Cachorro pode comer açúcar? Descubra de uma vez por todas!

Compartilhar:


cachorro pode comer açúcar

Você já se perguntou se cachorro pode comer açúcar? Um dos alimentos favoritos dos humanos, o açúcar é uma delícia e faz parte do nosso cardápio! Porém, se consumido em excesso, pode trazer malefícios à saúde, e com os cães não é diferente.

Então, para te ajudar, preparamos este artigo contando se açúcar faz mal para cachorro e alternativas saudáveis para a dieta do seu bichinho.

Cachorro pode comer açúcar?

Sim, cachorro pode comer açúcar. Isso porque a glicose (açúcar) é um alimento fundamental na dieta dos seres humanos e dos cães. No entanto, há uma grande diferença entre a glicose que realmente precisamos e aquela do açúcar refinado.

Ultraprocessados, como chocolates, devem ser deixados de fora da lista, já que, nesse caso, o açúcar faz mal para cachorro. Isso porque a glicose presente nesses tipos de alimentos pode causar problemas, como rejeição a outros alimentos, cáries, obesidade, desregulação da taxa glicêmica e diabetes canina.

Em contrapartida, quando oferecida em frutas e legumes, a glicose melhora o fornecimento de energia. Sendo assim, o cachorro pode comer açúcar, desde que vindo de fontes naturais, como melão, melancia, banana e maçã.

Na verdade, uma ração de qualidade já possui a quantidade necessária de glicose e todos os nutrientes essenciais para fortalecer a saúde do pet. Logo, não há necessidade de suplementar a rotina alimentar de cães saudáveis.

Problemas causados pela ingestão de açúcar: diabetes canina

A diabetes canina é um problema grave, causado pela incapacidade do pâncreas em produzir insulina ou pela incompetência das células em captá-las. Então, a glicose se acumula na corrente sanguínea, causando hiperglicemia.

Esse acúmulo causa consequências graves à saúde do animal e pode comprometer a visão, os rins, vasos sanguíneos, nervos e até mesmo órgãos.

Sintomas da diabetes

Quando o cão tem diabetes, podem surgir alguns sintomas como:

  • sede excessiva;
  • cansaço;
  • sedentarismo;
  • maior vontade de urinar;
  • aumento no apetite.

Assim que notar qualquer sintoma, vá ao veterinário o mais rápido possível para evitar complicações. Nesse sentido, o ideal é não oferecer alimentos açucarados ou ultraprocessados aos pets.

O bom é que a diabetes canina tem cura! Para tanto, é fundamental manter uma rotina de exercícios, fazer mudanças na alimentação e aplicar insulina.

Alimentos para manter longe dos cães

Chocolate

O chocolate possui teobromina, um componente extremamente tóxico para o organismo dos pets. Este alimento pode causar convulsões, tremores e náuseas, e nos casos mais graves pode levar o animal a óbito

Além da teobromina, o chocolate também possui cafeína, outra substância que causa prejuízos à saúde dos cães. Ao notar que seu cão ingeriu o alimento, vá imediatamente ao veterinário!

Xilitol

O xilitol é outra substância tóxica. Após a ingestão, o pâncreas produz altas doses de insulina, causando sintomas como vômitos e convulsões. A substância pode até mesmo levar o animal a óbito, dependendo da quantidade ingerida.

Alimentos doces para cachorro

cachorro pode comer açúcar

Cachorro pode comer doce, desde que feito especificamente para esses animais. Petiscos, chocolate e bolinhos para cachorro estão na lista de alimentos liberados. E o melhor é que todos eles você encontra na Cobasi!

Mas lembre-se de que eles não podem ultrapassar a quantidade diária de calorias, pois o excesso pode aumentar o risco de diabetes. Sendo assim, considere o porte, a idade e a rotina alimentar do pet. Além disso, não esqueça de consultar um veterinário antes de oferecer qualquer alimento ao seu bichinho.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário