Filhote de gato: seu guia de cuidados

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:
Gato filhote preto em pé

Ter um filhote de gato em casa é uma diversão certa. Esses felinos, quando pequenos, são ainda mais ativos, curiosos e muito fotos, mas também precisam de cuidados especiais. Por isso é muito importante você saber como cuidar do pet nessa idade delicada.

Se você está pensando em adotar um gatinho ou já tomou a decisão, este guia sobre como cuidar de um gato filhote vai ajudar durante todo o processo. Desde a adaptação até a alimentação e as vacinas.

Descubra as necessidades que um gatinho tem quando pequeno e como você oferece qualidade de vida e bem-estar para o novo membro da família.

Como cuidar de um gato filhote

Antes de levar o filhote de gato para casa é importante preparar o espaço. O primeiro passo é instalar telas em todas as janelas e eliminar rotas de fuga. Ao ter acesso à rua, seu pet pode fugir, ser atropelado, contrair doenças, brigar com outros animais, sofrer maus-tratos e muito mais. Passeios na rua devem ser feitos apenas na coleira e com as vacinas em dia.

Se as janelas e portas já estão seguras, é hora de escolher os itens que darão conforto, segurança, higiene e diversão para o gatinho.

A caminha é aquele acessório essencial para o pet descansar à noite ou tirar longas sonecas durante as tardes. Todo bichinho precisa de um cantinho só seu e, no caso dos gatos, eles adoram esconderijos e cabanas desde pequenininhos. Brinquedos e arranhadores são itens que também ajudam a relaxar e se divertir.

A caixa de areia é outro item imprescindível, pois é onde os gatos fazem as suas necessidades. Dentro do reservatório, espalhe areia por toda a base, pois felinos gostam de esconder suas fezes. Oferecer uma bandeja higiênica com areia é o bastante para estimular esse comportamento, pois ele é instintivo. Caso seu pet não use a caixinha, verifique se ela não é de difícil acesso ou tente trocar o tipo de areia higiênica. Gatos são exigentes!

Por falar em segurança, não se esqueça da placa de identificação. Acostume seu amigo a ter uma coleira no pescoço e use uma plaquinha como pingente com as suas informações de contato mesmo para gatos que não saem de casa.

Por fim, não se esqueça do comedouro e do bebedouro para gatos. Os felinos são exigentes com sua alimentação e hidratação. O melhor comedouro para gato possui formato côncavo, que mantém a ração no centro. Já em relação à água, os bichanos gostam de se hidratar com água corrente, então considere comprar uma fonte para gatos.

O enxoval do pet já está completo, mas ainda falta um item muito importante: a ração de gato filhote.

Como alimentar um filhote de gato?

Antes de saber como alimentar um filhote de gato na sua casa, é importante aprender sobre cada etapa da fase de desenvolvimento de um felino. O alimento de gato nas suas três primeiras semanas é o leite materno, que é rico em nutrientes e ajuda o organismo do bichinho a ter a primeiras defesas. É fundamental aguardar o desmame no momento certo para que o gatinho já esteja desenvolvido o bastante para as próximas etapas da sua vida.

Animais que por algum motivo desmamarem antes do tempo, devem ser alimentados com leite para filhote de gato. Esse alimento é completo para a fase do bichinho e substitui o leite materno. Nunca ofereça leite de vaca, pois pode fazer mal para o bichinho.

Durante o desmame, que deve acontecer após dos 20 dias do nascimento, esse pequeno peludinho já pode começar a comer ração para filhote de gato umedecida. Isso deve ser feito porque, dependendo da idade, o animal ainda não tem todos os dentes e não consegue se alimentar com os grãos mais firmes.

Até 1 ano de idade os filhotes devem se alimentar com ração especial para a sua faixa etária. Elas são desenvolvidas com nutrientes que ajudam no crescimento, na força e na saúde. Não se esqueça dos sachês. Eles adoram!

Além da alimentação, existem outros cuidados com a saúde do seu filhote de gato que você precisa ter.

Cuidando da saúde do seu filhote

gato filhote

Quando falamos de saúde de filhotes de gato, a imunização está no topo das prioridades. Por acaso, você sabe quais vacinas que um gato filhote precisa tomar? A vacina múltipla deve ser administrada depois dos 60 dias de vida do animal, a V5 protege contra as principais doenças: Rinotraqueíte, Calicivirose, Clamidiose, Panleucopenia e FeLV. Já a vacina contra a raiva é indicada após o quarto mês do felino.

O veterinário é o profissional de confiança que precisa estar presente na vida do seu bichinho. É ele que vai orientar sobre os cuidados, vacinas e medicações importantes para o seu crescimento.

A castração de um gato filhote também é importante e previne ninhadas indesejadas, além de um gato castrado ter mais qualidade de vida e evitar doenças como câncer. Além dos benefícios para saúde, ao castrar seu animal você melhora o comportamento, a demarcação de território, evita fugas e deixa o pet mais calmo. Um filhote pode ser castrado a partir dos 6 meses de idade.

Como cuidar de gato em apartamento

A primeira regra de segurança com um gato filhote é colocar rede em todas as janelas do apartamento. Da cozinha ao quarto, passando, é claro, pelo banheiro. Os gatos são criaturas ágeis e que adoram escalar móveis, por isso a atenção deve ser redobrada. No caso de casas, evite deixar o pet sair na rua. Esses passeios parecem inofensivos, mas o gato fica suscetível às doenças, brigas e aos maus-tratos.

Já que os felinos ficarão apenas dentro de casa é importante fazer o enriquecimento ambiental do espaço para eles. Um gato filhote tem energia de sobra, por isso quanto mais “gatificada” for a sua casa, melhor para o pet. Existem inúmeros brinquedos para gatos, como varinhas, arranhadores e bolinhas. Eles ajudam no desenvolvimento físico e cognitivo do animal, além de reduzir o estresse e distrair o pet.

Adaptação do filhote de gato

Quando um novo pet chega na casa é importante realizar a adaptação do bebê. Com os gatos não é diferente! Fizemos uma lista para ajudar você nos primeiros meses com o seu amigo:

  • Compre todo o “enxoval do pet” e se prepare para a chegada no novo amiguinho;
  • Aguarde até o completo desmame para levar o filhote para casa. A convivência com os irmãos e a mãe é importante para a socialização e a saúde do pet;
  • Teste diferentes tipos de areia sanitária e deixe seu gato escolher qual é a ideal;
  • Tenha paciência e deixe que o filhote se ambiente no tempo dele;
  • Deixe a caminha do gato em um lugar tranquilo para ele se sentir seguro;
  • Assim como a areia, teste quais tipos de bebedouro seu pet prefere. A hidratação é muito importante para os gatos;
  • Use brinquedos com catnip para estimular o uso e aposte em calmantes para ajudar na adaptação;
  • Dê muito amor e carinho. Isso fará a diferença!

Você já sabe o que gatos filhotes gostam e como cuidar do seu novo amigo, então aproveite a infância do bichinho para construir uma relação única que vai se estender por anos e anos.

Veja outros conteúdos que separamos para você sobre felinos! Qual você gostaria de ler agora?

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

1 Comentário

  1. Graziely Rammos disse:

    Garanto que a preparação do ambiente para a adaptação do filhote é super importante. Os cuidados com filhote de gato tem que ser seguidos para que não tenha nenhuma preocupação futura com os bichinhos.
    Ótimas dicas, vai ajudar muita gente!!

Deixe o seu comentário