Cachorro pastoreio: conheça as melhores raças

Compartilhar:


Cachorro pastoreio: conheça as melhores raças

Obedientes, fiéis e leais. Os cães sempre foram os melhores amigos do homem, mesmo em tarefas rotineiras da vida no campo. O cachorro pastoreio, por exemplo, é um excelente braço direito na tarefa de guardar grandes rebanhos, sejam de ovelhas ou de bovinos. Além disso, são muito eficientes na função de proteger o rebanho de ameaças. 

Mas é claro que algumas raças são mais indicadas do que outras para serem criadas como cachorro de pastoreio. Por isso, selecionamos aqui as mais conhecidas e vamos explicar um pouco sobre cada uma delas!

O pastor alemão é um cachorro pastoreio?

Sim! Essa é uma das raças mais populares do mundo, principalmente por ser muito requisitada para as funções de cães policiais ou cães de guarda. E não é à toa que esse cachorro desempenha atividades de tamanha importância, afinal, é uma raça absurdamente leal e inteligente.

Mas poucas pessoas sabem que, antes de serem tão almejados para realizar esses tipos de trabalho, o pastor alemão era utilizado como cachorro de pastoreio. Isso porque é um pet com muita facilidade para se treinar e aprender novos comandos. Ademais, é extremamente atento e resistente, perfeito para longos períodos de trabalho e com rebanhos grandes.

Devido ao seu comportamento obediente, disciplinado, corajoso e protetor, esse cachorro sempre foi muito admirado por suas habilidades ao pastorear ovelhas, além de ser um excelente companheiro e defensor do lar.

Considerado um cachorro de porte médio para grande, o pastor alemão tem uma altura de, aproximadamente, 65 cm, além de pesar cerca de 40 kg. A raça tem origem alemã, e apesar de bastante respeitosa com os tutores, precisam de adestramento para não se tornar superprotetores e agressivos diante de pessoas desconhecidas.

Pastor Belga

Conhecido por sua lealdade, esse cachorro sempre está preparado para proteger e defender os seus tutores. De porte médio, essa é uma raça com diversas variações nas características físicas, apesar de que a pelagem preta é a mais comumente encontrada. 

Esse cão é ótimo para ser criado em fazendas ou casas de terrenos bem grandes, já que é um pet que precisa de bastante espaço para correr e se exercitar. A raça é bastante dócil e obediente, mas é preciso garantir um adestramento positivo para o cão, pois ele pode se tornar agressivo ao redor de novas pessoas.

Essa raça aprende, instintivamente, tanto a guiar o rebanho, quanto guardá-lo. O pastor belga é tão inteligente neste aspecto que começa a exercer essas atividades desde filhote, com muita eficiência.

Pastor de Shetland

Conhecido também como Sheltie, essa é uma das raças mais inteligentes do mundo, sendo muito eficiente como cachorro de pastoreio. Se trata de um cão muito habilidoso e ativo, que possui muita facilidade durante o adestramento, conseguindo aprender diversos comandos e seguir ordens.

Essa raça está aí para mostrar que bons cães pastores não precisam ser de grande porte, afinal, o pastor de shetland, apesar de compacto, é extremamente ágil.

Com o tutor, esse cão possui uma personalidade muito carinhosa e gentil, além de ser bastante obediente. Também vale ressaltar que é um cachorro que se adapta perfeitamente bem em territórios grandes como fazendas e chácaras, já que precisa gastar energia e praticar atividades físicas.

O Border Collie é um cachorro pastoreio?

Cachorro pastoreio: conheça as melhores raças

Sim! Criado na Grã-Bretanha, o border collie é considerado a melhor raça de pastoreio. Isso porque se trata de um cachorro muito ativo e esperto, capaz de aprender diversos truques e comandos com muita facilidade, além de ser bastante obediente. Essa raça, inclusive, por diversas vezes, já foi considerada por especialistas como a mais inteligente do mundo.

De porte médio, esse pet tem uma altura que pode variar de 45 a 55 cm, e um peso corporal de, aproximadamente, 15 a 24 kg. Esse cão precisa gastar bastante energia com estímulos diários para se manter ativo. Por isso, é importante oferecer uma rotina de exercícios com muitos passeios e brinquedos, além de desafios cognitivos, nos quais eles possam aprender novos comandos. Caso contrário, esse cachorro pode se tornar destrutivo.

Criá-los em terrenos espaçosos é uma boa ideia, para eles poderem correr e se exercitarem o quanto for necessário. E quanto às atividades de pastoreio, esse cãozinho é ágil e independente, apresentando um instinto para desempenhar a função.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário