Sulfato de Alumínio para piscina: tudo o que você precisa saber

Por Cobasi

Compartilhar:
Sulfato de alumínio

O sulfato de aluminio é um dos muitos elementos químicos utilizados no tratamento da água da piscina. Afinal todo piscineiro é, no fundo, um alquimista. É ele quem vai saber a hora certa de salpicar elementos químicos que mudam a cor, o cheiro e a turbidez da água. Pois nem só de cloro viverá uma piscina.

Pense em uma piscina ideal. Provavelmente você imaginou uma piscina com água limpa, cristalina e sem cheiro, certo? Essa sem dúvida é a condição ideal das piscinas, mas para chegar a esse ponto é preciso tratar a água com elementos químicos específicos.

Contudo, é fundamental conhecer cada produto antes de jogá-lo na água em que vamos mergulhar, não é mesmo? Por isso, antes de sair polvilhando a piscina com qualquer produto químico, saiba bem para que ele serve e quais seus impactos na saúde e no meio ambiente.

O que é sulfato de alumínio?

Como o sufixo “ato” indica, o sulfato de alumínio é um sal. Ele é um sólido branco e cristalino que surge como resultado da reação entre ácido sulfúrico e hidróxido de alumínio ou alumínio metálico.

Sua função no tratamento da água é a decantação de partículas sólidas e regulação da acidez. Mesmo que a água de uma piscina esteja livre de microorganismos através da administração de cloro, é preciso retirar as partículas de sujeira.

Há duas formas de fazer isso: por circulação ou por decantação. O problema do primeiro tipo é que nem todo resíduo sólido é retirado da água. É aqui que entram os decantadores como o sulfato de alumínio.

Esses produtos irão aglutinar as partículas suspensas na água e torná-las mais pesadas. Isso acelera o processo de decantação natural da sujeira, o que facilita a aspiração pelo piscineiro.

Quando usar o sulfato de alumínio?

A administração de sulfato de alumínio não é indicada em piscinas com filtros de areia. Isso porque sua função aglutinadora acabará prejudicando a eficiência dos filtros ao formar pequenos blocos de areia em seu interior.

Portanto, o ideal é usar esse tipo de aglutinador para piscinas que são limpas somente pelo processo de decantação e aspiração. O sulfato de alumínio é uma boa opção para piscinas pequenas e sem filtro, desde que a sua dosagem seja exata.

Cuidados necessários

É preciso muito cuidado na administração do sulfato de alumínio pois este é um sal corrosivo. Seu manejo deve sempre ser acompanhado de equipamentos de proteção individual e a dose para tratamento precisa ser correta.

O contato com sulfato de alumínio pode causar irritação na pele, olhos e mucosas, além de queimaduras no trato respiratório caso seja inalado. Caso algum desses sinais aconteça lave abundantemente a área irritada com água corrente.

Em resumo, o sulfato de alumínio pode ser um bom aliado na arte de manter a água da piscina sempre límpida e agradável, porém lembre-se de tomar os cuidados necessários.

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário