5 dúvidas sobre verme de cachorro

Compartilhar:


Verme de cachorro dá prostaração

Algumas doenças são comuns em cães e precisam ser tratadas com frequência. As verminoses estão entre esses males mais transmissíveis e perigosos. O agente causador de doenças como giárdias, é o famoso verme para cachorro.

Preparamos um artigo completo com as 5 principais dúvidas sobre o tema para você manter seu pet livre de vermes e sempre saudável!

Quais são os tipos de verme de cachorro

A variedade der vermes para cachorro é enorme, mas existem quatro principais. É muito importante conhece-los para repassar as informações e ajudar o médico veterinário no diagnóstico.

Sempre que identificar algo estranho nas fezes do animal, tire uma foto para mostrar ao veterinário no dia da consulta. Alguns médicos solicitam exames para identificar qual o verme de cachorro, mas muitas vezes uma foto pode ajudar no diagnóstico.

Os principais endoparasitas em cães são:

  • Lombriga
  • Verme chicote
  • Tênia
  • Ancilostomo
  • Giárdia

A lombriga é facilmente identificada, porque ela tem o corpo muito alongado alcançando os 5 centímetros. Elas são muito comuns em filhotes e podem ser transmitidas pela mãe no próprio útero ou pelo leite. Um sintoma muito característico da presença desse verme em cachorro é a barriga distendida e rígida.

Por sua vez, o verme chicote é mais difícil de identificar, pois nem sempre eles saem nas fezes do animal. Ele fica presente no intestino grosso, mas os sintomas da sua presença são evidentes: muco nas fezes e perda de peso.

A tênia é outro verme de cachorro muito conhecido, mas com a incidência um pouco menor do que os dois primeiros. Apesar disso, a maioria dos vermífugos não combate essa doença. A giárdia é um outro verme muito perigoso e comum, que pode levar o animal a óbito em pouco tempo.

Por fim, o ancilostomo é um verme bem pequeno e fino, que também pode ser transmitido pela mãe. Assim como o restante dos vermes, o ancilóstomo deixa o animal muito debilitado e pode leva-lo a óbito.

Verme de cachorro filhote é perigoso?

Sim! Como vimos acima, é muito comum que cães filhotes tenham verminoses transmitidas pela própria mãe no útero ou na amamentação. Por isso, a rotina de vermifugação do animal deve começar já nos primeiros dias de vida.

Por um lado, as verminoses são extremamente agressivas em filhotes podendo até matar. Por outro, é muito perigoso medicar filhotes, pois os remédios para cachorros adultos podem intoxicar o bebezinho. Sendo assim, é fundamental fazer o acompanhamento veterinário desde o nascimento para que o profissional determine a data correta, o remédio para vermes e o protocolo de vermifugação a ser seguido.

Quais os sintomas de verme em cachorro?

Conhecer os sintomas de verme em cachorro é muito importante para que você procure um médico veterinário a tempo. Ao perceber qualquer um deles agende uma consulta!:

  • Diarreia
  • Vômito
  • Falta de apetite ou apetite excessiva
  • Perda de peso
  • Fraqueza
  • Barriga distendida e rígida

Além disso, encontrar vermes nas fezes, no vômito ou no ânus do animal são fortes indícios de verminoses. Também é possível que eles venham acompanhados de sangue e mudanças no odor.

Que remédio de verme para cachorro devo dar?

As verminoses podem ser contraídas de várias formas: da mãe para o filhote, em um simples passeio na rua ou até carregada em nossos sapatos para dentro de casa. Por isso, a melhor forma de evitar que o seu cachorro tenha a doença é usando remédio de verme de forma recorrente de acordo com o médico veterinário.

O melhor remédio para verme de cachorro é aquele que possui ação sobre a doença que o animal está e apenas um veterinário consegue diagnosticar e indicar o tratamento. Além disso, cada verme possui um ciclo de vida e precisa ser medicado de um jeito diferente. Pro exemplo, existem vermes que precisam de três doses em dias consecutivos outros que exigem a repetição após duas semanas.

Além do tipo de vermífugo e do protocolo adotado, a dose correta também é muito importante. Se você der uma dose inferior ao peso do animal, o tratamento não surtirá efeito.

Verminoses caninas em humanos

Assim como os cães e gatos, nós humanos também podemos contrair verminoses. Para evitar é importante manter a higiene básica. Sempre lave as mãos após manipular as fezes ou vômito do animal, mesmo que não tenha acontecido o contato direto, e faça a mesma higiene antes de se alimentar. É simples e muito eficaz!

Agora que você já sabe tudo sobre verme de cachorro, conheça todas as linhas de vermífugos que temos à venda na Cobasi. Fique de olho e aproveite os vermífugos em promoção!

Quer saber mais sobre verminoses? Acesse os nossos posts sobre o tema:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário