Rosinha-de-sol: aprenda tudo sobre essa planta

Compartilhar:


rosinha-de-sol

Que tal investir na jardinagem durante o seu tempo livre? A rosinha-de-sol, por exemplo, é uma boa pedida para começar a cuidar de espaços verdes.

A planta faz parte da vegetação rasteira. Em casas, pode ser uma ótima alternativa ao relvado tradicional para dar cor e vivacidade aos cantos mais escuros. Hora de aprender mais sobre ela.

Solo para a rosinha-de-sol

O solo ideal para o cultivo da rosinha-de-sol é arenoso e rico em matéria orgânica. Em solos argilosos, para garantir seu cultivo, é recomendável adicionar ao composto orgânico bastante areia e elementos secos, como cascas semidecompostas.

A rosinha-de-sol tem folhas ovais, podendo ter uma coloração verde-clara e os ramos apresentam a mesma cor das folhas. As flores são muito delicadas, lembrando margaridinhas, e podem ser de coloração branca, rósea ou vermelha.

Em apartamentos, a rosinha-de-sol pode ser plantada em vasos ou jardineiras, em vasos suspensos, por exemplo, com um ar ornamental. Pode-se também preparar uma mistura que contenha terra vegetal, areia grossa e adubo orgânico, em partes iguais.  

Outra alternativa pode ser utilizar esterco curtido, húmus de minhoca ou misturas com farinha de osso e torta de mamona, que é um tipo de adubo orgânico farelento.

Para o melhor desempenho da plantinha, é bom que o solo não fique muito compactado, e que seja bastante drenável. Como toda suculenta, a rosinha-de-sol não tolera substratos úmidos por muito tempo.

Vasos para a rosinha-de-sol

Outra curiosidade é que, para que a planta possa ser cultivada em vasos, é preciso que eles tenham furos no fundo e que seja feita uma boa camada de drenagem, composta por pedrisco, brita ou argila expandida.

É sempre recomendável não colocar o pratinho sob o vaso, para evitar que a água das regas fique acumulada e prejudique as raízes, por exemplo.

Como cresce rapidamente, o melhor é cultivar a rosinha-de-sol em vasos de plástico, que são mais leves, podendo ser pendurados, além de permitirem um replante mais rápido e tranquilo.

Como regar a rosinha-de-sol

Por gostar de um clima mais seco e quente, como o de seu habitat natural, a rosinha-de-sol precisa ser regada com parcimônia, ou seja, o ideal é esperar que a terra seque bem antes de colocar mais água.

Também é importante ajustar a frequência de regas de acordo com as estações do ano. Nos meses mais frios, por exemplo, a rega deve ser reduzida.

O florescer

rosinha-de-sol

Para quem cultiva, uma das partes mais gratificantes é quando a planta dá flores, brotando como uma nova vida. A rosinha-de- sol pode florescer ao longo de todo o ano. É bem verdade, entretanto, que as flores surgem em maior abundância durante os meses mais quentes, principalmente durante a primavera e verão. 

E olha que interessante: a rosinha é uma planta que requer muito pouca manutenção. Diferentemente de gramados, que precisam ser aparados regularmente, a rosinha-do-sol possui um crescimento vigoroso, mas comportado

Além disso, a rosinha-de-sol apresenta a vantagem de impedir o crescimento de plantas invasoras e daninhas. E aí, se animou a ter uma em casa?

Vem ler outras dicas sobre jardinagem:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário