Bartonelose: saiba mais sobre esta zoonose

Compartilhar:


bartonelose

A bartonelose, também conhecida como doença da arranhadura, é uma zoonose infectocontagiosa causada por uma bactéria do gênero Bartonella. Esta doença é comum no mundo todo e pode afetar até os humanos. 

A bartonelose felina costuma ser mais comum em locais onde a proliferação de pulgas é mais eminente. Esta infecção pode ser assintomática ou causar uma série de sinais clínicos. 

Neste texto, vamos falar um pouco mais sobre a bartonella em gatos, quais os sintomas e como tratar esta doença. 

O que causa a bartonelose em gatos?

A bartonelose é muito conhecida como “doença da arranhadura do gato”, então provavelmente quem tem felinos já deve ter ouvido falar desta doença. Ela é causada por uma bactéria do gênero Bartonella. 

Existem várias bactérias com este potencial zoonótico, ou seja, que podem transmitir doenças dos animais para o homem. Contudo, as mais comuns são as da espécie bartonella henselae.

Esta doença pode acometer tanto os gatos quanto os cachorros, mas é claro que elas são mais comuns nos felinos. Por conta disso, ela recebeu um nome popular, que se refere a arranhadura do felino. 

A transmissão da bartonelose felina ocorre por meio de contato direto com as fezes ou a saliva de pulgas infectadas, ou seja, quando o felino apresenta algum arranhão ou ferida no corpo, pega pulga e a bactéria acaba por entrar no organismo pela ferida. 

No entanto, esta doença também pode acometer os humanos, ainda que de forma bem mais incomum. Neste caso, ela é transmissível através de mordidas e arranhões dos gatos, que, muitas vezes, estão infectados pela bactéria. 

Sendo assim, quem tem contato direto com gatos tende a ter mais chances de serem acometidas pela doença, como tutores, auxiliares e médicos veterinários. 

Embora a doença pareça assustadora, há um tratamento, e o mais importante, existem métodos de prevenção. 

Bartonelose: sintomas e diagnóstico

O maior problema na hora de identificar a bartonelose é que a doença pode ser assintomática, ou seja, nem sempre um gatinho contaminado pode demonstrar sintomas. Sendo assim, quando ele morde ou arranha, a transmissão pode acontecer. 

A circulação desta bactéria no sangue costuma ser mais comum em gatos mais jovens. Uma vez infectados, estes pets podem ficar por até 18 semanas em estado de bacteremia, ou seja, com a bactéria sendo transmitida. 

Depois deste período, eles passam a apresentar anticorpos. 

Sinais clínicos

Os sinais clínicos de animais contaminados com bartonelose podem variar, conheça os principais sintomas:

  •     Apatia;
  •     Febre;
  •     Anorexia;
  •     Mialgia;
  •     Anemia;
  •     Perda de peso;
  •     Uveíte;
  •     Aumento no tamanho dos linfonodos;
  •     Arritmia;

Para diagnosticar a doença, o veterinário deverá realizar uma avaliação clínica e laboratorial, com a ajuda de exames específicos, feitos através de coleta de sangue. 

Tratamento e prevenção da bartonelose felina

arranhadura de gato

Ainda que não exista um tratamento específico para a doença, o tratamento mais comum é através dos sintomas, isto é, controlando os sinais clínicos. Outra forma de tratar é usando um medicamento antibiótico, para conter as bactérias presentes no organismo. 

Além disso, como a doença costuma ser transmitida através da picada de pulgas, uma forma de controlar a infecção é prevenir o surgimento de pulgas nos animais. Para isso, o tutor pode usar antipulgas para o animal e para o ambiente. 

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário