Plantas para aquário: conheça as 5 melhores espécies e saiba como cuidá-las

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:
Plantas para aquário

O aquarismo é um hobby bastante popular entre os brasileiros. Mas você sabia que, além dos peixes e dos cuidados com eles, as plantas para aquário são outros dos itens muito apreciados pelos aquapaisagistas?

Além de impactar diretamente na qualidade da água, as plantas de aquário servem como abrigo e delimitadores de território quando há mais de um peixinho vivendo junto.

Além disso, as plantas aquáticas também podem ter função apenas decorativa, e nesse caso o aquário se torna ornamental, exclusivo para o desenvolvimento da vida vegetal.

Mas, tendo ou não peixes no ambiente, acompanhe a leitura do artigo a seguir para saber mais sobre as melhores plantas para aquário e como instalá-las adequadamente no local desejado. Boa leitura!

As melhores espécies de plantas para aquário

Selecionamos, abaixo, algumas espécies de plantas aquáticas mais populares e que podem ser cultivadas tanto por tutores de peixes de primeira viagem quanto por aquapaisagistas experientes. Confira!

Anúbia Anã

Ideal para os iniciantes em aquapaisagismo, a Anúbia Anã tem um tamanho pequeno e requer poucos cuidados específicos.

É uma planta do tipo rizoma e alcança entre 5 a 10 centímetros de altura, sendo indicada para aquários de agua doce de qualquer tamanho. Além disso, os peixes dificilmente ingerem a Anúbia Anã, utilizando-a mais para esconderijos.

Musgo de Java

Também uma das plantas de água doce mais populares, o Musgo de Java alcança, no máximo, 8 centímetros de altura, sendo conhecido como uma espécie rasteira.

Ele se adapta facilmente em qualquer aquário e pode ajudar na reprodução dos peixes, sendo um local de desova e de abrigo para os filhotes.

Amazonense

Essa planta é indicada para aquários maiores, pois pode atingir de 20 a 50 centímetros de altura, além de ter folhagens finas e exuberantes.

Apesar disso, a Amazonense é prática no que diz respeito aos cuidados básicos, exigindo apenas podas periódicas para manter a planta completamente submersa.

Espada de Corrente Pigmeu

Apreciada por muitos aquapaisagistas devido à sua bela aparência e grande versatilidade, essa planta não exige muita manutenção e não cresce muito no quesito altura.

Apresenta um aspecto de folhagem espessa e, dependendo da iluminação recebida, pode desenvolver dois tons de cores (verde e vermelho brilhante).

Gramínea

Conhecida como “carpete de aquário”, as suas folhas podem ter diferentes tonalidades de verde, sendo ideal para quem deseja um ambiente aquático bem ornamentado.

O único cuidado mais necessário é a limpeza regular dos restos alimentares dos peixes que podem se acumular sobre a gramínea.

Como colocar e manter as plantas para aquário?

plantas para aquário

A fixação da maioria das plantas aquáticas depende da presença do substrato para aquário.

Já que ele será a base para as plantas fixarem suas raízes, e pode ser de dois tipos: férteis (que fornecem nutrientes) ou inertes (que servem apenas como apoio).

Os substratos férteis geralmente são compostos de húmus de minhoca e outros elementos especiais, dependendo das necessidades de cada planta. Já os substratos inertes podem conter cascalho e basalto negro.

Além de garantir o substrato para aquário, para manter a aquário bem cuidado se atentar com variáveis como temperatura e iluminação ideal do aquário, nível do pH e presença de CO2 na água, assim como a compatibilidade entre as plantas e os peixes presentes no local é fundamental.

Quais os cuidados com as plantas para aquário?

Como os cuidados variam de acordo com cada espécie de planta para aquário, fizemos abaixo um resumo dos principais aspectos necessários para fixar e manter as plantas aquáticas que citamos nesse artigo.

  • Anúbia Anã: Com temperatura ideal entre 20º a 30º graus Celsius, deve ser plantada acima do substrato, de forma a não deixar as raízes muito fundas.
  • Musgo de Java: Não necessita de substrato, porém, deve ser amarrado a rochas ou tronco até que eles se enraízem completamente. A sua temperatura ideal fica entre 18º a 28º graus Celsius.
  • Amazonense: Precisam ser plantadas em substrato simples e receber luminosidade moderada. A temperatura ideal varia entre 20º a 30º graus Celsius.
  • Espada de Corrente Pigmeu: Sobrevive a variadas temperaturas e condições de iluminação, além de se espalhar de forma automática sobre o substrato.
  • Gramínea: Requer grande disponibilidade de luz para o seu desenvolvimento e um substrato fino e fértil. A sua temperatura ideal fica entre 15º a 24º graus Celsius.

Gostou de saber sobre as melhores plantas para aquário e os cuidados necessários para mantê-las no ambiente? Veja mais curiosidades sobre aquarismo em outros posts do nosso blog:

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário