Estomatite em gatos: o que é, principais sintomas e tratamento

Compartilhar:


estomatite em gatos

A cada passo que avançamos para conhecer mais sobre nossos animais, vemos que nesta caminhada não há lugar para incertezas, principalmente quando falamos de saúde. Por exemplo, você já ouviu falar sobre estomatite em gatos? Se por acaso já, se prepare para mais informações relevantes, caso não, esse artigo vai ser muito útil para você. 

E então, pronto para saber mais sobre a saúde do seu gato? Vamos juntos!

O que é estomatite em gatos? 

Diferentemente do que muitas pessoas imaginam, o processo da estomatite não é um processo causado pelo estômago? Essa condição é reflexo de uma alteração na mucosa oral nos tecidos, ou seja, na região da gengiva (bochechas, língua, palato, faringe e garganta).

Também conhecida como gengivite, essa é uma doença infecciosa crônica e de evolução lenta, que precisa de tratamento imediato quando diagnosticada, sobretudo quando o animal está com dor e deixa de se alimentar.

Ainda existem dúvidas sobre o que causa estomatite em gatos? Nesse sentido, acredita-se que a causa está associada à combinação de agentes infecciosos e virais, tais como o calicivírus felino e o vírus da imunodeficiência felina (FiV), ou também uma resposta imune anormal.

Como é diagnosticada a estomatite em gatos?

estomatite em gatos

Para detectar a condição é realizado o exame de biópsia, é coletado fragmentos e encaminhado para uma análise histopatológica. Após constatado a estomatite, o tratamento prescrito será de acordo com o grau de infecção que apresentar. 

Quais raças de gatos são mais predispostas a ter estomatite? 

Com grande incidência entre os gatos domésticos, algumas raças são mais predispostas, como por exemplo:

  • Abissínio;
  • Persa;
  • Siamês
  • Maine coon.

A necessidade de tratamentos e cuidados específicos precisam ser analisadas pelo médico-veterinária, porém a estomatite felina é uma condição que pode passar despercebida, por isso os tutores precisam sempre estar atentos ao comportamento do seu pet. Então, para ajudar nesse processo, aqui vão algumas dicas sobre os sintomas. 

Quais os principais sintomas da estomatite em felinos domésticos?

estomatite em gatos

Como mencionamos, a estomatite, em alguns casos, pode ter uma evolução lenta até apresentar os primeiros sinais da doença. Além da inflamação das gengivas e boca, outros sintomas comuns são: 

  • ausência de apetite;
  • mau hálito;
  • dificuldade em comer, como pegar, mastigar e engolir o alimento;
  • salivação excessiva;
  • perda de peso;
  • mau estado do pelo;
  • linha avermelhada em redor dos dentes (gengivite);
  • úlceras orais;
  • acumulação de tártaro;
  • mudança de coloração e perda de dentes

Vale observar o comportamento do bichano, por exemplo, alguns gatos domésticos tentam coçar a face em sinal de desconforto ou recusam quando são tocados, principalmente na região da boca. Neste caso, consultas frequentes ao veterinário podem auxiliar no diagnóstico e evitar problemas futuros.

Como tratar estomatite em gatos?

O complexo gengivite estomatite felina é uma patologia crônica e progressiva que precisa ser controlada e ter uma vigilância apertada, além do monitoramento feito pelo médico-veterinário. A boa notícia é que a estomatite tem cura.

Como é uma doença que inibe a vontade de comer, à medida que vai avançando, se não tratada adequadamente vai atrapalhar a qualidade de vida do bichano. De modo geral, o tratamento para estomatite em gato pode ser feito por:

Terapêutica médica – uso de remédio para estomatite em gatos: anti-inflamatório, analgésico e antibióticos. Além disso, produtos de higiene bucal podem ser receitados.

Terapêutica cirúrgica – remoção dos dentes com lesões, tártaro e parte da gengiva inflamada. 

Por isso, o diagnóstico realizado por um profissional é fundamental, tem gatos que apresentam a estomatite apenas nos dentes, outros na gengiva ou faringe. Cada caso é um caso, então siga as orientação do veterinário para receber o melhor tratamento para o seu pet.

A importância do cuidado preventivo e alimentação adequada

estomatite em gatos

Ações preventivas são sempre a maneira mais eficaz para evitar problemas de saúde dos animais. A escovação diária dos dentes de gato é um cuidado preventivo para impedir a formação da placa bacteriana e doenças relacionadas à saúde bucal.

Para esse cuidado, existem produtos específicos, como: escovas de dente e pastas próprias para os felinos. Todos os produtos para a higiene bucal do seu gato você encontra na Cobasi, com os melhores preços. 

Outro ponto importante para proteger o seu gato da gengivite é adotar uma alimentação de qualidade, saudável e segmentada. Uma ração com textura agradável faz toda a diferença, principalmente para o pet não ter dificuldade para comer. Por exemplo, rações úmidas e comedouros vão ser incentivos positivos para alimentar seu animal.

Por fim, para animais de estimação acometidos pela estomatite e que perderam muito peso, por não conseguir comer, vitaminas e suplementação alimentar podem ajudar nesse processo de reposição nutricional. Mas, claro, sempre com a supervisão e orientação de um médico-veterinário de confiança. 

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário