Cinofilia: estudo e paixão por raças de cães

Compartilhar:


A cinofilia pode até parecer uma palavra estranha, mas tem um significado para lá de fofo! Uma dica: tem relação com o universo dos cachorros, com história e envolve muito amor.

Ficou curioso? Então continue a leitura e entenda!

Qual o significado de cinofilia?

Cachorro Doberman e seu postura exemplar

Cino, em grego, corresponde à palavra cão, enquanto filia, ou philia, à palavra amor. Ou seja, o amor aos cães foi o nome dado ao estudo sobre a espécie e suas raças, e à criação de cães com o objetivo de aperfeiçoamento.

Os cinófilos – aqueles que praticam a cinofilia – podem ser profissionais ou criar e estudar as raças apenas por hobby. Afinal, o melhor amigo do homem é muito mais do que um pet para essas pessoas!

Como surgiu a cinofilia?

Pequeno filhote de Husky Siberiano

Antes de ter um lugar garantido no sofá de casa, o cachorro era um animal de serviço. Usado para caça, guarda, pastoreio, entre outras funções, seus tutores passaram a fazer cruzamento com o objetivo de desenvolver animais cada vez mais habilidosos e adequados.

Os primeiros registros sobre cinofilia são do século XIX, quando já existiam várias raças de cães e muitos apaixonados por elas. A disciplina foi responsável por documentar as características morfológicas e comportamentais e, assim, formalizar as raças que hoje encantam por aí.

Do registro das raças de cachorro para o surgimento de competições e fundação de clubes, foram poucos passos.

Qual a importância da cinofilia?

Poodles passeiam na coleira

A cinofilia se tornou um importante campo de estudo sobre os cães e gerou muita informação relevante para o desenvolvimento de raças e os cuidados com os animais. Além disso, os kennels clubs são responsáveis pelo registro genealógico dos cães de raça pura.

Os estudiosos da cinofilia também passaram a investigar o temperamento, doenças e tudo o que envolve a criação dos nossos amigos caninos. Os cinófilos se juntaram em diversas associações e formaram clubes por todo o mundo. Entre os mais importantes estão:

  • American Kennel Club (AKC);
  • The Kennel Club;
  • United Kennel Club;
  • Federação Cinológica Internacional (FCI);
  • Clube Português de Canicultura (CPC);
  • Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC).

Os clubes de raças, ou kennels clubs, são responsáveis por organizar eventos, registrar criadores e emitir o Pedigree, documento que atesta a ancestralidade do cachorro.

CBKC e outras associações brasileiras

Cachorro São Bernardo em exibição de cães

Apesar de ter surgido na Europa, a cinofilia brasileira não deixa a desejar. Isso porque a Confederação Brasileira de Cinofilia faz muito mais do que emitir Pedigree. A CBKC acompanha raças, organiza competições, realiza estudos e muito mais!

No Brasil ainda existe a Associação Cinológica do Brasil (ACB) e a Sociedade Brasileira de Cinofilia (Sobraci). Além disso, existem clubes de raças espalhados por todo o país.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário