Berne: o que é e como se livrar desse parasita

9 de outubro de 2020

Saúde e Cuidados
Cachorro com colar elisabetano

Berne é uma doença parasitária, formalmente chamada de miíase. Ela é causada por um parasita e transmitida pela mosca varejeira através dos ovos.

As moscas depositam seus ovos em feridas abertas e as larvas se desenvolvem no tecido subcutâneo do animal, ou seja, por baixo da pele e podem causar muito desconforto em cães, gatos e outros pets. Infelizmente, essa doença é muito comum em animais que vivem fora de casa ou em regiões rurais. Principalmente, aqueles que não recebem cuidados quando se machucam.

Os ovos acabam eclodindo em cerca de 7 dias, se transformando em larvas, que acabam parasitando o animal. Ao final de 40 dias, o ciclo da mosca se completa e as larvas caem no chão virando uma pupa, semelhante ao casulo de uma borboleta. Após esses período, surgem novas moscas.

Como saber se o cachorro está com berne?

É muito importante observar como o cachorro e comporta. Em alguns casos, é comum perceber que o cachorro coça ou lambe muito determinada região, isso ocorre porque conforme a larva se alimenta, o animal pode sentir coceira e dor.

Caso o pet apresente esses sintomas, é bom averiguar se não existem ferimentos como buracos ou nódulos na pele. Em alguns casos, é comum o surgimento de inflamação e até pus na região

Esse estágio da doença pode ser muito doloroso e agoniante para o cachorro, afinal, tem um parasita se alimentando de pequenos pedaços de pele dele. 

Além disso, é comum ver o cachorro mais deprimido, deixando de interagir e de se divertir. Às vezes, o animal pode até deixar de comer e se hidratar devido ao incômodo que está passando. 

Qual o tratamento para miíase?

mosca transmissora do berne

Ao perceber que o cachorro pode estar com berne, a melhor conduta é levar ele ao veterinário o mais rápido possível. Apenas um especialista poderá analisar a situação do cachorro para indicar o melhor tratamento para o quadro dele. 

Além disso, é contra-indicado um tratamento para essa doença em casa. Afinal, como as larvas se alojam por baixo da pele do animal, elas podem causar feridas e infecções por isso é necessário uma boa avaliação antes de iniciar o tratamento. 

Ao encontrar berne e diagnosticar miíase, o veterinário poderá indicar medicamentos para a lesão, sendo pomadas ou sprays para manter o ferimento limpo e estimular a cicatrização.

Paralelamente, um tratamento será realizado para eliminar as larvas e removê-las. A conduta varia muito do estágio em que a miíase está. Algumas vezes, a limpeza feita pelo médico veterinário e a administração de medicamentos orais resolvem o problema. Em outras, é necessário intervenção cirúrgica para eliminar todo o berne e medicação complementar para infecção.

Após o procedimento, a ferida deve ficar aberta para cicatrizar e durante o processo de cicatrização é fundamental estar sempre atento e fazer a higienização necessária. 

Procure sempre um médico veterinário para cuidar do seu pet como ele merece.

Como prevenir que o cachorro pegue berne?

Como a doença é transmitida através da mosca, a melhor forma de evitar o contágio é eliminando esse agente transmissor. O problema é que na maioria das vezes não conseguimos encontrar a mosca no ambiente. 

Sendo assim, uma das melhores formas de combater esse inseto é realizando uma limpeza frequente no ambiente. Evitar o acúmulo de lixo orgânico, recolher as fezes do animal com frequência, aparar a grama, são algumas sugestões que podem ajudar. 

Além disso, é possível usar sprays inseticidas ou fazer a pulverização de produtos químicos nas áreas que podem ser um foco para a criação de moscas. Mas é preciso ter cuidado, afinal o animal pode acabar se intoxicando. 

Cuidar do seu pet com carinho e se atentar à saúde dele também é uma forma de prevenir o berne. Para evitar que o animal tenha miíase, use coleiras antipulgas com repelente. Esses acessórios ajudam a prevenir as moscas, pulgas e carrapatos que também podem transmitir doenças. Além disso, fique atento à saúde do pet. As moscas depositam seus ovos em ferimentos presentes na pele do animal. Por isso, não deixe animais com ferimentos em locais abertos e faça o tratamento adequado.

Outra forma de combater as moscas na pele do animal é fazendo uso de medicamentos antiparasitários via oral, os vermífugos e antipulgas. Lembre-se sempre de avaliar o método com seu médico veterinário de confiança.

Curtiu esta publicação? Leia mais em nosso blog: