Como as cobras se reproduzem? Entenda!

Compartilhar:


como as cobras se reproduzem

As cobras são animais bastante peculiares e que despertam muita curiosidade em nós, seres humanos. É comum que tenhamos muitas dúvidas acerca desses belíssimos animais, e uma delas é: como as cobras se reproduzem?

Sabendo que existem 3,7 mil espécies de cobras habitando todo o planeta Terra, e que cada uma dessas espécies conta com as mais variadas cores, tamanhos, hábitos, comportamentos e dietas, é natural que a gente se pergunte se todas as cobras têm o mesmo mecanismo de reprodução. 

De modo generalizado, a grande maioria das espécies se reproduz da mesma forma, sim. Mas é claro que existem algumas cobras que têm uma forma de reprodução um pouquinho diferente das demais, e iremos explicar sobre isso também! Confira!

De modo geral, como as cobras se reproduzem?

Basicamente, quando a fêmea está pronta para o acasalamento, ela começa a liberar substâncias químicas, também conhecidas como feromônios. Isso funciona como um tipo de perfume, ou seja, ela passa a exalar um cheiro muito atrativo ao macho sexualmente maduro que, por sua vez, começa a persegui-la.

Durante essa liberação de feromônios, inclusive, é comum que mais de um macho sinta-se atraído pela fêmea. Nesses casos, eles brigam entre si para ver quem irá se reproduzir com a fêmea.

Assim, o macho começa a entrelaçar o seu corpo com o dela, e em seguida introduz o órgão reprodutor, chamado de hemipênis, na cloaca da fêmea, onde ele libera o esperma. O ato, em si, dura menos de uma hora, apesar de existirem algumas espécies de cobra que são capazes de acasalar por um dia inteiro.

Existe outra forma de reprodução?

Já sabemos que existem algumas espécies que têm a capacidade de reproduzir de um jeito um pouquinho diferente. Isso porque, como vimos anteriormente, para a reprodução desses animais é necessária a união de um macho e uma fêmea. Mas, para algumas espécies, somente a mãe já é suficiente para fazer os seus filhotinhos, sem a participação do material genético de um macho.

Então, sim, apesar de ser raro, algumas fêmeas conseguem ter filhos cem por cento sozinhas! Esse processo tem o nome de partenogênese facultativa, e nele os embriões se desenvolvem sem fertilização e/ou reprodução. 

Recentemente, no aquário de New England, nos Estados Unidos, uma sucuri-verde deu à luz dois filhotes de forma totalmente assexuada, ou seja, sem nunca ter se acasalado antes. O caso teve bastante repercussão porque, de forma geral, não é tão comum as cobras serem capazes de dar à luz dessa forma.

Como é a gestação da cobra?

como as cobras se reproduzem

A fecundação acontece no interior da fêmea, e em seguida, a maioria das cobras põe ovos, porém há espécies que são ovovivíparas, ou seja, que retêm os ovos dentro dos seus corpos até se encontrarem a ponto de eclodir.

Então, basicamente, o desenvolvimento do filhote pode ocorrer tanto dentro quanto fora do corpo da mãe. Sendo assim, as cobras são capazes tanto de pôr ovos que ainda não eclodiram, quanto dar à luz pequenas cobras já formadas. E um pouco depois do ato de colocação dos ovos no ambiente, as fêmeas costumam abandonar os seus filhotes.

Gostou do conteúdo? Não deixe de conferir outros posts da Cobasi sobre as muitas curiosidades do mundo animal. Além disso, caso você tenha interesse em produtos para pets, a nossa loja conta com diversos produtos para cães, gatos e roedores!

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário