Conheça 8 tipos de substrato e saiba escolher o mais adequado para suas plantas

Compartilhar:


tipos de substrato

Já ouviu falar sobre substrato? Se não conhecer, saiba que ele é um dos princípios básicos da jardinagem. Com diferentes tipos de substrato, esse material é a fonte de nutrientes das plantas e responsável pelo sistema de drenagem e absorção da água. 

Com uma grande variedade de espécies de plantas, é fundamental aprender qual a função de cada substrato. Ainda não ficou muito claro? Continue a leitura e venha saber mais com a gente!

​O que é um substrato?

Antes de qualquer coisa, precisamos entender o conceito de substrato. Ou seja, é a mistura de terra comum e terra vegetal (composta por restos de plantas, folhas, caules, xaxim, etc) que tem como objetivo sustentar a planta ao crescimento das raízes, além de fornecer água e nutrientes necessários para ela. 

Portanto, o substrato necessita ter muita capacidade de retenção de água e permeabilidade que consiga liberar a troca de gases pela raiz. 

Com a ausência do substrato, isso dificulta o crescimento da planta, uma vez que afeta o processo de absorção de nutrientes para alcançarem o caule, as folhas e as flores. 

Agora vamos conhecer quais são os tipos de substrato existentes a seguir. 

tipos de substrato

​Tipos de substrato

Como são compostos por diferentes materiais, os substratos são classificados de acordo com as substâncias que os compõem. É fundamental que o substrato a ser aplicado seja o mais adequado ao ambiente escolhido. Listamos oito tipos de substrato, confira: 

  1. Terra vegetal: um dos substratos que se adequam com maior naturalidade à maioria das plantas. É feito a partir da mistura de terra comum, terra vegetal e composto natural, como o húmus. É conhecido também como “terra pronta” e pode ser facilmente encontrado para compra.
  2. Areia: composto por areia de construção, terra comum e terra vegetal. É um ótimo substrato para suculentas e cactos, já que essas plantas precisam de um material permeável devido concentrar pouca água.
  3. Fibra de coco: realizada a partir da casca do coco, tem como principal função a retenção de água. Serve também na ramificação das raízes, contribui na aeração da terra e mantém o PH neutro.
  4. Casca de pinus: indicado especialmente para o cultivo de orquídeas, esse substrato permite a retenção de água e a rápida troca gasosa. O interessante é que esse material faz uma espécie de uma simulação do ambiente natural da planta e auxilia o seu desenvolvimento em vasos e outros espaços de casa.
  5. Turfa: visto em regiões pantanosas, é rico em nutrientes e auxilia a reter o líquido das plantas. É indicado especialmente para as samambaias.
  6. Húmus: feito a partir da decomposição de microorganismos pelas minhocas, libera nutrientes para as plantas. É bastante usado por conta da sua função de preparador do solo.
  7. Argila expandida: indicado para drenar o solo, é um grão grande e sólido usado na base do vaso, contribuindo para a água escoar. 
  8. Substratos prontos: para fechar essa seleção, há também os substratos prontos, que contêm as medidas apropriadas às suas plantas. 

Lembre-se que os substratos para plantas possuem diversas funcionalidades e, por isso, é fundamental conhecê-los para fazer a melhor escolha. Agora que você acompanhou este post, ficará mais fácil preparar o solo ideal para a sua planta. 

Além de deixar sua casa mais linda, lidar com plantas é um hobby muito terapêutico, já que você acompanha todo o processo de crescimento e dedica o seu tempo a algo que realmente gera resultados.

Quer saber mais dicas e informações sobre jardinagem? Entre em nosso blog: 

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário