Gato: Tudo o que você precisa saber para ser um bom tutor

14 de agosto de 2020

Gatos
Gato miando em um fundo branco

Sejam eles de raças conhecidas, como gato Siamês, Persa ou Angorá, ou os famosos vira-latas, os gatos são muito companheiros, apegados aos humanos e, apesar de independentes, demandam atenção e cuidados.

Muitas pessoas acreditam que por terem personalidade mais independente do que a dos cachorros, os gatos não demandam cuidados. Porém, como qualquer outro pet, esses pets precisam de atenção, amor e é fundamental que os tutores sejam responsáveis, já que eles têm sim suas necessidades específicas.

Excelente companheiro, o gato, independente da raça é muito carinhoso e apegado aos tutores. Para mantê-los felizes e saudáveis, e fortalecer sua relação de amor e confiança com o seu pet, é muito importante manter uma série de cuidados com o seu gato. Continue a leitura e confira quais são eles.

Saúde do gato

gato com veterinário

Faça visitas regulares ao veterinário. A castração, as vacinas e a administração de vermífugos ajudam a prevenir que seu gato tenha doenças. Além disso, é importante visitar seu médico veterinário de confiança para saber como vai a saúde do seu pet e receber orientações sobre possíveis tratamentos e cuidados especiais.

Também é fundamental manter seus gatos livres de pulgas, que podem transmitir doenças tanto para eles quanto para os humanos. Além disso, sempre que notar qualquer comportamento estranho ou fora do normal, é necessário consultar um especialista para saber se há algum problema com a saúde do seu pet.

Alimentação e água

Gato bebe água na torneira
Alguns gatos preferem água corrente para se hidratar

Quando bebês, os gatos precisam receber o leite materno para garantir seu desenvolvimento e uma melhor e mais efetiva imunidade. O desmame geralmente acontece após nove semanas, porém com quatro semanas os gatos já começam a desenvolver os primeiros dentes. Por isso, você poderá iniciar a alimentação com a ração seca e úmida especialmente desenvolvida para filhotes.

Filhotes devem sempre consumir rações adequadas para o desenvolvimento. Até o primeiro ano idade, é importante que a alimentação seja composta por proteínas digeríveis, antioxidantes e ácidos como o ômega 3. Quando o pet é bem pequeno, para ajudá-lo a se alimentar, além de deixar o comedouro em locais de fácil acesso, é recomendável que as rações secas sejam umedecidas com água morna para facilitar o processo de mastigação. Atenção! Se caso o animal não comer na hora, jogue fora o alimento umedecido.

Engana-se quem imagina que apenas os filhotes precisam de ração especial desenvolvida para sua faixa etária e tamanho. O gato adulto e idoso também devem ser alimentado de acordo com suas necessidades nutricionais específicas e exatamente por isso estão disponíveis diferentes opções de marcas e sabores de ração, desenvolvidas para as várias idades e condições dos gatos, incluindo os castrados. Sirva a ração ao seu pet de forma gradativa durante o dia. Ele provavelmente não vai querer a ração que ficou o dia todo no pote. O gato é um animal exigente, não é!?

E não se esqueça: manter seu gato sempre hidratado é fundamental para a saúde dele. A água é tão importante para os gatos como para qualquer outro animalzinho. Deixe sempre uma vasilha de água limpa disponível para o seu gato. O ideal é trocar a água da vasilha pelo menos três vezes ao dia para que ela esteja sempre fresquinha. Alguns gatos não gostam muito de beber água parada, por isso existem no mercado diversos tipos de fontes que oxigenam a água e a fazem circular. Seu felino irá amar!

Brincadeiras e diversão para seu gato

Gato brinca com a varinha
As varinhas são brinquedos ótimos para interagir com seu gatinho

Não, você não leu errado. Brincadeiras e diversão fazem parte da lista de cuidados para manter sempre o bem-estar do seu gatinho. Para estimular seu pet, é muito importante que você separe um tempo para brincar com ele. Quando um gato se distrai com o tutor, exercitando seus instintos, ele fica muito mais tranquilo.

Além de uma diversidade de brinquedos interativos que estimulam a curiosidade e o espírito de caçador dos gatos, itens de enriquecimento ambiental como prateleiras e torres para que eles coloquem em prática suas habilidades de escalar e saltar, há também no mercado uma infinidade de modelos de arranhadores, para que eles lixem as unhas e evitem arranhar os móveis da casa.

Inteligentes, os gatos gostam de um bom desafio e podem sim aprender comandos, se você tiver paciência e usar reforços positivos. Por isso, se você nunca deixar de exercitar mentalmente seu bichano, conseguirá ensinar muitas coisas a ele. Todos os gatos precisam realizar atividades físicas e mentais diariamente para se manterem saudáveis e felizes.

Conheça as principais raças de gatos:

Segurança

O gato é um pet muito curioso e explorador por natureza. Por isso, a maioria deles gosta de se aventurar pelos ambientes onde vivem, percorrendo cada cantinho da casa e das redondezas. Por isso, uma das primeiras coisas que um tutor deve comprar quando um gato entra para a família é uma coleira com uma placa de identificação do bichinho.

Ao contrário dos cachorros, gatos não ficam tranquilos dentro de carros e não costumam passear de coleira. Por isso, também será necessário que você adquira uma caixa de transporte para levá-lo ao veterinário e a passeios junto com a família.

Se você vive em um apartamento ou sua casa tem andares mais altos, é importante telar as janelas. Gatos adoram andar em beirais e são muito curiosos, por isso correm o risco de cair. Não deixe seu pet ter acesso à rua. Eles ficam sujeitos às doenças, brigas com outros gatos e atropelamento.

Higiene do gato

Gatos são animais que prezam pela higiene e costumam se limpar sozinhos. A língua áspera dos gatos é própria para que eles consigam remover os pelos mortos e a sujeira, funcionando como uma escova. Mesmo assim, não é sempre que os gatos conseguem se higienizar totalmente sozinhos, podendo ser necessário dar banho neles, dependendo do estilo de vida do seu animal e das circunstâncias.

Alguns especialistas recomendam que os gatos tomem banho apenas quando realmente necessário, para evitar o estresse e evitar que o bichinho perca o óleo natural que protege seu corpo e seu pelo, o que poderia causar problemas de pele.

A frequência dos banhos para gatos deve variar de acordo com o ambiente em que eles vivem e também de acordo com seus hábitos. O ideal aqui é que você consulte o seu veterinário para estabelecer a melhor rotina para o seu pet. Além disso, quando for dar banho no seu gato é muito importante o uso de produtos adequados para isso, já que shampoos e outros produtos de humanos podem causar alergias e dermatite nos pets.

A escovação também é um processo importante, que além de auxiliar na limpeza, ainda ajudar no relacionamento dos gatos com os tutores, já que eles se sentem acariciados nesse momento. O processo também previne a formação de bolas de pelo que podem ser engolidas quando o pet se lambe.

Outro ponto importante para a higiene dos gatos é a caixa de areia. Os gatos não precisam ser ensinados a fazerem suas necessidades em locais específicos, eles instintivamente utilizam caixas de areia onde enterram as fezes. É recomendado que a caixinha seja limpa todos os dias, já que os gatos são muito exigentes em relação à limpeza, e que você tenha mais de uma espalhada pela casa. Você também vai precisar de uma pá específica para a limpeza dessas caixas.

É recomendado cuidar da saúde bucal dos gatos para evitar a formação de tártaro, escovando seus dentes e observando alterações tais quais: vermelhidão nas gengivas, sangramento, dificuldade para comer, coceira no focinho, inchaço embaixo dos olhos ou secreções no canto da boca e nariz.

Dê amor e carinho

Por último, mas não menos importante: os gatos precisam de amor e carinho. É verdade que os felinos são mais independentes que os cachorros, mas nem por isso são menos carinhosos. Eles adoram atenção, se esforçam para conquistar afeto, vivem se esfregando nos tutores, pedindo carinho e ronronando. O famoso ronronar, aliás, pode ser terapêutico. Segundo pesquisadores, a frequência sonora desses sons tem poder de cura e funciona como uma espécie de terapia para os gatos e para os humanos!

A relação dos felinos com os humanos é bastante profunda e intensa e, se você tratar seu gato com amor, cuidar dele como ele precisa, e respeitar suas vontades, ele será sempre muito dócil, fiel e companheiro.

Quer saber mais sobre gatos? Confira os posts no nosso blog: