Gato troca de dente? Guia de cuidados e curiosidades sobre a troca de dentes em felinos

Compartilhar:


gato troca de dente

Os felinos são ótimos parceiros para se ter em casa, e o tutor é responsável por manter seu bem-estar em todas as fases da vida, inclusive durante a fase de dentição. Você sabia que, assim como os seres humanos, o gato troca de dente?

Durante essa fase, é essencial que o tutor tenha ainda mais atenção ao pet, de modo a preservar sua qualidade de vida e evitar desconfortos.

Para te ajudar, a Cobasi fez um guia completo sobre a troca de dentes em gatos. Descubra com quantos meses o processo acontece e os cuidados indispensáveis durante o período.

Com quantos meses o gato troca de dente?

O gato troca de dente conforme cresce. Na verdade, eles nascem sem dentinhos, assim como os seres humanos!

Da segunda até a sexta semana de vida, toda a dentição decídua terá nascido – os famosos dentes de leite. Durante a fase, são 26 dentinhos ao todo: os incisivos, caninos e pré-molares, que nascem nessa mesma ordem.

É só a partir dos três meses que o gato troca de dente de fato. A dentição cai aos poucos, até os sete meses. A partir daí, todos os dentinhos de leite são substituídos por 30 permanentes – nascem mais quatro molares, além dos citados anteriormente –, tão afiados quanto os próprios decíduos!

Tutores precisam de cuidado e atenção durante a troca de dente

gato com boca aberta

A saúde bucal do gato nunca deve ser deixada de lado. Quando os primeiros dentes de leite começam a nascer, inicia-se o processo de desmame. Isso porque a arcada felina é tão afiada que pode machucar o peito da mãe. Por isso, nessa mesma fase começa a introdução de alimentos sólidos.

No entanto, alguns animais podem sentir desconfortos enquanto trocam de dente. A gengiva coça e dói, e alguns felinos têm até alterações no comportamento, como mau humor e perda de apetite.

Para aliviar sintomas do tipo, tutores devem substituir rações secas por rações úmidas, oferecer brinquedos mordedores ao pet e escovar os dentinhos com muito cuidado.

Problemas derivados da troca de dentes

Um dos problemas comuns que acontecem durante a troca de dentes é a retenção dos dentinhos de leite. Nesse caso, os dentes decíduos não caem e os permanentes começam a nascer mesmo assim, o que causa uma dupla dentição.

O problema desencadeia dores durante a mastigação, desgaste e acúmulo alimentos entre os dentes. Em consequência, o pet fica predisposto ao desenvolvimento de tártaro e gengivite.

Por isso, se o dentinho do gato não caiu, procure um veterinário para realizar a extração.

A escovação é essencial durante a troca de dentes

Para evitar placas bacterianas, o mau hálito em gatos e problemas dentários mais graves, o tutor precisa acostumar o felino a escovar os dentes desde cedo. Em casos graves, a falta de escovação causa infecções e até mesmo a perda dos dentinhos, sabia?

Portanto, escolha uma boa pasta e uma escova adequada para o seu animal de estimação e escove os dentes do seu felino todos os dias ou, pelo menos, três vezes na semana.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário