Adoção de gatos: Saiba tudo antes de adotar

Compartilhar:


Adoção de gatos

A adoção de gatos é uma maneira de levar mais carinho, afeto e diversão para toda a família. Mas para isso, o futuro tutor precisa estar disposto à posse responsável. Acompanhe nesse artigo tudo o que é necessário saber antes de adotar um pet.

Adoção de gatos: um ato de responsabilidade

A adoção de gatos é um ato de amor e responsabilidade. Afinal de contas, você se compromete a oferecer uma casa, comida, afeto e todos os cuidados que o animal de estimação precisa. Por isso, lembre-se que a partir do momento da adoção, você será o responsável pelo bem-estar do felino.

Quero adotar um gato: O que preciso saber?

Deseja adotar um gato, mas ainda não tem certeza se deve realizar a adoção do pet? Um bom exercício é fazer uma série de perguntas para entender se conviver com um animal de estimação combina com o seu momento de vida. Confira algumas perguntas:

  • Quantas horas você poderá passar com seu gato?
  • Ele vai viver com outros animais?
  • Terei condições de garantir o bem-estar do pet?

As perguntas acima são questões que todo tutor responsável deve levar em conta antes de adotar um gato. Pois, adotar não é apenas o ato de levar um felino para casa. É muito mais do que isso!

Qual é a melhor idade para adotar um gato?

adoção de gatos

Essa é uma das principais dúvidas dos tutores de primeira viagem. O recomendado por médicos-veterinários é realizar a adoção de animais com mais de 12 semanas de idade. Isso acontece porque antes desse período o felino ainda está em fase de amamentação, aprendendo a se alimentar e usar a caixa de areia sozinho.

O que preciso ter para adotar um gato?

Antes de adotar um gato, o futuro tutor precisa levar em consideração os custos para o enriquecimento ambiental, também conhecido como gatificação. Isso significa preparar todo o ambiente para receber e dar conforto ao animal. Confira o que não pode faltar:

  • cama ou toca específica para gatos;
  • ração adequada para a idade do pet;
  • comedouro e bebedouro;
  • caixa e areia higiênica;
  • telas para evitar fuga;
  • arranhadores;
  • itens de higiene e limpeza;
  • petiscos e brinquedos.

Atenção: Antes de fazer a adoção do gato, é recomendado que o tutor realize uma pesquisa detalhada sobre os custos de ter um pet em casa. Além da ração, banheiro e brinquedos, há custos com consultas médicas, medicamentos e vacinas para gatos. É preciso ter certeza que você poderá arcar com tudo, proporcionando o bem-estar do animal e ter uma posse responsável.

Consulte um médico-veterinário

Ao adotar um gato, o recomendado é marcar uma consulta com o médico-veterinário de confiança. Só o especialista poderá avaliar se o pet tem alguma doença, necessidade especial ou precisa de algum tratamento de saúde. Além disso, essa é a maneira ideal do tutor conhecer realmente o animal de estimação que fará parte da família.

A consulta com o veterinário também ajudará o tutor a colocar as vacinas do gato em dia, que começam a partir da nona semana, além de preparar um calendário de vacinação para o futuro. Dependendo da idade, também é possível realizar a castração do animal.

Como adotar um gato?

Há diversas maneiras de adotar um gato, a melhor delas é visitar feiras de adoção de animais ou na Cobasi Cuida, que tem parceria com diversas ONG’s especializadas. Nesses locais, o futuro tutor saberá todo o histórico de saúde do felino e receberá orientações no momento de realizar a adoção.

Você já adotou um gato? Então, compartilhe com a gente nos comentários como tem sido essa experiência.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário