Escabiose canina é sarna? Veja causas, sintomas e tratamento

Compartilhar:


cachorro com escabiose canina

A escabiose canina é um problema dermatológico que pode aparecer em qualquer cachorro. Por isso, é importante conhecer a doença tirar suas dúvidas. Aliás, entre as dúvidas comuns dos tutores estão, por exemplo, se escabiose é sarna, se é transmissível e como identificar.

Então saiba mais sobre esta doença que está entre as mais comuns entre os cães e se é possível preveni-la!

Afinal, o que é escabiose canina?

Esta doença dermatológica é um dos tipos de sarnas que acometem cachorros e também leva o nome de sarna sarcóptica. Ao contrário das outras, ela é uma zoonose, ou seja, é transmissível para humanos, e por isso o cuidado deve ser em dobro!

O que causa escabiose no cachorro?

O responsável pela escabiose canina é o Sarcoptes scabiei, um ácaro pequeno que se aloja na pele do animal, encontrando um espaço para colocar seus ovos. 

A contaminação acontece quando o pet entra em contato com outro cão infectado. Contudo, o parasita pode sobreviver por até 21 dias em superfícies diversas, como sofás, tapetes e mantas.

Quais os sintomas da escabiose?

escabiose canina cachorro coçando

A escabiose tem sintomas clássicos da sarna em cães, isto é, coceira, vermelhidão na pele e descamação. Além disso, o problema pode evoluir para casos de crostas, borbulhas e ferimentos abertos, pois o cachorro não para de se coçar. Aliás, em comparação com a sarna de ouvido e a sarna negra, este é o tipo de sarna que mais coça.

Em relação aos sintomas da sarna vermelha – outro nome da escabiose canina – em humanos, as manifestações são bem parecidas. Ou seja, pode ocorrer coceira intensa, bolinhas avermelhadas e lesões, principalmente nas dobras da pele e em locais mais quentes, os favoritos dos ácaros.

Como identificar escabiose canina?

O primeiro passo ao perceber alterações na pele do seu pet é procurar um médico-veterinário. E, claro, quanto antes, melhor. O diagnóstico é realizado através da raspagem da pele para visualizar o ácaro no microscópio. Então, após o resultado, o tratamento para escabiose deve se iniciar conforme orientação do veterinário.

Como tratar escabiose em cachorro?

cachorro tratando escabiose canina

O tratamento deve ser feito com extremo cuidado, pois esta é uma doença contagiosa em seres humanos. Assim, qualquer contato com o animal deve ser feito com o uso de luvas, e ele precisa ficar em um espaço recluso para não infectar outros cães, por exemplo.

O tratamento conta com produtos que eliminam os ácaros da pele do animal e diminuem a coceira constante, como shampoos para cachorro, medicamentos contra sarna e injeções. A prescrição é feita por um médico-veterinário de acordo com as características e o quadro do seu pet.

Tem como prevenir escabiose em cães?

Ao manter sua casa limpa e higienizada, as chances de proliferação dos ácaros diminuem bastante. A recomendação para não ter problemas com sarna em cachorros variam, mas algumas medidas são: evitar que o pet tenha contato com cães infectados; frequentar clínicas de confiança; manter a vacinação e a vermifugação do pet em dia; e higienizar sempre os itens do animal, como o comedouro e o bebedouro.

Gostou de aprender um pouco mais sobre escabiose canina e como este problema impacta a saúde e o bem-estar do seu amigo? Aproveite para continuar sua leitura aqui no Blog da Cobasi:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário