Samambaia: aprenda a cuidar da sua planta

Compartilhar:


samambaia

Você sabia que há mais de 200 milhões de anos, quando conviviam sobre o planeta Terra fungos e musgos, já fazia parte daquele ambiente a samambaia? Pois é verdade, elas que de forma tão exuberante enfeitam nossas salas purificando o ar que respiramos, já estavam por aqui antes mesmo da chegada dos dinossauros.

Plantas criptógamas, ou produtoras de esporos (aqueles pontinhos marrons que ficam na parte de dentro de suas folhas), vivem em locais úmidos e com sombras, como os riachos e as cachoeiras, nascendo entre pedras e sobre outros vegetais.

É uma planta ornamental que se adapta ao ambiente interno das casas e apartamentos facilmente e pode ser reproduzida por meio de seus esporos ou com pedaços de seu rizoma (seu caule subterrâneo horizontal).

Função de umidificar o ar

Além de ser uma planta muito bonita, usada na decoração para deixar os ambientes mais requintados e charmosos, a samambaia é um umidificador do ar natural, pois ao liberar umidade, ela tem a capacidade de remover poluentes como o benzeno, o formaldeído e o xileno.

Sendo assim, naturalmente, ela auxilia na melhora da qualidade do ar.

Os cuidados com a samambaia

Não é difícil cuidar dessa planta ornamental, pois ela gosta de ambientes com pouca luz, então escolha um local perto de uma janela, onde a samambaia pegue luz indireta. Além disso, evite que os raios solares atinjam a planta diretamente.

Se você tiver uma varanda, pendure-a na área sombreada do local. Se for colocá-la em uma área externa, opte por pendurá-la sob a sombra de uma árvore.

Borrife água sobre suas folhas, buscando manter sempre a umidade ao seu redor. A terra deve estar úmida o tempo todo, mas não encharcada. 

Por fim, vale dizer que a samambaia gosta de temperaturas mais quentinhas, por volta dos 21°C, por isso uma dica é nos dias frios e secos colocá-la no banheiro, e nunca deixe-a exposta ao vento.

Adubação e poda

Existem no mercado adubos específicos para samambaias, o ideal é utilizá-los conforme indicado na embalagem. Mas atenção: ela só deve ser adubada após seis meses do plantio.

A poda de limpeza deve ser feita com tesoura, apenas removendo as folhas e os galhos secos ou doentes.

Novas mudas

A samambaia precisa ser dividida em vasos quando cresce muito. Quando fizer isso, corte as raízes quebradas ou podres. Após plantar a muda em outro vaso, complete com terra e cubra com musgo.

Uma samambaia pode ser dividia aproximadamente a cada dois anos para se manter saudável.

Cuidados com pragas

Fique sempre atento às cochinilhas ou ácaros nas folhas da samambaia. Caso apareça, sacuda as folhas e vá retirando os insetos e lagartas com as mãos. Além disso, contra os pulgões e ácaros, borrife calda de fumo nas folhas e na terra. Não use pesticidas.

Tipos de samambaia

Há cerca de 200 espécies e mais de 10 mil variedades de samambaias. Algumas são:

Americana: uma das mais conhecidas, tem folhas grandes, finas e pendentes de cor verde clara.

Argentina: bastante conhecida, é bem semelhante à americana, porém tem cor verde mais forte, folhas mais ralas e crespas.

Amazonas: de folhas largas e de um verde mais forte e intenso, com pequenas bolinhas na superfície.

Samambaia chifre de veado: completamente diferente das tradicionais, lembra os chifres do animal. Tem folhagem larga e espaçada, com ramificações.

Samambaia Renda Portuguesa: com folhas delicadas de verde intenso que lembram uma renda, seus ramos são pequenos e leves.

 

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário