Diazepam para cachorro: é permitido? Confira!

Compartilhar:


diazepam para cachorro

Brincar e se divertir com seu cão é tudo de bom! Com o tempo que passam juntos, você possui uma boa companhia e o pet ganha muita diversão e ainda se exercita. Mas e quando ele está muito agitado? É possível que o tutor pense em dar Diazepam para cachorro.

Porém, será que esse medicamento faz bem para os cães? Se você quiser saber mais sobre o assunto e os efeitos que esse medicamento causa no seu amigo, continue com a gente!

Pode dar Diazepam para cachorro?

Antes de responder a essa pergunta, é bom que você saiba qual é a utilidade do Diazepam. Sendo um medicamento que atua no sistema nervoso central, o Diazepam funciona como sedativo

Como também está presente na área veterinária, o Diazepam também pode ser aplicado em pets como cachorros.

Entretanto, é importante você só medique o cão de acordo com a orientação do veterinário.

Como explica Talita Michelucci, da Educação Corporativa da Cobasi, “o Diazepam tem um efeito sedativo bem rápido, então a dosagem, o período e a forma de administração devem ser direcionados pelo médico-veterinário e acompanhados por ele”.

Casos em que o Diazepam é recomendado

diazepam para cachorro

Segundo Talita Michelucci, recomenda-se o uso de Diazepam “no controle de quadros compulsivos, controle da ansiedade extrema, hiperexcitação e, em alguns casos, alteração de comportamento como medo extremo, agressividade”.

Porém, você não deve oferecer o Diazepam ao cachorro por conta própria. Ou seja, você deve procurar um médico-veterinário para saber se o uso do medicamento é necessário.

Afinal, o uso incorreto do Diazepam pode causar “queda da pressão arterial, alterações cardíacas e respiratórias”, como explica Talita Michelucci.

Por isso, caso seu pet apresente problemas de ansiedade e de comportamento, o Diazepam não precisa ser a única solução.

Observe o ambiente em que seu cachorro se encontra. É importante oferecer, além de boa alimentação e carinho, um local com poucos barulhos para que seu pet possa descansar e brincar. Também fique atento a situações que deixam o cão desconfortável, como maus tratos ou medo por certas coisas.

Em certos casos, apenas amenizando problemas do ambiente em que o pet vive e oferecendo sua companhia e amor a ele, você ajuda a reduzir sintomas de ansiedade e quadros de violência e estresse.

Dosagem correta de Diazepam para cachorro

Como é um remédio de efeito sedativo e relaxante, seu uso incorreto ou em excesso pode fazer com que o animal desenvolva um vício pelo medicamento. Por isso, é importante que você saiba a dosagem correta para aplicar no pet.

Para cães, a dosagem do Diazepam não deve ultrapassar 0,2 ml/kg por via endovenosa. Entretanto, em forma de comprimido, a quantidade recomendada é de até 2,2 mg/kg.

Também não se esqueça de que a administração do Diazepam deve ser de acordo com as necessidades do animal. Mas como elas variam de pet para outro, é melhor que você consulte um veterinário.

Não se esqueça que se o seu pet apresenta algum problema e necessitar de cuidados médicos constantes, você não pode soltar a pata do seu amigo.

Siga corretamente as orientações indicadas pelo médico-veterinário e cuide bem do seu cachorro. Caso seu pet esteja consumindo o Diazepam como tratamento, não interrompa o processo para não causar efeitos colaterais ou até mesmo falha na reação do medicamento.

Ofereça a ele, além de ração e água fresca, todo seu amor, carinho e brincadeiras. Até mesmo brinquedos são uma boa opção para divertir o seu cachorro para entreter e aliviar sintomas de estresse!

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

2 Comentários

  1. ANA CRISTINA FRAZÃO FÉLIX disse:

    MEU CÃO É SRD (VIRA LATA), POSSUI MUITA ALERGIA E PRINCIPALMENTE NA ORELHA, PORÉM NÃO DEIXA NINGUÉM CHEGAR PERTO E NEM LIMPAR E COLOCAR REMÉDIO. GOSTARIA DE UMA MEDICAÇÃO QUE O SEDASSE PARA PODER TRATÁ-LO CORRETAMENTE. INCLUSIVE O OUVIDO PRECISA DE UMA LIMPEZA. TENHO MEDO DE CRIAR ALGUM TIPO DE BICHO. ELE POSSUI 4 AOR E PESA CERCA DE 15KGS.

Deixe o seu comentário