Cachorro Pastor: tão grande quanto fiel e amado!

Compartilhar:


cachorro pastor

O cachorro Pastor é um grande xodó do universo dos pets. Quase todo amante de cachorros já ouviu falar desses cães, conhecidos como cão de guarda e companhia. São pets superinteligentes, aprendem rapidamente e são muito capazes de cumprir ordens e tarefas. Cachorros equilibrados e confiantes, são bastante carinhosos, desde que sejam respeitados. Por isso, recebem muito amor pelo mundo afora.

O nível de energia dos pastores é bem forte. Para as raças de médio e grande porte, viver em apartamento pode não ser uma boa ideia. Já em outros casos, é possível uma boa adaptação se a prática de atividades for regular. Assim, é preciso fazer passeios pelo menos duas vezes ao dia. 

No Brasil, o Pastor Alemão é o mais famoso dos cães pastores. Mas, além dele, também fazem sucesso por aqui os pastores Branco Suíço (também conhecido como Pastor Canadense), Border Collie e Shepherd (Pastor Australiano).

Conheça quatro tipos de cachorro Pastor entre os mais populares no nosso país.

O Pastor Alemão

Considerada uma das raças mais inteligentes do mundo, é muito popular no Brasil e na América. Ele tem inúmeras funções, como cão policial, de guerra, de busca e salvamento, guia, entre outras.

São animais calmos, carinhosos e muito rápidos para aprender truques e comandos. Entretanto, por serem reservados, é importante acostumar seu amigo a conviver com crianças, idosos e visitas desde cedo. Esses pets têm o olfato aguçado, tanto que é comum vê-los como farejador de drogas e explosivos e de pessoas desaparecidas. 

Para quem pensa em ter um Pastor Alemão, um aviso importante: vai ser preciso gastar a energia do seu animal de estimação! Desafios mentais e físicos são necessários diariamente. Ou seja, nada de manter o pet em canis e apartamentos o dia inteiro. 

Em relação à saúde do Pastor Alemão, é muito comum que ele tenha problemas de displasia de quadril ou de cotovelo. Pode, inclusive, fica paraplégico. A expectativa de vida dos cães dessa raça é de 10 a 12 anos.

Pastor Branco Suíço

Descendente direto do Pastor Alemão, os primeiros cães dessa raça foram importados para a Suíça na década de 70. De tamanho médio, é musculoso e tem pelagem branca de comprimento médio ou longo. 

É um cachorro alegre, amigo e leal ao dono. Inteligente, como seu primo alemão, é facilmente treinado e capaz de exercer várias atividades. Também é um cão sociável, que se integra sem dificuldades a vários tipos de eventos sociais e situações. Ele precisa de atividades diárias, com passeios de pelo menos 30 minutos. Além disso, deve ser escovado a cada dois dias, pelo menos. 

cachorro pastor

Collie

Sem origem definida, acredita-se que a raça era usada para o pastoreio de ovelhas, na Escócia. Ela ganhou popularidade com o clássico personagem Lessie – mundialmente famoso na televisão. O cão dessa raça é companheiro e gentil, muito acolhedor com todos os tipos de pessoas. Eventualmente, pode ser um pouco teimoso, mas é sensível. Como um pastor, precisa de exercícios físicos e mentais todos os dias, para gastar energia. Outro ponto que o tutor deve ser considerar é a frequência do latido: essa raça pode latir bastante.

Shepherd

Apesar de também ser conhecido como Pastor Australiano, o Shepherd foi desenvolvido mesmo nos Estados Unidos. É muito comum em fazendas norte-americanas, por sua habilidade em pastorear todos os tipos de animais, de ovelhas a búfalos. A raça ganhou popularidade após a Segunda Guerra Mundial, em eventos como rodeios e exposições e em filmes e programas de televisão.

Tem uma personalidade animada, ágil e atenciosa, que se adapta rapidamente ao treinamento. É um animal leal aos donos, companheiro, e adora um colinho. Assim, os tutores desse tipo de pastor devem promover atividades diárias, com muita atenção e treinos. O Shepherd não gosta de brincar sozinho. Portanto, o ideal é que ele tenha sempre companhia, seja de uma pessoa ou de outro cão.  

O cachorro Pastor é agressivo?

Os pastores costumam ter temperamento carinhoso com seus tutores. Porém, eles podem se tornar agressivos com estranhos. Como fazem parte de uma tradição de pastores de rebanhos, ainda podem apresentar instinto de proteção a intrusos ao ambiente a que estão acostumados. Por isso, é importante dedicar tempo para investir na capacidade de obediência e na socialização do seu cachorro.



Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário