Coelho da Páscoa: origem e significado

4 de março de 2021

Coelho, Outros animais
Coelho da Páscoa: origem e significado

Aqui no Brasil nós temos algumas festas e celebrações que ultrapassam os limites das tradições regionais, e até mesmo das religiões, e acabam sendo celebrados por todos os tipos de pessoas, no país inteiro. O coelho da Páscoa é um desses personagens que desconhece barreiras!

Apesar de ser uma celebração especial e muito importante para as pessoas que se reconhecem como cristãs, a Páscoa vai muito além disso e abraça a todos, pois representa um momento de comunhão com a família.

Vem com a gente conhecer melhor nesse artigo como surgiu a celebração da Páscoa e qual o significado do seu “garoto propaganda”: o coelhinho.

A origem do Coelho da Páscoa

Para os cristãos, a Páscoa representa o momento da ressurreição de Jesus Cristo, ou seja, o período em que, após ser preso, crucificado e morto, Jesus voltou à vida. Não existe exatamente um registro de coelhos entregando ovos na Bíblia, então as explicações para o motivo de o coelho ser o símbolo da Páscoa são as mais diversas.

Uma das teorias sobre o coelho da Páscoa é uma tradição pagã muito antiga, de um tempo anterior ao cristianismo, que celebrava no mês de março uma deusa que traria fertilidade aos seus devotos, e cujo símbolo era justamente o coelho. Afinal, se tem uma coisa que podemos afirmar sobre os coelhos é que eles são férteis!

Uma outra explicação possível para a escolha do coelhinho para representar a Páscoa é por ele ser um dos primeiros animais a serem vistos após o fim do inverno e com a chegada da primavera. E como a primavera traz consigo o desabrochar das flores, e o seu crescimento, o coelho teria ficado associado a essa renovação, que também pode ser interpretada como a ressurreição da natureza.

Por que o coelho da Páscoa distribui ovos?

Por que o coelho distribui ovos?

Essa é uma dúvida clássica sobre a Páscoa: se um coelho não coloca ovos, por que então ele os distribui? Pois bem, você lembra que falamos sobre a deusa da fertilidade que era celebrada no mês de março?

Nos relatos sobre essa deusa, que se chamava Eostre, há uma lenda que conta que ela transformou um grande pássaro em um coelho para divertir e entreter algumas crianças, mas esse pássaro não teria gostado nem um pouquinho da sua nova forma.

Com pena dele, Eostre o transformou de volta à sua forma original e, em sinal de gratidão, o pássaro colocou vários ovos coloridos e os deu de presente para a deusa. Eostre, por sua vez, distribuiu os ovos coloridos para as crianças. Bastante semelhante com o que vemos hoje em dia, não é?

Coelho da Páscoa: do paganismo ao cristianismo

Do paganismo ao cristianismo

Quando os pagãos foram convertidos ao cristianismo, as pessoas que adoravam o coelho, que representava a deusa Eostre, passaram a celebrar a ressurreição de Jesus Cristo. A partir daí, as explicações sobre as origens da Páscoa foram ficando cada vez mais misturadas.

De qualquer maneira, por mais que cada pessoa possa ter uma interpretação diferente para a origem da Páscoa, o verdadeiro sentido segue sendo a celebração da vida, da comunhão com a família e da pureza da infância.

Quer saber mais sobre coelhos? Confira nossa seleção de artigos: