Gastroenterite em cães: será que é uma simples dor de estômago?

4 de março de 2021

Saúde e Cuidados
sintomas da gastroenterite em cães

Um cachorro vomitando ou com diarreia pode ser sinal da gastroenterite em cães, uma inflamação do estômago e intestino que se desenvolve de diversas maneiras. Porém, para entender melhor essa patologia que é bastante comum, conversamos com a veterinária do time Cobasi, Lysandra Barbieri, especialista em saúde canina.

Fique de olho nos sinais que o seu pet está com alterações gastrointestinais e entenda porque a vacinação é tão importante na prevenção.

Quais são os sintomas da gastroenterite em cães?

Um dos maiores desafios é tentar identificar a doença sem exames, visto que os sintomas são inespecíficos e vão de vômito a diarreia, falta de apetite, apatia e dependendo do grau da inflamação, pode acontecer uma gastroenterite canina com sangue nas fezes.

E por ser tão difícil de identificar, você deve levar seu amigo ao veterinário assim que perceber qualquer mudança de comportamento ou alteração física. Somente através de exames é possível entender qual o motivo do problema, sendo os mais frequentes:

  • Infecções bacterianas;
  • Infecções virais (parvovirose, cinomose, hepatite infecciosa);
  • Parasitas;
  • Troca de alimentação;
  • Intoxicação por plantas ou alimentos;
  • Medicamentos mal administrados;
  • Genética.

Quanto tempo dura a gastroenterite canina?

Assim como as causas são diversas, o tratamento também é, visto que o grau da doença varia de animal para animal, assim como a complexidade para reverter o quadro. De acordo com a veterinária Lysandra, cada caso é um caso: “geralmente requer reposição de fluidos e suplementação, e se necessário, antibióticos e anti-inflamatórios.

Gastroenterite em cães: como prevenir?

um pet com gastroenterite em cães

A maior aliada dos tutores na prevenção de doenças como a gastroenterite em cães é a carteirinha de vacinação, visto que a causa mais comum é a parvovirose canina transmitida pelo parvovirus e que o principal sintoma é a diarreia com sangue.

Esta é uma patologia que ocorre em maior volume nos filhotes e cachorros adultos não vacinados. É nos primeiros meses de vida do pet que ele está sem barreiras protetoras. Desta forma, espere primeiro a vacinação completa do animal para depois colocá-lo na rua ou em contato com outros cães.

Em segundo lugar, é arriscado oferecer comidas e restos para o seu bichinho, pois existem alimentos que são tóxicos para eles, como chocolate e temperos. Continuando, lembre-se que eles possuem sua própria comida e uma opção variada de petiscos, como ossinhos, bifinhos e biscoitos, escolhas seguras para recompensar seu amigo!

O que mais eu posso fazer?

Por fim, temos mais três dicas para evitar a gastroenterite em cães:

  • Troque a água do animal diariamente e limpe o bebedouro por completo;
  • Não deixe o cachorro chegar perto de lixos, tanto em casa como na rua, evitando que ele coma plástico, papéis e comidas estragadas;
  • Esteja em dia com a limpeza do local que seu amigo vive, principalmente na área que ele faz suas necessidades.

Agora que você está em dia com as informações sobre gastroenterite em cães, ficou bem mais fácil proteger seu amigo! Assim como a parvovirose, maior causadora dos problemas gastrointestinais, a vacinação protege o animal de outras doenças, como raiva, giárdia, cinomose e leptospirose canina.

Vem ler mais sobre saúde canina, temos vários conteúdos para você: