Pleomele: saiba tudo sobre a planta

Compartilhar:


Saiba como cultivar a sua pleomele aqui.

Mesmo quem nunca ouviu falar da Pleomele, muito provavelmente já a viu antes. Essa planta, cuja exuberante folhagem é verde no centro e branca na beirada, garante alta resistência e durabilidade, e, ainda, é uma ótima solução paisagística para a sua casa!

Mais sobre as características da planta

A Pleomele, também muito conhecida por seu nome científico, Dracena Reflexa, é considerada uma planta arbustiva por conta de sua aparência que se assemelha à uma mini-árvore. Quando cultivada de forma adequada, seu caule ereto pode alcançar até 3,5 metros de altura. 

É possível ter uma Pleomele dentro de casa?

Sim! Em vasos, as Pleomeles podem ser cultivadas em ambientes internos, onde são muito valorizadas na decoração por sua beleza e flexibilidade às condições de baixa luminosidade. Elas podem ser bem tolerantes à luz artificial, apesar de ser preferível que a planta tenha contato com a iluminação natural. 

Uma grande vantagem de cultivar esta planta em casa, é a sofisticação que ela garante ao ambiente. Sua presença oferece extrema elegância, além de ser uma ótima solução para purificar o ar dos cômodos! Exatamente! A Pleomele é considerada muito eficiente na remoção de compostos tóxicos do ar de ambientes internos. Muito bom, não?

Além disso, a Pleomele precisa de um vaso que seja somente dela, porque se trata de uma planta que não se dá bem ao conviver no mesmo espaço que outras. Por essa razão, ao manter a sua individualidade, ela irá crescer e se desenvolver melhor.

Como devo cuidar da Pleomele?

A irrigação deve ser feita sempre que a terra aparentar estar totalmente seca. A Pleomele não tolera a falta d’água, porém, atenção: ela não sobrevive ao excesso de água também. Com o solo encharcado, sua raiz pode acabar apodrecendo por falta de oxigênio. Quanto menor o vaso em que ela se encontra, menor será a necessidade de rega. O ideal é conferir com o dedo a umidade da terra.

Até o crescimento, as podas de sua folhagem devem ser regulares. Também é importante prestar atenção nas folhas da planta: caso estejam amarelas e se desprendendo, elas estão tentando avisar que a planta não está recebendo a luminosidade adequada. 

Quando bem cuidada, a pleomele dificilmente apresenta problemas. Mas, caso não seja saudável, é possível que ela apresente sinais de pragas ou doenças.

Como já mencionado, a Pleomele pode alcançar até mais de três metros de altura, mas quando plantadas em vasos, o crescimento fica limitado. Apesar disso, o crescimento da planta deve ser monitorado, pois caso ela comece a perder muitas folhas, é sinal de que precisa de mais luz.

Essa planta é bastante sensível ao frio intenso, a geadas e a salinidade de regiões litorâneas. Caso o clima mude de forma brusca, ou caso ela seja transferida para um espaço muito diferente do anterior, ela pode se ressentir, perdendo parte das folhas. Por isso, em dias e noites muito frios, mantenha a sua planta dentro de ambientes fechados e mais quentes.

Onde adquirir a Pleomele?

A Pleomele é normalmente encontrada em lojas de jardinagem, já envasadas e prontas para serem levadas a sua casa. Caso você queira plantá-la em jardins, internos ou externos, é preciso fazer isso com cuidado, sempre se atentando a não danificar as raízes e as folhas. Sendo assim, o ideal é que a terra esteja sempre adubada e úmida – isso irá ajudar no desenvolvimento da planta.

Como utilizar a planta na decoração?

É uma planta muito usada na decoração de interiores. Sua folhagem é extremamente exuberante, resultando em uma opção extremamente sofisticada.

É possível cultivá-la em um vaso de cerâmica, garantindo ao ambiente uma decoração mais clássica. E para quem gosta de algo mais sofisticado, também é possível colocá-la em um vaso de vidro, deixando os cascalhos em evidência. Caso a planta esteja em uma área externa da casa, para valorizar, você pode usar uma iluminação de chão junto ao vaso.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário