Doença renal crônica em cães: sinais e sintomas

Compartilhar:


Doença renal crônica em cães: sinais e sintomas

A doença renal crônica é muito comum em gatos, mas não significa que não acometa também os cães. Aliás, a insuficiência renal crônica em cães é uma das principais causas de mortes dos peludos, pois age silenciosamente e, quando descoberta, costuma ser tarde demais.

Por isso, neste artigo vamos falar sobre a nefropatia renal crônica em cães, outra maneira pela qual podemos nos referir a essa doença. Descobriremos quais são suas causas, sintomas e seu tratamento. Então fique com a gente e saiba como proteger seu pet!

O que é a insuficiência renal crônica em cães?

A doença renal crônica em cães se caracteriza pelo mau funcionamento dos rins, que são os órgãos responsáveis por filtrar e limpar o sangue. As impurezas que ficam retidas nos rins são expelidas na urina. 

Apenas essa já seria uma função fundamental para manter o organismo equilibrado, mas os rins fazem muito mais do que isso. Eles também ajudam a regular a temperatura interna do corpo, produzem hormônios e mantêm os nutrientes necessários para que todos os demais órgãos funcionem corretamente. 

Para que um cachorro com doença renal crônica receba diagnóstico, e para que possa ser prescrito um tratamento que vá garantir uma boa qualidade de vida ao peludo, é preciso manter consultas regulares com o médico-veterinário ao longo do tempo. 

Isso porque alguns sintomas podem não ser percebidos pelo tutor como um problema, mas o olhar treinado do profissional de saúde vai identificar que algo não vai bem. Então ele irá solicitar exames complementares e, com essas informações, definir um tratamento. 

O que causa a doença renal crônica em cachorro

O que é insuficiência renal crônica em cães

São várias as causas possíveis para a insuficiência renal crônica. Pode ser que o cão adoeça por questões genéticas, como consequência de outros problemas de saúde ou, ainda, pela idade avançada, já que o quadro é comum em idosos. 

Alguns dos principais causadores da doença são: 

  • problemas no coração;
  • intoxicação;
  • infecções diversas, como a leptospirose, por exemplo;
  • doenças genéticas;
  • idade avançada;
  • parasitoses. 

Nenhum cachorro está totalmente livre da doença, mas algumas raças são mais propensas a desenvolvê-la, como: 

  • Pug;
  • Pastor Alemão;
  • Poodle;
  • Bull Terrier;
  • Lhasa Apso;
  • Beagle;
  • Rottweiler.

Sintomas da doença renal crônica em cães

O que causa a doença renal crônica em cachorro

Como sempre dizemos aqui na Cobasi, é muito importante observar atentamente o seu cão para reconhecer o quanto antes mudanças de hábitos ou comportamentos que podem ser relevantes.

No caso do cachorro renal crônico, alguns indícios são bastante significativos, e os principais sintomas são: 

  • maior ingestão de água;
  • mudança no volume de urina;
  • perda de apetite e desinteresse pelos petiscos favoritos;
  • vômitos;
  • machucados na boca e no focinho;
  • hálito com odor forte;
  • perda de peso;
  • convulsões. 

Como esses sintomas podem ser indício de outras doenças, além da doença renal, um diagnóstico preciso somente poderá ser feito a partir da avaliação completa do cão, incluindo análise clínica e exames complementares.

Tratamento da doença renal crônica em cães

Tratamento da doença renal crônica em cães

Assim que perceber alterações no comportamento do seu pet, procure o médico-veterinário. Não espere, pois o quadro pode se agravar rapidamente! Além do exame de urina, é provável que seja realizado também um exame de sangue e exames de imagem, como uma ultrassonografia abdominal. 

Depois do diagnóstico, o tratamento deve ser iniciado o quanto antes. O que vai compor esse tratamento varia de caso para caso, mas frequentemente inclui mudanças na alimentação e uso de medicamentos

Dentre as principais medidas para proporcionar qualidade de vida para o pet e controle da doença, podemos citar: 

  • mudança na dieta;
  • uso de suplementos alimentares;
  • reposição de hormônios;
  • uso de alimentos pastosos;
  • medicações diversas;
  • maior ingestão de água

Cuidados com a alimentação do cachorro renal crônico

Cuidados com a alimentação do cachorro renal crônico

Podemos dizer que a alimentação é um ponto-chave na vida de qualquer cachorro, mas para os cães renais crônicos ela é ainda mais crucial. Uma alimentação desregrada, em quantidade excessiva ou de tipo inadequado para a idade e o porte do animal pode dar início à doença ou agravar o quadro. 

Isso acontece pela sobrecarga dos rins, que, com quantidades de água menor do que a necessária, passam a trabalhar no limite. Essa situação leva a uma inflamação que, posteriormente, se torna uma insuficiência. 

Escolher uma ração com baixo índice de proteína e elevado teor de água é um bom começo para recuperar o equilíbrio dos rins. Mas atenção! Não faça isso por conta própria, procure sempre a orientação do médico-veterinário. 

Existe cura para a doença renal crônica em cães?

Existe cura para a Doença Renal Crônica em cães?

Não, a insuficiência renal é uma condição que, uma vez diagnosticada, precisa ser acompanhada pelo resto da vida do pet. Mas há muitos recursos que podem proporcionar uma ótima qualidade de vida para o peludo, com associação entre medicamento, dieta, exercícios e outros cuidados. 

Dependendo do estágio da doença, pode ser necessário internar o cão para que os primeiros cuidados sejam intensivos. Mas, dependendo da causa da doença e do seu quadro geral, é possível que o peludo volte para casa e tenha uma vida longa e feliz ao seu lado. 

Março Amarelo: combate à doença renal crônica em cães e gatos 

Março Amarelo: combate à Doença Renal Crônica em cães e gatos

O Março Amarelo Pet foi criado para ressaltar a importância dos cuidados preventivos com cães e gatos. Durante o mês inteiro, são feitas ações e campanhas que incentivam os tutores a acompanharem de perto o estado de saúde dos seus peludos. 

A doença renal crônica em cães e gatos é potencialmente fatal, já que a maior parte dos sintomas só aparecem quando os rins já estão muito comprometidos. Sendo assim, é fundamental manter consultas semestrais ou anuais com um médico-veterinário no caso dos cães saudáveis, apenas para checagens de rotina. 

Esses intervalos devem ser ainda menores nos casos em que o pet é diagnosticado com alguma doença. Se você perceber qualquer mudança de comportamento ou hábito no seu pet, não espere a data prevista da consulta chegar. Antecipe! Esse tempo ganho pode fazer toda a diferença.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

8 Comentários

  1. Ana disse:

    Existe algum medicamento para controlar a Doença Renal Crônica em gatos, os veterinários aqui onde eu moro pediram apenas para trocar a ração, mas acho isso muito pouco, diante das complicações que essa doença trás.

    • Cobasi disse:

      Ana, como vai? Apenas um médico veterinário pode indicar o tratamento adequado para a Doença Renal Crônica. A troca da alimentação é realmente um fator muito importante, já que animais com DRC não podem consumir alguns nutrientes.

  2. Laís Aparecida Ribeiro disse:

    Estamos aplicando soro no gatinho com 13 anos. Esta vivo mas muito magro e come muito pouco dd uma comida especialização

    • Cobasi disse:

      Lais, como vai? A fluidoterapia é um dos tratamentos para a DRC. Existem algumas formas de estimular a alimentação, como o uso de rações úmidas desenvolvidas para animais renais.

  3. Janete disse:

    O meu toma fortekor flavour 5 mg

  4. Carmen Silvia de Matteo Gomes disse:

    Um dos tratamentos para insuficiência renal crônica em animais é a fluidoterapia, que seria um soro subcutâneo aplicado no cachorro.Já tive dois cachorros com esse problema e se beneficiaram da fluidoterapia. Além da dieta com ração renal,etc.Tenho uma cachorra ,que a creatinina subiu para 15 ,que de acordo com a medicina veterinária, não tem volta, e com fluidoterapia baixou para 5. Hj ela está com creatinina 7,8 ,muito alta mas faz fluidoterapia e dieta ,além de outras medicações.

  5. Carmen Silvia de Matteo Gomes disse:

    Agora vi que vcs tb comentaram sobre fluidoterapia, respondendo a um comentário. Existe também um patê renal ,da Royal canin e da Vet Life tb.Eles são caros mas o cachorro gosta.A ração renal é bem cara mas eles gostam.Meu veterinário falou que poderia dar peixe ,que é uma proteína que os rins podem metabólica.

    • Cobasi disse:

      Carmen, como vai? Fazer o acompanhamento com um veterinário é realmente importante para cães com problemas renais. Eles são os melhores amigos dos nossos bichinhos! =)

Deixe o seu comentário