10 dicas e cuidados para levar cachorro na praia

Compartilhar:


cachorro na praia

É no verão e durante as férias que as pessoas se perguntam se cachorro na praia é liberado. No entanto, nem todas as regiões litorâneas possuem leis de restrição ou liberação para os animais na areia. Sendo assim, é importante ficar atento e entender se vale a pena ou não levar o pet para um espaço aberto com tantas pessoas e até riscos para o bichinho.

Por isso, com a ajuda da médica-veterinária Lysandra Barbieri, da Educação Corporativa da Cobasi, separamos alguns cuidados que um tutor deve levar em conta no que envolve cachorro na praia.

Quais são os cuidados necessários com cachorro na praia?

Levar o animal para viajar é sempre uma diversão para os tutores, afinal, nada melhor do que passear com a companhia de quem você mais gosta. Contudo, ao ir à praia com cachorro é importante tomar alguns cuidados específicos. 

Placa de identificação na praia

Em primeiro lugar, lembre-se de colocar a coleira com plaquinha de identificação no cachorro. No espaço em branco, é importante conter o nome do pet, do tutor e o telefone para contato. Por estar em um ambiente novo, as fugas ficam mais frequentes e perigosas.

Check-up antes do passeio

Não se esqueça de fazer um check-up no veterinário e revise as vacinas, o antipulgas e o vermífugo. Um dos maiores cuidados que quem quer levar o cachorro para o litoral deve ter é com o verme do coração.

Além dos cuidados prévios antes de cair na estrada, é importante montar uma malinha com itens fundamentais para um dia de sol perto do mar:

Lei sobre cachorros na praia

O acesso dos cães à praia ainda é um assunto em debate, mas já existem praias onde o cachorro pode ir! Entretanto, antes de levar seu amigo para o passeio, certifique-se de que a praia que vai frequentar é pet friendly, assim você evita problemas.

O ideal é procurar no site da cidade – por ser uma dúvida constante, você deve achar a resposta facilmente. Caso contrário, vale a pena ligar para a prefeitura para confirmar.

Dicas essenciais para cachorros na praia

Agora que o check-up está em dia, assim como a mala pet e a identificação do bichinho, vamos aos cuidados no local!

cachorro na praia

Atenção para os animais marinhos, sujeira na areia e lixos

Embora a praia seja um ambiente diferente para o cachorro e possa ser muito descontraído, é preciso ter cuidado. Dejetos na areia, como restos de comida e latinhas, podem intoxicar e machucar seu cachorro. Fique atento e colabore com o meio ambiente jogando os resíduos no lixo.

Além disso, o próprio mar pode trazer restos de animais marinhos, como estrelas-do-mar e espinhas de peixe. Esses itens são muito atrativos para cães, mas podem causar sérios problemas. Por isso, nunca deixe o pet sem supervisão.

Fique de olho na temperatura

Outro risco é o excesso de calor. O cachorro pode ter hipertermia, ou seja, elevação da temperatura corporal. Mantenha o pet sob o guarda-sol e ofereça água fresca com frequência. Fique de olho, pois um cachorro com a língua para fora e respiração ofegante é sinônimo de atenção.

Cuidado com verminoses e outras doenças

Oferecer água em abundância e se atentar à temperatura do solo na hora de passear com o animal são alguns cuidados fundamentais ao levar o cachorro à praia. No entanto, esses não são os únicos cuidados.

A veterinária Lysandra Barbieri ressalta alguns cuidados importantes, como a prevenção de uma verminose muito perigosa: “A dirofilariose, também conhecida como verme do coração, é causada por um verme que se aloja nas artérias pulmonares e no coração. É transmitida por um mosquito específico que geralmente é encontrado no litoral. Essa verminose não é passada de animal para animal, ela depende da presença do mosquito para que a transmissão ocorra”.

A melhor forma de prevenir a doença é usar um medicamento que também seja repelente para mosquitos, além de pulgas e carrapatos. Um ótimo exemplo são alguns tipos de coleiras antipulgas. A utilização de vermífugos também é fundamental.

Antes de viajar para a praia com cachorro, procure seu médico-veterinário de confiança.

“A prevenção pode ser feita através das coleiras repelentes de mosquito, bem como o uso de vermífugos específicos que previnam verme do coração. Ele deve ser feito todas as vezes que o animal vai à praia, com intervalos de 30 dias entre as doses”, acrescenta a veterinária.

Protetor solar é fundamental

cachorro na praia olhando para foto

Assim como você planeja proteger a sua pele dos raios solares, com o pet não é diferente. Por isso existe protetor solar para cachorros que adoram passear ao ar livre e frequentar praias, por exemplo. A recomendação é passar por toda a área exposta do animal, inclusive barriga, orelhas, focinho e patas. Se ele entrar na água, o produto precisa ser reaplicado.

Cachorro na praia e bom senso

Sabe o que mais você não pode esquecer quando viajar com cachorro na praia? O seu bom senso!

Além de você e seu peludinho, outras pessoas também estão lá para relaxar. Alguns podem ter medo de cachorro. Outras simplesmente não gostam. Seu papel é garantir que nenhuma delas fique incomodada, ou seja, deve manter seu cachorro comportado. Confira nossas dicas para uma conduta amigável nas areias do litoral!

  • Mantenha seu cachorro sempre na coleira e na guia curta.
  • Não permita que ele entre na água próximo às pessoas.
  • Prefira sempre um espaço mais isolado e calmo.
  • Se o pet fizer as necessidades na areia, recolha tanto as fezes, quanto a urina e remova parte da areia.

Como prender cachorro na praia?

O ideal é que você tenha uma coleira resistente e funcional para deixar o seu amigo preso próximo à cadeira. Como sugestão, amarre no guarda-sol ou em outro lugar que seja fixo, assim, se você levantar, ele não corre o risco de sair correndo e levar o objeto.

Por fim, o lugar deve estar fresco, protegido do sol e ter água à vontade para o seu amigo matar a sede. 

Como tirar areia do pelo do cachorro?

A verdade é que não tem jeito. Por mais que você utilize um lenço umedecido para cachorros nas patinhas do animal, a areia em si só vai sair com um bom banho. Nestes casos, conte com os profissionais da Spet, centro estético da Cobasi, para ajudar com a higiene completa do seu companheiro. Aliás, se ele entrar no mar, é ainda mais importante um banho logo após o passeio.

Seguindo todas essas dicas e cuidados, com certeza o passeio será sensacional e vocês irão se divertir muito.

Gostou dessas dicas? Agora você já pode passear com seu cachorro na praia tomando os cuidados fundamentais. Aproveite para continuar sua leitura no Blog da Cobasi:

Lysandra Barbieri

Colaboração de Lysandra Barbieri

Compartilhar:

Tags:

Você pode gostar de ver também…

4 Comentários

  1. Fatima Toaldo disse:

    Gostei de ler as orientações e entendi que a praia não é lugar para levar o meu cachorrinho.

    • Cobasi disse:

      Oi Fatima, como vai? Curtir um dia na areia da praia e correr até cansar é uma ótima forma de passar um tempo com o seu bichinho, ainda mais nesses dias cada vez mais quentes. Para levar o seu cachorro para a praia fique de olho na legislação do local 🙂

  2. ALCILIENE GUSMÃO disse:

    AMEM AS DICAS TEM COISAS QUE EU NÃO SABIA MUITO OBRIGADA PELAS DICAS!!

  3. ALCILIENE GUSMÃO disse:

    NUNCA EU Ñ SABIA QUW EXISTE VERME QUE DÁ NO CORACAO DOS NOSSOS MELHORES AMIGOS E Ñ SABIA QUE TEM REPELENTE P/ OS NOSSOS MELHORES AMIGO, E OUTRAS COUSAS QUE SO DESCOBRIR COM A DOUTORA LYSANDRA MAIS UMA VEZ MUITA OBRIGADA DE VERDADE

Deixe o seu comentário