Defensor dos animais: como se tornar um?

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Quem ama o seu pet e sabe do amor incondicional que ele é capaz de entregar quando bem tratado se entristece e se revolta diante de atrocidades cometidas com os animais. Muitas vezes são esses sentimentos que germinam e se transformam em um desejo de lutar pela causa atuando como um defensor dos animais.

É preciso, no entanto, separar as pessoas que estão prontas para atuar nesse papel. Afinal, nem todo mundo que se comove com os cenários de maus tratos possui os atributos necessários para assumir essa função social.

Ao defensor dos animais cabe, por exemplo, se manter pronto para socorrer um animal machucado, questão que exige bastante de sua força emocional. Outra questão importante é ter tempo e energia para oferecer suporte e abrigo para animais abandonados, até que eles encontrem um lar definitivo.

Você acha que se encaixa nesse perfil? Está interessado em se engajar na causa? Leia o artigo e reflita sobre algumas das principais responsabilidades desta função tão nobre.

Certamente, ao final da leitura, você estará muito mais apto a tomar uma decisão!

Resgatar e abrigar animais maltratados exige força emocional do defensor dos animais

Não há para onde fugir: um bom defensor dos animais é alguém que necessariamente ama os bichinhos. Afinal, é necessário que ele se mantenha disposto a ajudá-los nas mais variadas situações, o que lhe exige tempo e, de maneira geral, algum investimento financeiro.

Esse agente de proteção, no entanto, terá de se certificar que possui o equilíbrio e a força emocional exigidas pela função. Afinal, se deparar com um cãozinho severamente machucado e desnutrido farão parte de sua rotina.

Outra questão que exigirá da força emocional do defensor dos animais é a necessidade de desapego. Ao resgatar um bichinho abandonado e lhe dar abrigo em casa, é preciso estar disposto a entregá-lo de bom grado quando ele encontrar um lar definitivo.

Mas por que não se pode ficar com todos os animais que se resgata? A quantidade de animais abandonados é grande demais para tornar realista um cenário em que um defensor dos animais conseguirá dar abrigo e cuidado para todos os que cruzarem seu caminho.

Conhecimentos básicos de cuidado e disposição para fazer investimentos na saúde dos bichinhos

Para ser um defensor dos animais, não é necessário montar uma legítima clínica de recuperação em casa. Apesar disso, oferecer condições de estadia nas quais os pets possam se manter confortáveis e aquecidos é fundamental.

Um cobertor, um moletom improvisado, uma telha que o proteja do frio…

A alimentação é uma outra questão importante. Afinal, muitos animais são encontrados desnutridos e necessitam de alimentos como ração (preferencial) ou uma combinação simples de arroz e frango.

Por fim, estar atento aos cuidados médicos, levando o bichinho para realizar consultas e tratar de possíveis enfermidades, também é uma função indispensável do defensor dos animais.

Contar com uma rede de apoio é fundamental para qualquer defensor

Conhece aquele ditado: a união faz a força?! Ele também é verdadeiro no caso do defensor dos animais. Esse agente do bem deve, portanto, contar com uma rede de contatos com ONGs e pessoas dispostas a ajudar. Só assim ele oferecerá uma estrutura sustentável para dar auxílio contínuo ao maior número de pets necessitados.

Nesse sentido, estar inteirado das organizações atuantes no segmento e construir um relacionamento com elas é um passo importante. Tão importante quanto, é informar e inspirar as pessoas dispostas a contribuir. Assim, divulgar de maneira apropriada do seu próprio trabalho nas redes sociais desempenha função importante.

Quer saber mais sobre os cuidados com os animais? Acompanhe o blog da Cobasi:

. Feiras de adoção em março: saiba onde adotar cães e gatos

. Adoção de animais deficientes: uma nova chance de viver | Adoções Especiais

. O que significa SRD? Conheça as características!

. 8 dicas indispensáveis para adoção de animais

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

1 Comentário

  1. Luiz Geraldo da Silveira disse:

    Obtive mais conhecimento dos pássaros e animais domésticos.

Deixe o seu comentário