Coleira para cachorro: como escolher a ideal

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:
coleira para cachorro

A coleira para cachorro é um item essencial para todo cãozinho. É ela que torna o passeio seguro e confortável para o pet e o tutor. O modelo ideal é definido pelo tamanho adequado, mas também depende do comportamento do pet.

Continue a leitura e saiba tudo sobre coleira de cachorro.

Tipos de coleira para cachorro

Na Cobasi, você encontra uma enorme variedade de tipos, tamanhos, cores e materiais de coleira para cachorro. Isso pode gerar muitas dúvidas no tutor. Por isso, vamos explicar em detalhes cada modelo de coleira e para que serve. Confira!

Coleira Peitoral

O peitoral para cachorro é um dos tipos de coleiras para cães mais indicados para passeio. Como o próprio nome indica, essa é colocada no peitoral do animal, sendo muito confortável!

Bastante indicada para animais de porte médio ou pequeno, essa coleira para cachorro não machuca o pet durante o passeio. No entanto, ela é mais indicada para animais que se comportam bem e não puxam muito. Seu formato dá mais tração ao pet e, no caso dos animais grandes ou que puxam muito, o tutor pode ter dificuldades em passear.

Porém, para esses casos, existe o peitoral anti-puxão.

Coleira anti-puxão

O peitoral anti-puxão é muito parecido com a coleira peitoral convencional. A grande diferença é no engate da guia, que neste modelo é colocado na frente, próximo ao peito do animal.

Essa pequena diferença muda tudo! Quando o cachorro puxa no passeio, ao invés de fazer pressão no tutor, seu corpo é direcionado para outro lado. Esse movimento atrapalha o pet e desestimula o comportamento indesejado.

A coleira anti-puxão é muito indicada para cães em adestramento ou que puxam bastante.

Coleira de Pescoço

Esta é, sem dúvidas, a coleira para cachorro mais famosa que existe. Ela envolve o  pescoço do animal e é indicada para o uso diário e intermitente, para colocar plaquinha de identificação com informações sobre o tutor e o animal.

Ela também pode ser utilizada com guia de passeio, contudo, não é a opção mais confortável e deve ser usada apenas por animais mais calmos e que já estão acostumados a sair na rua sem puxar.

Essas coleiras para cachorro, quando usadas com guia, devem estar justas no pescoço do animal para evitar fugas. Vale o alerta para evitar que o pet se machuque com puxões bruscos.

Coleira enforcadora ou enforcador para cachorro

O enforcador para cachorro é um tipo de coleira de cães muito utilizada pelos adestradores. Seu funcionamento é simples: quando o pet puxa, o colar faz uma pressão no pescoço do cachorro causando desconforto e desestimulando o comportamento.

Apesar de ser muito indicada como coleira para cachorro grande, por evitar puxões na rua, ela só deve ser usada com a orientação de um adestrador ou veterinário. Se usada da forma errada pode machucar o animal, ela pode até prejudicar a traqueia do bichinho.

A forma correta de utilização é deixar essa coleira para cachorro próxima a cabeça do animal, nunca na base do pescoço. Outro cuidado é com o material. Normalmente elas são de metal ou tecido resistente. Cães de pelo longo devem evitar as coleiras de metal.

O enforcador só deve ser usado durante o passeio e o cão nunca deve ser preso por ela ou ficar sozinho.

Coleira cabresto

A coleira para cachorro chamada cabresto é outra opção muito usada por adestradores que querem treinar cães durante o passeio.

Este modelo mantém o controle sobre o focinho do animal, facilitando o direcionamento do mesmo de forma parecida com o peitoral anti-puxão. Quando o pet puxa, sua cabeça é direcionada para outro lado, interrompendo o comportamento do pet.

Este é um tipo de coleira não machuca, mas é necessário orientação de um adestrador ou veterinário antes da sua utilização.

Como escolher a coleira para cachorro

tipos de coleira para cachorro

Escolher a coleira para cachorro ideal vai além do que decidir qual cor ou estampa. A coleira deve ser resistente e confortável para o pet.

Um dos fatores mais importantes na hora da escolha é procurar por coleiras feitas com materiais resistentes. Dessa forma, os passeios ficarão muito mais seguros, afinal, não há risco de a coleira partir.

Os fechos, ou engates, também merecem uma atenção. O ideal é que a coleira seja fácil de colocar, mas que não corra o risco de soltar com facilidade. Outra dica é se atentar aos mosquetões da guia, que devem ser de boa qualidade e resistentes.

No caso da coleira com guia retrátil, é ideal observar o peso e o tipo de atividade praticada. Além disso, elas são indicadas para cães de pequeno porte e que sejam calmos.

Como iniciar o uso da coleira para cachorro

Seu cachorro também fica animado quando ou a palavra “passeio” e suas derivações?  Porém não são todos os pets gostam de coleira, o que pode tornar a hora do passeio um terrível pesadelo.

Por isso, é fundamental acostumar o cachorro com a coleira desde cedo e sempre buscar associar o seu uso a alguma atividade divertida ou petiscos. Uma boa forma de iniciar o uso da coleira é com o pet ainda filhote. Basta colocar a coleira no cãozinho e brincar com ele! O treinamento também funciona com cães adultos!

Qual é a sua coleira para cachorro favorita?

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário