Tipos de adubo: conheça as opções e entenda suas funções

Compartilhar:


tipos de adubo

Quem tem contato estreito com a terra sabe a importância do adubo para ter plantas saudáveis. Sua utilização auxilia na nutrição e reposição dos nutrientes no solo, estando presente, assim, em qualquer sistema de cultivo. Mas você sabe quais são os tipos de adubo exatamente?

Vale explicar que a aplicação do adubo tem como objetivo fertilizar o solo e tornar suas características físicas, químicas e biológicas ideais para o desenvolvimento das plantas. Por isso, é fundamental saber quais os tipos de adubo, para assim entender qual irá se adequar melhor às necessidades e aos custos de cada sistema.

Venha descobrir mais sobre o assunto, continue a leitura! 

​Tipos de adubo orgânico

Neste caso, refere-se a qualquer matéria-prima que seja de natureza orgânica e tenha acontecido por meio de um processo físico e químico que faz parte deste tipo de adubo. É uma ótima opção para quem prefere deixar que o processo aconteça naturalmente

Então, os nutrientes são liberados lentamente através da decomposição de alguma matéria, sendo obtida de fontes vegetais (como as plantas) ou animais (como a casca de ovo). Os mais conhecidos são:

  • Compostagem;
  • Esterco;
  • Farinha de ossos;
  • Húmus de minhoca.

​Tipos de NPK

Outra opção são os adubos minerais, como o famoso NPK. A sigla refere-se à sua finalidade: fornecer nitrogênio, fósforo e potássio para as plantas. Entre os 17 minerais que são essenciais, estes três macronutrientes se destacam. 

A planta, ao morrer e ocorrer a decomposição, devolve os nutrientes ao solo e faz com que outras os utilizem no seu desenvolvimento, seguindo esse ciclo natural.  Porém, quando é colhida, podada ou, até mesmo, desmatada, esse processo é freado. Desta forma, é de grande importância que seja sempre feita a adubação. 

Os adubos NPK possuem diferentes fórmulas e com quantidades de nutrientes variados. Saiba alguns com maior destaque, como:

  • NPK 4-14-8 (quatro partes de nitrogênio, 14 partes de fósforo e oito partes de potássio). Ideal para ser administrado na hora do plantio e preparo do solo;
  • NPK 10-10-10 (partes iguais dos três elementos). Voltado às espécies que não florescem e não produzem frutos. Fora isso, indicado para plantas já formadas e flores, folhagens e frutíferas;
  • NPK 15-15-20 (15 partes de nitrogênio, 15 partes de fósforo e 20 partes de potássio). Pode ser utilizado no cultivo hidropônico, recomendado principalmente para as hortas.
tipos de adubo

​Tipos de adubação

Existem três tipos de adubação para serem realizadas e cada uma depende de fatores específicos. Listamos abaixo algumas opções:

  • Realizada diretamente no solo: como o próprio nome diz, acontece pela adição de adubo diretamente no solo de cultivo;
  • Fertirrigação: é uma técnica de adubação que distribui os nutrientes por meio da irrigação, que pode acontecer por micro irrigação, macro aspersão, aspersão e outros métodos;
  • Foliar: realizada através da adição de nutrientes diretamente na folha das plantas, por meio de pulverização, junto com a água de irrigação ou pulverização aérea com aviões. 

Agora que você conheceu mais sobre os tipos de adubo, está pronto para cuidar das suas plantas de maneira correta e proporcionar um crescimento saudável à elas. 

Quer saber mais dicas sobre jardinagem? Acesse outros posts de nosso blog: 

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário