Será que cachorro pode comer cajá?

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:
Será que cachorro pode comer cajá?

Se você quer saber se cachorro pode comer cajá, está no lugar certo. O cajá é uma fruta bastante comum em algumas partes do Brasil, e por isso os tutores às vezes se pegam pensando que mal faria dar um pedacinho para o pet.

Enquanto algumas frutas, em quantidades moderadas, podem fazer muito bem aos cães, o cajá não é uma delas. Oferecer cajá para cachorro envolve risco de o peludo apresentar sintomas de intoxicação. Vamos ver mais sobre o assunto a seguir.

Cachorro pode comer cajá sem ficar doente?

Cachorro pode comer cajá sem ficar doente?

Na verdade, a casca e a semente do cajá são bastante tóxicos para os cães, mas a polpa da fruta não tanto. Por isso, de maneira geral se diz que cajá faz mal para cachorro. Isso porque há um grande risco de um pedacinho de casca ser ingerido junto com a parte interna da fruta, e assim seu cão pode ter problemas sérios.

Dentre os sintomas, podemos citar salivação excessiva, vômitos, diarreia, inchaço da boca e da língua e dificuldade para respirar. Considerando que existem várias outras opções de frutas que você pode oferecer para o seu cão com segurança, não vale a pena arriscar, certo?

Se você tem um cajazeiro em casa, fique atento aos frutos que caem no quintal ou no jardim e recolha-os antes que o seu pet chegue até eles. Os cachorros têm instintos muito apurados sobre o que podem ou não comer, mas é melhor não contar com isso nesse caso.

Frutas indicadas para cachorros

Já que não se pode dar cajá para cachorro, talvez você esteja pensando em que outras frutas pode incluir na dieta do peludo e como fazer isso.

Bom, o primeiro passo é conversar com o médico veterinário que faz o acompanhamento regular do seu melhor amigo. Cada cachorro é único, e o profissional de saúde é o mais indicado para dizer que frutas podem beneficiar o seu.

Podemos adiantar que banana, maçã, pera e mamão são seguras para consumo dos cachorros, desde que oferecidas em pequenas quantidades. Não é que o seu cão vá apresentar sintomas de intoxicação caso coma alguma delas. A questão é que as frutas possuem muitas fibras, que em grande quantidade podem provocar desarranjo intestinal no pet.

Sempre que possível, dê preferência às frutas orgânicas. Faça uma boa higiene do alimento antes de oferecer ao pet, removendo a casca e as sementes quando for necessário, e cortando em pedaços adequados para prevenir engasgos.

Alimentos proibidos para cachorros

Alimentos proibidos para cachorros

Assim como o cajá, existem outros alimentos que devem passar longe do seu cachorro pelo bem da saúde dele. As uvas (de todas as cores, com ou sem semente, incluindo as passas), a carambola e o açaí estão no topo da lista.

Além disso, o chocolate, a cebola e os alimentos com cafeína estão totalmente proibidos para os cães. O melhor é manter uma alimentação com base em uma ração de qualidade, adequada ao peso corporal, idade e fase da vida do seu pet, e oferecer petiscos tradicionais ou alimentos naturais com moderação ao peludo, sempre de acordo com as orientações do veterinário.

Para saber mais sobre alimentação natural para cachorros, confira esse artigo selecionado especialmente para você em nosso blog.

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário