Bull Terrier filhote: saiba os primeiros cuidados

Compartilhar:


bull terrier filhote

Um Bull Terrier filhote é saudável e cheio de energia. No entanto, o cãozinho dessa raça também precisa de cuidados. Descubra alguns neste artigo!

Características do Bull Terrier

Mesmo o Bull Terrier filhote não passa despercebido. O focinho alongado, sem distinção entre a testa e a cabeça, e os pequenos olhos escuros e triangulares são algumas das peculiaridades que dão a essa raça uma aparência incomparável.

Outro destaque do animal dessa raça são a sua força e musculatura, que podem até dar medo. 

Mas engana-se quem pensa que são animais raivosos. Se adestrados corretamente, esses cachorros são fiéis e brincalhões.

Os Bulls Terriers surgiram do cruzamento entre Bulldogs e cachorros Terrier distintos. O registo da raça aconteceu em 1822.

A princípio, essa raça foi criada para participar de combates entre cães. Por isso, eles eram chamados de “cão gladiador”. Com a abominação dessa prática, o Bull Terrier se tornou um excelente cão de guarda.

Por conta disso, são cães equilibrados e latem – pouco – somente quando se sentem ameaçados ou para proteger a sua família.

Além de serem cheios de energia, são muito inteligentes e aprendem rápido os comandos. Porém, se não forem educados desde cedo, podem se tornar teimosos e agressivos.

Cuidados com o Bull Terrier filhote

Cachorro da Raça Bull Terrier de perfil

Aprenda os cuidados essenciais para adotar um Bull Terrier filhote.

Adestrar desde cedo

Apesar de serem companheiros leais aos donos, pelo seu histórico como cães de combate eles têm um temperamento dominante, que se não tratado desde pequeno, pode gerar problemas na fase adulta.

Ele também precisa aprender a controlar a sua força e energia o mais cedo possível. Por isso o tutor deve ser firme nos comandos e recompensar as boas maneiras com petiscos deliciosos. Dessa forma eles aprendem bem rápido.

Caso tenha outros pets em casa, a socialização também deve ser feita quando filhote, pois ele tem traços territorialistas.

Praticar atividades físicas

Os Bull Terrier filhotes têm muita disposição e estão sempre procurando algo para brincar, por isso, deixá-los sozinhos por longos períodos não é uma boa ideia.

Para dissipar essa energia práticas esportivas são uma ótima opção. Também por conta disso, o ideal é que ele seja criado em casas com quintais. Mas se você morar em apartamento, tudo bem! Só não se esqueça de fazer exercícios com eles todos os dias.

Ainda escolha brinquedos de morder, assim você evita que ele acabe brincando com o sofá.

Cuidados de higiene

Os filhotes tomam banho apenas depois dos dois ou três meses. Por terem a pelagem curta, os Bulls Terrier não exigem muitos cuidados com ela. Por isso, nos cães adultos os banhos podem ser de 15 em 15 dias, e a escovação, uma vez por semana.

Precauções com a saúde

Um problema de saúde que pode acometer os filhotes de Bull Terrier e também os adultos é a estenose aórtica, uma doença cardíaca na qual o fluxo de sangue fica obstruído do lado esquerdo. Quanto mais cedo ocorrer o diagnóstico, mais fácil será o tratamento.

Por isso, se o filhote ficar facilmente cansado e tiver dificuldades de respiração, procure um médico-veterinário.

Outra doença que atinge os Bull Terrier já na fase adulta é a surdez, em um ou ambos os ouvidos.

Tratá-lo com muito amor e carinho

O Bull Terrier filhote é muito inteligente e vai corresponder ao tratamento recebido. Então, se for tratado com carinho e respeito ele vai retribuir da mesma forma.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário