Antipulgas e anticarrapatos: guia definitivo

31 de março de 2020

Cachorros
Antipulgas para cachorro

Nos últimos anos, nossa relação com os cães vem se tornando cada vez mais próxima e esse estreitamento é muito bom para ambos. Ela inclui idas em parques, pet shops, passeios na rua e, dentro de casa, filmes deitados no sofá e na cama. Tudo isso leva aos tutores uma preocupação com doenças e a busca por antipulgas e remédios para carrapato.

De fato, essa preocupação tem todo fundamento. Muitos parasitas podem contaminar nosso ambiente doméstico, transmitir doenças e gerar muito incomodo para os pets. Continue a leitura e saiba mais.

Parasitas e riscos à saúde

Existem dois tipos de parasitas: os endoparasitas e os ectoparasitas. Os endorasitas ficam na parte interna do corpo e temos como principais representante os vermes intestinais. Os vermífugos são os medicamentos responsáveis pela eliminação e prevenção de doenças.

Já os ectoparasitas ficam na parte externa do corpo. Seus principais representantes são as pulgas, carrapatos, mosquitos e piolhos. Os antipulgas e remédios para carrapatos atuam nessa frente.

Como escolher o antipulgas?

pipeta antipulgas sendo aplicada em cachorro

As pulgas e carrapatos também são prejudiciais aos nossos pets e podem trazer muito incomodo para os cães e gatos quando estão picando para se alimentar de seu sangue. Além disso, são potenciais transmissores de doenças.  Para evitar esses parasitas, você conta com muitos produtos e soluções para combatê-los. Separamos os principais tipos de antipulgas para vocês escolher qual é o mais adequado.

Pipetas antipulgas

As pipetas antipulgas devem ser aplicadas no dorso do animal. Em sua maioria, matam os parasitas e protegem por um período médio de 30 dias. São muito simples e práticas de usar principalmente para animais que tem dificuldade em engolir comprimidos.

Antes de aplicar, verifique as orientações do fabricante. 

Coleiras antipulgas

As coleiras antipulgas costumam ter um tempo de ação superior aos demais remédios para pulgas. Algumas chegam a durar 8 meses. Elas devem ser colocadas como uma coleira normal e são indicadas para cães e gatos de todos os portes.

Sprays

Como alternativa temos os sprays antipulgas. Esses produtos demandam um pouco mais de tempo do tutor que deverá se dedicar a espalhar bem os produtos sob a pele do cão, porém apresentam ótimo rendimento. Em muitos casos, um frasco atende a mais de uma aplicação.

Cuidado durante a aplicação para não atingir olhos, nariz e boca do animal.

Comprimidos

Muitos são palatáveis, ou seja, possuem sabores que agradam os cães e gatos. Os comprimidos apresentam ótima eficácia e possuem tempo de atuação variados.

Talcos antipulgas

Assim como o spray, os talcos antipulgas devem ser aplicados em todo o corpo do animal. Cuidado para não atingir olhos, nariz e boca.

Cuidados com o ambiente

É importante ressaltar que também temos que cuidar da limpeza do ambiente onde nossos pets vivem. Além das pulgas e carrapatos adultos, temos as outras fases do ciclo de vida que se desenvolvem no ambiente. Para isso temos que fazer a limpeza com produtos para diluir na água ou em sprays para aplicação direta no ambiente. É muito importante o uso desses produtos para que fiquemos tranquilos e que nossa relação com os pets só nos traga alegrias.

Escrito por: Felipe Laurino – E.C/ Médico Veterinário

Curtiu o conteúdo? Confira mais cuidados com cães e gatos: