Ácaro em cachorro: saiba o que é, como prevenir e qual é seu tratamento

Compartilhar:


Acaro sendo visto através do microscópio
Ácaro sendo visto através do microscópio

O ácaro em cachorro são parasitas microscópios quase impossíveis de serem vistos a olho nu, com exceção dos carrapatos, talvez o mais conhecido entre eles. Embora existam ácaros de diferentes tipos, todos são parasitas, neste caso, sobrevivem de forma hospedeira e, infelizmente, por vezes os hóspedes são os nossos pets. Saiba quais são as doenças causadas por esses microrganismos e como preveni-las. 

Como eles prejudicam a saúde dos cachorros?

Se instalando no corpo do animal como uma espécie de lar, com o passar do tempo esses parasitas acabam oferecendo, na maioria das vezes, doenças de pele, como a tradicional sarna. 

Já nos casos de carrapatos, as doenças podem ser ainda piores, afinal, além da hospedagem, eles perfuram a pele do animal até encontrar uma corrente sanguínea para a sua alimentação. Por conta desse contato direto ao sangue, é possível a transmissão de doenças graves como zoonoses, que ainda podem ser transmitidas para o ser humano, a exemplo da febre maculosa. 

Cachorro branco se coçando com por conta dos ácaros
Os ácaros causam coceiras e outras doenças no pet

Quais os principais tipos de sarna mais comum nos pets?

Da mesma forma que existem inúmeras espécies diferentes de ácaros, também existem variadas doenças causadas por eles. A demodicose canina, por exemplo, é causada pelo Demodex Canis. O principal sintoma dessa sarna é o aparecimento de manchas vermelhas próximas ao focinho dos cães e ainda coceira no local. 

Já a sarna sarcóptica, não apresenta cores, mas uma coceira mais intensa que pode irritar o pet. Essa é causada pelo Sarcopts Scabiei, um tipo de ácaro mais popular, já que se adaptam bem em ambientes urbanos. Vale considerar que a sarna sarcóptica pode ser contagiosa para outros animais e ainda os humanos. 

Presente também em felinos, a sarna de ouvido é mais uma doença causada por ácaros, dessa vez o Otodectes Cynotis. O principal sintoma dessa, como o nome já adianta, é a irritação no ouvido dos animais, onde o microscópio se instala e causa reações inflamatória e uma secreção escura.

Como se ver livre de ácaro em cachorro?

Não queremos que nenhum mal aflija o nosso animal de estimação, né? Por isso, é comum que nesse momento os tutores já procurem alternativas que contribua com a prevenção ao ácaro e, claro, as doenças causadas por eles. Veja algumas dicas:

  • Evite que seu pet tenha contato a outros animais já infectados;
  • Mantenha o ambiente higienizado;
  • Assegure uma alimentação de qualidade que contribua com a resistência do sistema imunológico;
  • Mantenha em dia a vacinação do seu amigão;
  • Conte com locais de confiança para os banhos periódicos do animal;
  • Higienize com frequência o comedouro e a casinha;

Em casos de infecção, o que fazer?

Pet sendo consultado no veterinário
Levar o cachorro ao veterinário é sempre a melhor solução

Caso o seu animal de estimação já esteja infectado com esses microorganismos, o melhor a se fazer é agendar uma visita ao médico veterinário de sua confiança. Afinal, esse especialista poderá examinar o animal e, portanto, oferecer um tratamento personalizado, com produtos específicos para a eliminação de ácaros e ainda com os medicamentos certos para a recuperação rápida do animal.

Gostou desse post sobre ácaro em cachorro? Leia mais sobre outros pets em nosso blog:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário