Tapete gelado: solução para o calor

31 de março de 2020

Cachorros
cachorro com calor

O tapete gelado não é feito de gelo e não precisa de congelador, mas consegue refrescar seu melhor amigo. Tecnológico, ele possui um gel especial em seu interior que reduz a temperatura com o peso do animal.

Além de diminuir a temperatura corporal do seu cãozinho, o tapete gelado é lavável, reutilizável, seguro, prático, excelente para usar dentro de casa e de fato funciona!

Quando usar o tapete gelado

Mas, quando usar o tapete gelado? Primeiro é importante compreender que a temperatura dos cães é diferente da nossa. O cachorro normalmente possui a temperatura corporal entre 38° e 39° Celsius. Ela é um pouco mais elevada que a nossa. Por isso, não é possível comparar a temperatura do seu pet com a sua.

Para se refrescarem, os cães geralmente utilizam a inspiração expiração. Nesse processo, eles realizam a troca de ar quente do corpo com o ar ambiente mais fresco. A conhecida língua para fora é usada para aumentar a superfície de troca de calor com o ar mais fresco. Além disso, é comum se deitarem no chão para melhorar a sensação térmica e tomarem água fresca.

Viu seu cachorro de língua para fora, tomando muita água ou deitando no chão gelado? Talvez seja a hora de oferecer o tapete gelado!

Refresque seu cachorro

cachorro com calor no ventilador

 O tapete gelado foi criado para manter a temperatura ideal para cães. Ele ajuda a evitar o estresse, o desconforto e o mal-estar do seu pet.

Seu funcionamento é muito simples. Basta o cão se deitar no tapete gelado e, por meio do peso do animal, o gel entra em ação e fica gelado. Em pouco tempo, o tapete absorve o calor do cão e seu melhor amigo fica refrescado. 

O Tapete Gelado para Cães Chalesco está disponível nos tamanhos médio e grande, enquanto o Tapete Gelado para Cães Mabuu Petest, pequeno e médio. Já o Tapete Gelado para Cães HomePet é encontrado nos tamanhos P, M,G e GG.

Essas marcas chegam a diminuir a temperatura de 5° até 10° Celsius em relação ao ambiente, proporcionando uma sensação de bem-estar e frescor para seu cãozinho. Imagine que o interior da casa esteja com 30° C de temperatura. Ao utilizar o tapete, a sensação do pet pode variar entre 20° C e 25° C em média, ou seja, uma temperatura muito mais leve.

A ação de frescor do tapete, pode durar entre 3 e 4 horas, variando de acordo com a situação, temperatura ambiente, uso correto e local a ser utilizado.

Como usar o tapete gelado

Não é necessário colocar o tapete gelado na geladeira para que funcione, mas essa prática pode potencializar seu uso. Procure deixar o item em um lugar fora do sol. A superfície não importa. O tapete gelado pode ser utilizado direto no chão de casa, na areia e no gramado. Apenas evite colocá-lo sobre superfícies pontiagudas para que não rasgue ou perfure. 

Após utilização do tapete gelado é necessário esperar pelo menos 30 minutos para usá-lo novamente. Para limpar, é recomendável seguir as instruções do fabricante.

O produto é perfeito para espaços compactos. Quando não é utilizado, ele é totalmente dobrável e cabe em qualquer cantinho.

Dicas para refrescar seu pet

Cachorro com potinho de ração vazio
Além do tapete gelado, mantenha o potinho do seu cachorro sempre com água fresca

Além do tapete gelado, existem outras dicas que são muito importantes para manter seu cãozinho na temperatura ideal. O desconforto térmico, pode levar o cachorro a diminuir a atividade física, ficar apático, brincar menos,e chegar até mesmo a adoecer.

A dica mais importante para todas as estações do ano é manter o pote de água ou o bebedouro do seu cãozinho sem abastecido. Troque a água pelo menos uma vez por dia e lave o recipiente diariamente. Não deixe o pote no sol e mantenha a água fresca.

Cães adoram tomar sol, mas precisam ter acesso à sombra durante todo o dia. Nunca deixe seu cãozinho dentro do carro ou arramado. O mesmo vale para o local que você escolheu para deixar a casa do seu pet. Prefira locais cobertos e distantes do sol.

Seu cãozinho merece cuidado em todas as estações do ano!

Separamos mais algumas dicas de cuidados com a saúde do seu pet. Confira abaixo:

Escrito por: Bruno Sattelmayer – E.C/ Médico Veterinário