Aquário plantado: como iniciar da forma certa

Compartilhar:


O aquário plantado é um desafio para muitos aquaristas. Inclusive, muitos experientes levam anos até que iniciem esse tipo de aventura. Existem diversos parâmetros e conceitos importantes que reunimos aqui para você ter sucesso no seu projeto mesmo sendo um aquarista iniciante. E então, vamos lá conferir?!

O que é aquário plantado?

Para começar, o aquário plantado nada mais é do que um habitat aquático com plantas naturais. Diferente dos aquários com plantas artificiais, que são usadas somente como decoração, aqui a vegetação se torna um personagem importante do equilíbrio.

Primeiro passo para montar um aquário plantado

O primeiro passo para montar um aquário plantado para iniciantes ou aquaristas experientes é sempre o mesmo: planeje o quanto você quer investir em dinheiro e quanto tempo quer dedicar à manutenção.

Ser realista nesta fase é primordial para o sucesso do projeto.

Avalie o ritmo metabólico e o consumo do seu aquário plantado. Isso está diretamente ligado ao ritmo com que as plantas crescem e, dessa forma, exigem manutenção. A utilização de troncos, raízes e outros elementos naturais colaboram para um ambiente mais rico, mas também complexo.

Tipos de aquário plantado

Basicamente, existem dois tipos de aquários plantados. O aquário plantado low tech é aquele que não precisa de manutenção constante, porque possui menos equipamentos e plantas menos exigentes.

Já o aquário plantado high tech costuma exigir um investimento financeiro inicial maior e, além disso, necessita de manutenção frequente.

Dicas básicas para iniciantes

Seja qual for sua escolha, aquaristas precisam de dedicação e paciência para manter o aquário plantado funcionando. Existem três componentes que não podem faltar, além das plantas: substratos, CO2 e iluminação.

Substratos

O substrato é a camada inferior do aquário, onde as plantas fixam suas raízes e captam nutrientes. Eles podem ser férteis, indicados para o formato high tech, ou inertes, melhores para o low tech.

Iluminação

Como qualquer planta, espécies aquáticas precisam de luz para crescer e fazer fotossíntese. Por isso, existem lâmpadas específicas para este aquário, com intensidades diferenciadas.

Gás carbônico (CO2)

Assim como a iluminação, o CO2 está presente na fotossíntese e gera energia para as plantinhas. Alguns aquários plantados low tech não precisam desse gás, porque os próprios peixes liberam a quantidade necessária de CO2 na água para as plantas sobreviverem.

No entanto, a injeção artificial de CO2 pode acontecer através de um cilindro de metal, na forma líquida ou em pastilhas.

Esses três pontos devem estar equilibrados para que, tanto plantas, quanto animais desenvolvam-se com saúde.

Além destes três itens, é importante pensar na filtragem, em fertilizantes e na decoração.

Ademais, você deve lembrar que a limpeza do aquário é fundamental! Portanto, limpe o vidro e os filtros, faça a sifonagem, a troca parcial da água (TPA) e a poda quando necessário.

Estabelecimento de biofiltro

Quando estamos falando de plantas naturais, é importante que o filtro inicie a nitrificação o quanto antes. Essa é a forma de começar o equilíbrio do ambiente com as colônias de bactérias. Eliminar a sobra de amônia é fundamental, pois, desse modo, você evita a proliferação das algas.

Plantas emersas para imersas

Para realizar a fotossíntese e manter o aquário plantado equilibrado é necessário aumentar as concentrações de CO2.

Nada de peixes por enquanto!

Circulação da água

A água precisa ficar em movimento para que aconteça a distribuição do oxigênio e, com isso, a oxigenação do biofiltro.

Drenagem de amônia

O sistema do aquário ainda não está equilibrado, portanto, se a amônia estiver alta, utilize mídias biológicas e remova toda matéria morta, como folhas e algas.

Não exagere na iluminação

A iluminação está diretamente ligada ao ritmo do aquário. Portanto é recomendável que, neste início, se aumente a iluminação aos poucos.

Regime de fertilização

Esta é a etapa final para equilibrar o habitat do aquário. Escolha o seu tipo de nutriente favorito e mais adequado para as plantas do seu aquário.

Plantas recomendadas para aquário plantado

No aquário plantado, as plantas funcionam como um filtro natural, visto que consomem substâncias nocivas aos peixinhos e controlam possíveis surtos de algas.

Algumas recomendações são:

  • Musgo de java;
  • Anúbias;
  • Cabomba caroliniana;
  • Nymphoides aquatica;
  • Vallisneria;
  • Microsorum pteropus.

Se você tiver um aquário plantado pequeno, por exemplo, isso também deve influenciar na escolha das plantas.

Quais os melhores peixes para aquário plantado?

Os peixes vão trazer mais vida para o seu aquário! As espécies mais conhecidas e indicadas são: Tetra, Camarão de água doce, Limpa-vidro, Betta, Guppy e Rasbora.

Entretanto, antes de escolher qualquer espécie, verifique as características e os hábitos dos animais, a temperatura apropriada, o pH e dureza da água indicados para cada um.

Mais alguma dúvida? Envie as suas perguntas nos comentários!

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário