Alimentação natural para cães: aprenda tudo sobre o tema

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:
Poodle esperando a alimentação natural para cães

Investir na nutrição dos pets é a melhor forma de garantir que eles tenham uma vida longa e cheia de disposição. A alimentação natural para cães é uma forma saudável para isso, desde que seja acompanhada de perto por um médico veterinário especialista.

Todo mundo sabe que, para ficar em forma, é importante seguir uma alimentação rica em vitaminas, carboidratos e minerais. Com os bichinhos de estimação não é diferente! A dieta balanceada traz uma série de benefícios ao pet. A pele, por exemplo, fica mais bonita e viva e os dentes permanecem saudáveis. Veja abaixo como oferecer alimentação natural para cães do jeito certo.

Alimentação natural para cachorro é melhor que ração?

A alimentação natural para cães, se feita de forma adequada, pode ser muito saudável além de extremamente saborosa. Os pets adoram! Entretanto, as rações Premium e Super Premium também oferecem muita saúde no potinho e podem ser altamente palatáveis.

A alimentação natural para cachorros é tão saudável quanto rações de qualidade elevada, se o cardápio for desenvolvido por um médico veterinário e abranger as necessidades nutricionais do pet. As rações secas são desenvolvidas para suprir todos os nutrientes que seu cachorro precisa para viver. A alimentação natural deve fazer o mesmo.

Muitos tutores optam por levar uma vida mais natural não se alimentando de industrializados e têm a vontade de seguir da mesma forma com os seus bichinhos. Por isso, optam por deixar os alimentos secos e úmidos de lado, apostando da alimentação natural.

As duas formas podem ser saudáveis desde que feitas com qualidade e acompanhadas de um profissional.

Como saber qual a melhor dieta para o meu pet?

Na hora da escolha do alimento, alguns fatores devem ser levados em conta para determinar quais nutrientes são importantes para o seu pet. Fique atento à idade, à raça, ao estado fisiológico e até mesmo às condições físicas. “Por serem desenvolvidas especialmente para os animais, as rações suprem adequadamente as necessidades nutricionais que eles apresentam”, a médica veterinária Isabella Vincoletto explica sobre as rações secas.

Algumas vezes, uma única fonte de alimentação não é capaz de atender todas as exigências do pet, pois as diversas fases da vida dele demandam diferentes tipos de vitaminas, aminoácidos, minerais e outros componentes. Por isso, é importante analisar as tabelas nutricionais das rações. Em alguns casos, é necessário complementar a dieta com suplementos. Vale lembrar que essa alteração só deve ser feita com a recomendação de um médico veterinário.

No caso da alimentação natural para cães, o desenvolvimento da dieta é bem mais complexo. Tudo começa com uma visita ao veterinário especialista em nutrição animal, que realizará exames para avaliar as necessidades nutricionais do pet. A partir disso, um cardápio será desenvolvido para o tutor entrar na cozinha e preparar as refeições do animalzinho.

Tudo sobre alimentação natural para cães

A alimentação natural para cães é individualizada e essa é uma das principais vantagens! Os cachorros precisam de proteínas, fibras, carboidratos e gorduras para uma refeição completa e saudável.

As proteínas normalmente são de origem animal e, para isso, pode ser usada carne bovina, cordeiro, peixe, frango, porco e ovos. Já as fibras e os carboidratos são provenientes de arroz integral, lentilha, batata, cenoura, chuchu, entre tantos outros ingredientes. Por fim, a gordura costuma ser de coco, banha suína ou óleo de peixe.

Agora que você já conhece os principais ingredientes, não é só misturar tudo? Nada disso! O segredo para a alimentação natural ser saudável, é a utilização de quantidades adequadas e isso depende de cada animal. Apenas um especialista pode indicar qual o cardápio ideal para o seu pet.

O preparo é outro grande desafio. A começar sobre a utilização de carnes cruas ou cozidas. No geral, carnes cruas são adoradas pelos cães, mas oferecem riscos por causa das bactérias. Sendo assim, o mais adequado é cozinhar. Além disso, é importante remover os ossos, que se engolidos, podem perfurar o estômago ou o intestino do pet.

 Já os vegetais e legumes, no geral, podem ser dados crus ou cozidos. Uma exceção é a batata, que deve ser cozida, pois possui substâncias tóxicas. Por fim, as frutas podem ser dadas cruas, mas é importante sempre tirar as sementes e os caroços.

Escolhendo a melhor alimentação de animais filhotes

Se a alimentação natural para cães adultos deve ser acompanhada de perto por um veterinário especialista, a comidinha dos filhotes merece atenção redobrada! Nos primeiros meses de vida de cães e gatos, a mãe se encarrega de amamentá-los. O período tem duração média de seis a oito semanas. Os donos devem aproveitar essa fase e fazer a transição para as rações para filhotes ou a alimentação natural, assim o sistema digestivo começa a se acostumar com a nova dieta. Molhe os pedacinhos com água ou leite a fim de facilitar a digestão ou faça papinhas.

Durante os primeiros 12 meses de vida do pet, a alimentação deve conter nutrientes que propiciem o desenvolvimento dos órgãos e o amadurecimento do cãozinho. Atenção especial para ossos e músculos!

Riscos da alimentação caseira para cães

Fazer comida em casa para o seu pet, no entanto, oferece um grande risco: uma dieta incompleta, que não supre todas as necessidades nutricionais do animal. Assim como a nossa dieta precisa de carboidratos, gorduras e outros nutrientes importantes, os animais também têm essas necessidades. Porém, elas são muito diferentes das nossas! Um prato saudável para você, pode ser um verdadeiro veneno para o seu pet.

Apenas um médico veterinário especialista em nutrição animal pode desenvolver um cardápio completo para você oferecer alimentação natural para cães.

Outro risco associado à alimentação caseira para cães é a utilização de temperos e ingredientes que podem intoxicar ou causar alergias. Na hora de preparar os alimentos, não utilize temperos, como pimentas ou sal. Para saber quais itens evitar, preparamos uma lista de alimentos tóxicos para animais ou que devem ser evitados:

  • Café
  • Chocolate
  • Nozes e castanhas
  • Cebola
  • Leite e derivados
  • Pão
  • Uva
  • Abacate

Agora você já sabe quase tudo sobre alimentação natural para cães. Que tal aprender mais sobre os petiscos naturais?

Petiscos e ossinhos naturais

Os petiscos são prêmios dados quando o pet realiza alguma tarefa de forma correta, como fazer as necessidades no local certo ou antes de os donos saírem de casa, assim ele não fica triste por estar sozinho. O importante é não exagerar na dose para não interferir na dieta.

Preparamos uma lista com os principais petiscos naturais para você oferecer para o seu pet:

  • Frango cozido: cozinhe em água e sem temperos e desfiado;
  • Manteiga de amendoim: fonte de proteína, não deve conter sal ou açúcar na sua formulação;
  • Arroz integral;
  • Maçã sem semente;
  • Cenoura.

Os petiscos podem ser dados in natura, cozidos e até usados como matéria-prima para a produção de biscoitos.

Quanto aos ossinhos, não é recomendável a utilização de ossos naturais, pois podem soltar lascas e perfurar os órgãos internos dos pets. Na Cobasi, você encontra uma grande variedade de ossos naturais e seguros para oferecer ao seu cãozinho.

Você tem alguma dúvida sobre alimentação de animais? Conte para nós nos comentários!

Confira outras dicas sobre a alimentação dos pets:

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

6 Comentários

  1. Enny fernandes disse:

    Eu gostaria de saber qual a ração ideal pro meu filhote de Husk siberiano??

    • admin disse:

      Oi, Enny! Como vai? A ração precisa ser para filhotes de raças médias ou grandes. Sugerimos que converse com seu médico veterinário para indicar o alimento ideal para o pet.

  2. ROSEMEIRE novaes disse:

    Eu tenho um pastor alemão com a idade 1 .7 meses ele nao que mais a racao eu do a goldem especial eu quero experimentar a
    glan plus ?

    • admin disse:

      Rosimeire, como vai? São duas excelentes rações. Converse com seu médico veterinário para realizar a transição da ração de forma adequada e definir quais os melhores horários para alimentação.

  3. Clara de sousa disse:

    Gostaria de saber se a ração que eu dou para a minha gata Lua que tem 3 anos e está esterelizada é a adequada é a a Royal Canin esterelizada e dou ao fim de semana comida úmida da schesir.

    • admin disse:

      Oi! Como vai? O ideal é que seu médico veterinário de confiança indique o alimento mais adequado para a sua gatinha. Essas suas rações que você citou são ótimas! Ela deve adorar!

Deixe o seu comentário