Doença de peixe: descubra as causas mais comuns

Compartilhar:


Doença de peixe: descubra as causas mais comuns

Doença de peixe é mais comum do que você pode imaginar na rotina dos entusiastas do aquarismo, que é a prática de criar peixes e outros organismos aquáticos em aquários de diferentes tamanhos e características.

Mesmo que você tenha apenas um peixinho como pet, precisa estar por dentro do que pode deixar um peixe doente para saber como agir o quanto antes.

Nesse artigo vamos falar sobre algumas das doenças mais comuns a acometer os peixinhos. Fique com a gente até o final da leitura para conferir!

Doença de peixe: quais são as mais frequentes e como cuidar

Doença de peixe: quais são as mais frequentes e como cuidar

Quem tem cachorro ou gato percebe logo quando alguma coisa não está bem com a saúde deles. Pode ser falta de apetite, dor de barriga ou desinteresse por brincadeiras, mas um tutor atento consegue logo ver quando seu pet precisa de ajuda.

Com os peixinhos não é muito diferente: a atenção do tutor zeloso, que busca garantir o bem-estar e a saúde do seu pet e por isso fica sempre de olho no aquário, pode fazer toda a diferença no combate aos diversos tipos de doença peixe.

Muitas doenças acontecem pelo desequilíbrio no ambiente do aquário, como a chegada de outros animais que estão doentes ou pela introdução de objetos contaminados. Esses objetos podem tanto ser itens de decoração do aquário como instrumentos necessários para a sua manutenção, como filtro, termômetro e limpadores.

Algumas das doenças de peixe mais comuns são o íctio, a costiose, a degeneração das nadadeiras e a doença da bexiga natatória, que faz com que o animal não consiga manter o corpo na posição correta para nadar, ficando de lado ou com a barriga para cima.

A chamada doença do algodão peixes é provocada pelo fungo Saprolegnia sp. Como o próprio nome já sugere, a enfermidade é caracterizada pela presença de manchas brancas no corpo do peixe, muito parecidas com flocos de algodão. O peixe deve ser levado ao veterinário o quanto antes para que seja possível definir um tratamento adequado.

A doença do veludo betta acomete com bastante frequência os peixes dessa espécie. Provocada por um protozoário chamado Oodinium pilullaris, deixa a pele do animal com aspecto aveludado. O tratamento geralmente é feito com medicamentos específicos que devem ser aplicados na água seguindo as orientações do veterinário.

Como prevenir doença de peixe

Como prevenir doença de peixe

Existem muitas doenças, como as provocadas por protozoários, que podem ser evitadas com cuidados simples, como não introduzir animais novos em um aquário já estabilizado sem ter certeza de que estão saudáveis.

A higiene adequada dos equipamentos de manutenção do aquário também deve ser feita periodicamente. O principal cuidado, no entanto, é com o equilíbrio e qualidade da água de acordo com as características dos peixes que moram ali.

Fazer medições periódicas de temperatura e pH é fundamental, bem como oferecer apenas alimentos adequados às espécies de peixe que você tem. Alguns peixes comem apenas ração flutuante, então os alimentos que vão parar no fundo podem acumular com o tempo e alterar a qualidade da água como um todo.

Leve o seu peixinho para consultas regulares com um médico veterinário especializado e siga as orientações do profissional de saúde para garantir que o pet receba tudo o que precisa para se desenvolver com toda saúde.

Confira outros artigos selecionados para você em nosso site:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário