Ganhe 10% OFF* na primeira compra. Use o cupom 10BLOG
*Limitado a um uso por CPF

Axalote: 12 curiosidades sobre esse pet exótico

| Atualizada em

Por Cobasi   Tempo de leitura: 6 minutos

Compartilhar:
Compartilhar:
Axolote

Você já ouviu falar do Axolote? Essa famosa salamandra mexicana é um animal exótico encontrado apenas em sua terra natal, mas que vem ganhando o mundo inteiro pela sua fofura. Ficou curioso? Então, venha com a gente e conheça 12 curiosidades da espécie.

1. O que é um Axolote?

O axolote (Ambystoma mexicanum) é um dos animais mais populares da América do Norte. Nativos do México, gostam de viver em água doce, de preferência com muita vegetação.

A espécie de anfíbio pertence ao gênero Ambystoma, que conta com outros 32 outros animais, que ocorrem desde o Sul do Canadá até a região central do México.

2. Axolote é um peixe?

axalote é uma salamandra Axolote ameaçada de extinção
O axolote é um anfíbio que vive em ambientes escuros e de água doce.

Por possuir brânquias e barbatana na cauda, a primeira reação é associá-lo a um peixe. Porém, a verdade é que o Axolote é um anfíbio, que pode viver tanto dentro como fora da água.

3. Por que a Axolote tem esse nome?

Tão exótica quanto suas características, é a origem ancestral do nome Axolote. Ele foi batizado em homenagem a um antigo deus asteca chamado Xolotl, conhecido pelo poder de manipular o fogo e a luz.

De acordo com a lenda mexicana, a salamandra encontrada no Lago Xochimilco, na Cidade do México, capital do país, seria a reencarnação desse personagem mitológico.

A entidade era descrita como um homem com a cabeça monstruosa, semelhante a esta salamandra, que fugiu para a água na hora de realizar um sacrifício.  

Embora ele seja considerado um “monstro aquático”, a salamandra Axolote se tornou Patrimônio Mundial pela Unesco e hoje é o símbolo da capital mexicana. O que mostra a sua importância para a cultura local.

4. Principais características da Axolote

Essa espécie têm alta capacidade regenerativa, sendo importantes para pesquisas científicas
Essa espécie têm alta capacidade regenerativa, sendo importantes para pesquisas científicas

A principal característica da Axolote é a ausência da tireoide rudimentar. Por causa disso, ela não consegue produzir a quantidade necessária de hormônios para um desenvolvimento completo, o que a torna uma espécie única de salamandra.

A salamandra aquática pode medir entre 15cm e 45cm e pesar entre 60 a 230 gramas. A expectativa média de vida do monstro sorridente – como também é chamado –  é de 10 a 15 anos.

As principais características da salamandra axolotl é a presença de brânquias, em uma coloração que pode variar entre cores escuras (entre o marrom e o preto), rosada ou branca.

Os seus olhos são pequenos e sem pálpebras. Além disso, elas possuem brânquias externas e barbatanas caudais que vão do final da cabeça até a cauda.Um fato curioso sobre a genética da Axolote é que seu organismo pode se adaptar de acordo com o ambiente onde vive.

Por exemplo, os animais que vivem dentro da água possuem uma cauda bem desenvolvida. Por outro lado, o Axolot da terra, normalmente não desenvolve esse órgão.

5. Como é o comportamento da Axolote?

Sobre o comportamento da axolote, é possível traçar um paralelo com os peixes Betta. Isso porque, assim como essa espécie de peixe, a salamandra mexicana é extremamente territorialista, inclusive chegando a atacar os seus companheiros de aquário.

6. Alimentação da Axolote

Quanto à dieta, a salamandra Axolotl gosta de girinos, insetos, crustáceos e pequenas minhocas. Os alimentos devem ser macios e de tamanho suficiente para serem engolidos inteiros, afinal, o animal não possui dentes.

7. A axolote pode ser criada em casa?

Sim, mas para isso é preciso autorização dos órgãos responsáveis pela criação de animais silvestres. Após a regularização, para ter uma Axolote de estimação, o tutor precisa se atentar aos cuidados com o bem-estar do pet.

Apesar de serem mansos na natureza, os axolotes são considerados animais  animais de estimação de exibição, pois não podem interagir com seus tutores fora do tanque.
Os axolotes são considerados animais de estimação de exibição, pois não podem interagir com seus tutores fora do tanque.

Um dos cuidados com axolote é promover um aquário com águas calmas, bem oxigenadas e limpas. Como são sensíveis a fluxos de água médios e fortes, é preciso ter um bom sistema de filtragem, para não criar nenhum tipo de correnteza.

Já em relação à faixa de pH, os axolotes podem ser mais tolerantes, suportando a média entre 6.5 e 8.0. Apesar disso, o recomendado é de 7.4 a 7.6., sendo ideal que a temperatura da água esteja entre 16°C e 20°C.

8. É possível ter Axolote no Brasil?

Não há permissão para criação de axolotes no Brasil, como animais de estimação. Uma vez que não é autorizada pelo Ibama.

Mesmo para quem mora no México e deseja ser tutor de uma salamandra axolote, precisa de uma autorização especial e ter o seu viveiro credenciado pela Secretaria de Meio Ambiente mexicano.

9. As axolotes estão em extinção!

Axalote é uma salamandra ameaçada de extinção.
Axalote é uma salamandra ameaçada de extinção.

A axolote está em perigo de extinção. A ameaça é uma combinação de fatores que degrada o seu habitat natural, o lago Xochimilco. Os grandes vilões são a introdução de espécies predatórias como tilápias e carpas, a caça e a poluição da água.

De acordo com o último levantamento, divulgado em 2022, a população da salamandra Axolote estava em apenas entre 50 e mil indivíduos, nos canais próximos ao Lago Xochimilco. 

A queda é bastante vertiginosa, pois elas passaram de uma população de 6.000 habitantes por quilômetro quadrado, em 1998, para uma de 36 por quilômetro quadrado.

10. Axolote e a sua capacidade de se regenerar

Você sabia que a Axolote é uma salamandra que desperta a curiosidade de cientistas do mundo todo? É verdade! E o motivo disso é a sua habilidade de se regenerar sem deixar marcas, o que torna o seu DNA um verdadeiro mistério.

A salamandra Axolotl possui a incrível capacidade de regenerar partes do tecido de sua pele sem deixar qualquer marca ou cicatriz.

E não é só isso! Se houver necessidade, o animal pode reconstituir até membros inteiros e suas estruturas musculares, nervosas e sanguíneas.Entretanto, o que tem chamado mais a atenção é a capacidade de reconstruir a medula espinhal em caso de lesões e reparar metade de seu coração ou cérebro.

Conseguir entender como funciona o processo pode contribuir, no futuro, com avanços significativos relacionados à medicina em humanos.

11. Axolote: por que é chamada de eterno juvenil?

Os axolotes são chamados de "eternos juvenis", por atingir a maturidade sexual, mas permanecer no estado juvenil.
Os axolotes são chamados de “eternos juvenis”, por atingir a maturidade sexual, mas permanecer no estado juvenil.

A axolotl também é conhecida como “eterno juvenil” por atingir a maturidade sexual, mas permanecer no estado juvenil. A espécie é considerada um animal neotênico, ou seja, aquele que mantém a sua forma larval por toda a vida.

12. Ainda é possível encontrar uma Axolote?

Sim! Se você ficou com vontade de conhecer essa pequena salamandra, há duas opções. A primeira delas é fazer uma visita ao Zoológico de São Paulo. Lá o visitante encontrará um espaço dedicado à Axolote.

A outra opção é viajar até a cidade de Chignahuapan, no México. Ela abriga um local conhecido como Casa del Axolote, onde aproximadamente 20 animais são bem cuidados e podem ser vistos de perto por quem visitar o local.

Além da vida real, é possível encontrar uma Axolote no mundo virtual, na pintura e na literatura. A salamandra é um animal que fez muito sucesso no jogo ‘Minecraft’.

axolote sorrindo

A Mojang Studios, desenvolvedora do game, inseriu a Axolotl em seu universo para ajudar na conscientização sobre a preservação da espécie, como já havia feito com pandas a abelhas.

Quer um bichinho? Adote!

Sempre bom lembrar: se você quer ser tutor de um animal, procure os meios legais para adotar. A Cobasi Cuida, por exemplo, atua desde 1998 conectando pessoas e pets que estão a espera de um lar.

Se você quer um cãozinho ou gatinho, faça uma adoção responsável com a Cobasi. Conheça nossos projetos e parcerias com ONGs. Acesse o site Cobasi Cuida.

Gostou de saber mais sobre a exótica salamandra mexicana? Aqui, no Blog da Cobasi, você se mantém informado sobre tudo relacionado ao mundo animal. Se ficou com alguma dúvida, deixe o seu comentário. Até a próxima!

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

3 Comentários

  1. Isabella disse:

    Tem vários axalotes pretos no bioparque do pantanal na cidade de Campo grande/ MS

  2. Ester Raquel disse:

    Gostei muito das curiosidades que pra mim era desconhecidas e imagináveis, se pudesse da classificação, daria 5 estrelas

  3. Daniela disse:

    Devemos evoluir sempre em favor do conhecimento e ajuda mútua. Fico muito feliz em descobrir sobre o “axalote”,sendo uma salamandra mexicana, de acordo o Google! LAGO XOCHIMILCO… Vivendo e aprendendo, esta é a missão!

Deixe o seu comentário