blog da Cobasi:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário