Chihuahua: o mistério e a fama de um gigante em miniatura

Compartilhar:


chihuahua gigante em miniatura

Sabe aquela regra que diz que quanto menor o sujeito mais atrevido ele é? Ela certamente se aplica ao mais pequenino dos cachorros. Com suas orelhas grandes, olhos sempre marejados e gênio espevitado, o Chihuahua saiu de não se sabe onde para cair nas graças dos tutores do mundo todo há pelo menos um século.

Qual a origem dos Chihuahuas?

Sim, sua origem é um mistério. A história mais segura diz que o primeiro chihuahua foi encontrado na metade do século XIX em meio às ruínas da milenar Casas Grandes, uma importante cidade da cultura Mogollon. E como esse sítio arqueológico está localizado no estado mexicano de Chihuahua, o cãozinho recebeu o mesmo nome.

De onde veio, porém, aquele cachorro perdido entre ruínas? É aqui que a história se abre a mil conjecturas. Alguns dizem que ele é o único descendente dos techichi, um cachorro domesticado pelos povos mesoamericanos. De acordo com algumas evidências, os techichi cumpriam um papel místico nos ritos funerários de Maias, Astecas e Toltecas, semelhante àquele dos gatos no antigo Egito. Talvez isso explique porque os chihuahuas são tão idolatrados.

Além disso, outra possível origem do Chihuahua seria o cruzamento entre os techichi e os cães de crista chineses que teriam chegado ao continente americano junto com os espanhóis. Há ainda a teoria de que os Chihuahuas seriam, na verdade, uma raça de cães que se desenvolveu na Ilha de Malta, bem longe do México.

Do mistério à fama

chihuahuas deitados

Por mais estranha que pareça, esta última teoria é respaldada por duas evidências intrigantes: uma está no próprio chihuahua e outra em uma igreja. A primeira diz que o suposto cão de malta tinha moleira permanente, uma característica que só encontramos no nosso herói pequenino.

A segunda, acredite se quiser, está na Capela Sistina! Pelo menos é o que algumas pessoas concluem diante da pintura A vida de Moisés, de Sandro Botticelli. Nela, um garoto segura no colo um cachorro que é tal e qual o cãozinho encontrado nas Casas Grandes. Detalhe: a pintura foi feita anos antes dos europeus pisarem pela primeira vez no continente americano.

Maltês, meso-americano ou chinês, o fato é que o chihuahua caiu nas graças dos tutores no começo do século XX, sendo uma das primeiras raças reconhecidas pelo American Kennel Club. Com uma altura entre 18 cm e 25 cm e um peso de aproximadamente 3 kg, não é difícil entender porque ele é considerado o menor cachorro do mundo. Tal característica ajudou muito a reunir a legião de fãs e clubes especializados em torno desse pequeno gigante.

Como cuidar de um chihuahua?

Além do mistério e do tamanho, o chihuahua também já recebeu outro título: o de raça que mais apronta. A personalidade forte e dominante desses cãezinhos precisa de uma atenção especial: é preciso um ambiente seguro e disciplinado para evitar dores de cabeça e uma casa destruída. Por isso não tenha receio em investir no adestramento de seu bichinho.

Afinal, os chihuahuas são cães longevos. Alguns tutores têm o privilégio de conviver com animais dessa raça por até 20 anos. Portanto foque na construção de uma relação saudável e amorosa.

E por falar em saúde, os chihuahuas não adoecem com facilidade, mas é preciso atenção a detalhes como ambientes frios e sinais de problemas como epilepsia e periodontite. Se você está pensando em ser tutor de um chihuahua, lembre-se que aqui na Cobasi a gente tem de tudo para cachorro!

chihuahua com orelhas em pé

Quer saber mais sobre cães pequeninos e cuidados especiais? Confira as postagens no nosso blog:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

5 Comentários

  1. Adiene Silva disse:

    Amo cachorros em especial a raça chihuahua 😍
    Moro em apartamento e gostaria de poder cuidar de um.

  2. Maria Eduarda Costa disse:

    Obrigado por tirar algumas dúvidas da história dessa raça Chihuahua, pois tenho um macho dominador, ciumento e valente parece que não tem medo de nada. Gostei muito desse blog.

  3. Marilia Carlos dos Santos Garcia Leão disse:

    Gostei muito da matéria, sempre gostei da raça acabei de investir na compra de um e coloquei o nome de PINGO, está com 45 dias de nascido .Gostaria de receber mais informações sobre a raça.

  4. Regina Célia disse:

    Estou apaixonada por eles meu sonho e ter 1 ,não estou podendo, mais creio que ainda vou conquistar 1 🐕❤

Deixe o seu comentário