Bomba de aquário: você sabe mesmo como funciona?

Compartilhar:


Bomba de aquário: você sabe mesmo como funciona?

Se você está começando a se interessar por aquarismo, que é a arte e o hobby de criar peixes em aquários, precisa saber muito bem como funciona a bomba de aquário. Essa é a melhor maneira de reconhecer e investir no modelo que faz mais sentido para o aquário que você já tem ou que pretende comprar para a sua casa.

Nesse artigo, vamos falar sobre o funcionamento da bomba de aquário, os diferentes tipos de filtros que você pode utilizar e como escolher os melhores modelos para as suas necessidades. Vem com a gente!

Bomba de aquário e filtro de aquário

Para começar, precisamos esclarecer que a bomba de aquário não é a mesma coisa que o filtro de aquário. Enquanto a bomba de aquário serve para oxigenar a água de um tanque de peixes, fazendo com que haja uma maior troca gasosa entre o líquido e a atmosfera, o filtro é responsável por remover as impurezas da água, deixando-a própria para os peixes que vivem ali.

A remoção das impurezas feita pelo filtro pode ser feita de três maneiras. São elas:

  • filtragem mecânica: é a remoção de partículas que ficam suspensas na água;
  • filtragem química: responsável por eliminar as substâncias “invisíveis” do aquário, que não são removidas pelo filtro mecânico;
  • filtragem biológica: é feita por bactérias “do bem” que ajudam a manter o equilíbrio do aquário como um todo.

Os filtros geralmente são complementares, ou seja, um aquário pode ter dois ou até três tipos de filtro funcionando harmonicamente.

A escolha da bomba de aquário, por sua vez, depende diretamente das características do tanque de peixes em si, como o seu tamanho, as espécies e a quantidade de peixes que comporta de maneira adequada para a saúde e bem estar dos animais.

Como escolher a bomba de aquário mais adequada

Como vimos, a bomba tem a importante função de oxigenar a água do aquário, para que ela se mantenha adequada para os peixes. Por isso, é preciso observar fundamentalmente os seguintes aspectos:

  • qual o tamanho do aquário e qual a sua litragem, ou seja, quantos litros de água o tanque comporta;
  • que espécies de peixes serão inseridas ali;
  • quantos peixes, em média, vão viver no aquário.

Com essas informações em mãos, você deverá optar pela bomba de aquário que tenha a potência compatível com o tipo de aquário que você está montando.

A relação da bomba de aquário com a quantidade e espécies de peixes

Por exemplo: um aquário muito grande não vai funcionar bem com uma bomba de aquário de baixa potência. Da mesma maneira, um aquário pequeno, com um ou dois peixes apenas, não precisa de uma bomba de aquário com potência máxima, que pode vir até a fazer mal para os animais pelo excesso de agitação na água.

Como você já deve ter percebido, a escolha da bomba de aquário está diretamente ligada aos peixes que você pretende ter. Por isso, faça uma boa pesquisa antes de montar esse ambiente e não deixe de conversar com um especialista para saber qual a melhor alimentação e que outros acessórios você deve disponibilizar no aquário para que seus peixinhos possam viver bem.

Continue sua leitura com esses artigos selecionados especialmente para você:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário