Acalasia em cachorro: você sabe o que é?

Compartilhar:


A acalasia em cachorro, também conhecida como megaesôfago, é uma doença que não tem uma causa única conhecida, mas suspeita-se que seja genética e esteja associada a outros distúrbios de saúde. Quando o cão se alimenta, o esôfago não funciona corretamente. Os chamados movimentos peristálticos, responsáveis por levar os alimentos até o estômago, onde serão digeridos, não são realizados de maneira adequada.

Com isso, quando há acalasia em cachorro, os alimentos ingeridos vão ficando acumulados no esôfago, fazendo com que o órgão se torne cada vez mais dilatado ao longo do tempo. Como resultado, o cachorro passa a regurgitar com frequência, comprometendo a absorção de nutrientes e a manutenção da saúde como um todo. Outra consequência são as pneumonias aspirativas, que ocorrem quando partes de alimentos vão parar na traqueia, que é uma passagem exclusiva para o ar, e chegam até os pulmões.

Sintomas da acalasia em cachorro

Além da regurgitação frequente, a acalasia em cachorro também tem alguns outros sintomas. Os principais são: engasgo e desconforto para engolir os alimentos e a água, asfixia, refluxo de alimento pelo nariz durante as refeições e tosse.

Como consequência desses problemas durante a alimentação, é natural que os indivíduos diagnosticados com acalasia em cachorro apresentem dificuldades de desenvolvimento, emagrecimento severo e anorexia.

A acalasia em cachorro é observada logo assim que um filhote desmama, então é preciso buscar ajuda do médico veterinário assim que forem observados os primeiros sintomas.

Diagnóstico e tratamento da acalasia em cachorro

O diagnóstico da acalasia em cachorro é feito tanto com o exame clínico, complementado pelo relato dos sintomas observados pelo tutor, quanto por exames adicionais. A radiografia e a endoscopia contribuem muito com a constatação da acalasia em cachorro, mas um exame chamado cinefluoroscopia pode ser solicitado para ter a confirmação definitiva da doença.

Uma das alternativas para melhorar o estado geral de saúde dos indivíduos com acalasia em cachorro é mantê-los em posição ereta, ou seja, sentados, para que a gravidade auxilie na descida dos alimentos pelo esôfago até o estômago. Pode ser recomendada, também, uma cirurgia, mas apenas o médico veterinário será capaz de fazer essa avaliação.

O uso da cadeirinha para casos de acalasia em cachorro

Após confirmação do diagnóstico de acalasia em cachorro, alguns tutores optam por utilizar cadeirinhas de alimentação para seus cães, muito semelhantes àquelas utilizadas por bebês. Com o uso dessas cadeiras, o cão se mantém em postura ereta durante toda a refeição, então a gravidade auxilia bastante os alimentos a chegarem até o estômago. 

Além disso, é recomendável que os alimentos oferecidos aos casos de acalasia em cachorro sejam de qualidade, em forma úmida ou pastosa, com alto grau de digestibilidade e absorção dos nutrientes. Cada refeição desses cãezinhos deve ser feita com calma, e eles devem permanecer na cadeirinha por pelo menos 10 minutos depois de se alimentar.

Seja paciente no treinamento do cão que tem acalasia, pois essa é a melhor maneira de habituá-lo a utilizar a cadeirinha. Procure orientá-lo para comer devagar, pois essa também é uma boa maneira de contribuir para o seu bem estar geral. Converse sempre com o médico veterinário!

Confira outros artigos selecionados para você:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário